Está na dúvida se o Flamengo deve escalar titulares no domingo ou poupar o time para a estreia da Libertadores? O MRN ajuda você a decidir. Veja sete motivos para escalar os titulares contra o Fluminense:

(Veja também sete motivos para poupar jogadores no clássico)

1

Manter o ritmo de jogo

O Flamengo ainda não está na forma 100% ideal, mas está num estágio mais avançado que o San Lorenzo. O rival fará o primeiro jogo oficial da temporada no fim de semana — isso se não vingar uma greve ameaçada pela associação de jogadores da Argentina. Já o Flamengo vai para o décimo jogo oficial na temporada. Ficar 11 dias sem disputar uma partida oficial poderia quebrar esse ritmo e igualar as condições.

2

Lesões podem acontecer no treino

O principal temor de escalar titulares no jogo é o risco de lesões que tirem jogadores importantes da estreia da Libertadores. Mas lesões graves podem acontecer em treinamentos também, como mostrou o recente caso do meia Douglas, que não viajou para enfrentar o Flamengo pela Primeira Liga e rompeu os ligamentos cruzados do joelho no treino do mesmo dia. O Flamengo também tem um caso recente de grave lesão no treino, com o goleiro Paulo Victor, em 2015.

3

O desgaste é monitorado

Desde o ano passado, o Flamengo tem o que é mais moderno em equipamento para monitorar o desgaste físico de jogadores. Se houver risco de alguém “estourar”, ele será apontado pelos exames de rotina e o técnico Zé Ricardo pode poupar um jogador específico, sem a necessidade de preservar todo o time.

4

Entrosamento com Berrío
Contratação na qual o Flamengo mais investiu na temporada, o colombiano Orlando Berrío já deu um cartão de visitas que mostra que, uma vez em 100% de condições, ele pode brigar por uma vaga no time titular. Para que ele possa ser devidamente aproveitado, no então, o ideal era que evoluísse o entrosamento com os companheiros de ataque para que eles possam acompanhar as jogadas do colombiano e estarem bem posicionados para aproveitar as oportunidades que ele cria. Com Mancuello como dúvida, o jogo de domingo é uma boa oportunidade para promover a entrada de Berrío no time titular antes da Libertadores.

5

Mais um teste real
O clássico contra o Vasco foi o primeiro grande teste para o time do Flamengo na atual temporada, contra os titulares de outro time da Série A. O Fluminense, que venceu o Vasco por 3×0 no início do Campeonato Carioca e ainda não sofreu gols na competição, seria um teste ainda mais forte. Outra possibilidade de fazer o atual time do Flamengo rodar contra um adversário de maior nível. E uma vitória aumentaria a autoconfiança do time.

6

Situação no Carioca encaminhada
Embora o bizarro regulamento do Carioca não classifique mais diretamente para a final o vencedor da Taça Guanabara, ganhar o risco garantiria o Flamengo automaticamente na semifinal, abrindo o caminho para que um time alternativo pudesse ser escalado em toda a Taça Rio, priorizando a sequência da Libertadores, quando haverá viagens para fora do Brasil.

7

Taça é taça
Por mais desvalorizada que tenha ficado, a Taça Guanabara ainda é um troféu tradicional do qual o Flamengo é o maior vencedor e o qual não ergue desde 2014. E é sempre bom começar a temporada levantando taça.

 
(Veja também sete motivos para poupar jogadores no clássico)


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outra forma de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.