Setembro de 2007, ele estava na Gávea. O atual capitão Marcelinho Machado ao lado de seus companheiros -um deles sendo seu irmão- disputaram o Campeonato Carioca daquele ano sob o comando do técnico Paulo Chupeta, já campeão.

Dois times cariocas, Vasco e Fluminense reforçaram suas equipes com atletas de outros times vindos de outros estados (condição dada pela FBERJ). No meio de todo trâmite o Flamengo foi o único a contar somente com seus próprios jogadores.

Como sempre, existia convicção, já falada antes no final do primeiro texto da série. Mais uma vez o Fla terminava a fase de classificação na liderança realizando uma campanha de 14 jogos, 13 vitórias e apenas uma derrota somando 27 pontos. O Vasco -que derrotou o líder na classificatória- terminou na vice-liderança com apenas um ponto a menos. Se antes parecia uma reedição dos clássicos, na final a certeza se concretizou pois na semi o Flamengo venceu o Macaense por 2-0, e o Vasco bateu o Fluminense de 2-1.

Semifinal:

Flamengo 90 x 82 Macaense

Flamengo 79 x 78 Macaense

Toda a tensão foi depositada na final do carioca que recebera o maior clássico do basquete, a disputada estava de igual para igual. No primeiro jogo o Vasco apresentou irregularidades e acabou sendo derrotado em todos os quartos. Já no segundo deu mais trabalho ao time Rubro-negro, porém também deixou o Orgulho da Nação chegar e correr para o abraço.

Marcelinho foi o cestinha da primeira partida com 31 pontos, Hélio protagonizou a segunda fazendo 31 pontos. No geral, Marcelo fez 393 pontos ao longo do campeonato.

Consagração do título de 2007.

Final:

12 de dezembro – Vasco 74 x 92 Flamengo

13 de dezembro – Flamengo 75 x 73 Vasco

Ainda comemorando o título, Paulo Chupeta declarou ao GloboEsporte na época que a torcida (mesmo arrastando menos de duas mil pessoas para o Maracanãzinho) incentivou muito o time e sua confiança também ajudou durante o processo:


“Se eu demonstrar que estou nervoso, acabo com o meu time. Tenho que passar confiança a eles, dar instruções e vibrar com o sucesso do nosso trabalho. Fazendo isso, eu ajudo a equipe a crescer”.

Time: 

Alirio, Amiel, Duda, Coloneze, Fernando, Fred, Hélio, Maicon, Marcellus, Marcelinho e Wagner

Téc: Paulo Chupeta.
 

Leia a série dos doze

A série dos doze: 2005

A série dos doze: 2006

A série dos doze: 2008


O Mundo Rubro Negro precisa do seu apoio para não acabar, e melhorar ainda mais. Contribua mensalmente com nosso trabalho. Clique aqui: bit.ly/ApoiadorMRN