Desde o anúncio da saída de Muricy Ramalho a dúvida de quem será o novo comandante rubro-negro paira na Gávea . E, ao que parece, o momento de incerteza ainda permanecerá por mais algum tempo. Pelo menos é o que indica o discurso feito pela diretoria flamenguista, na terça-feira (14). Presentes na coletiva de apresentação do ex-zagueiro Mozer como o mais novo gerente de futebol do clube, o presidente Eduardo Bandeira de Melo e o diretor executivo Rodrigo Caetano evitaram falar em nomes e procuraram demonstrar confiança no, por enquanto, interino Zé Ricardo.

De acordo com o presidente, o trabalho realizado pelo ex-técnico da base tem ajudado a direção a não se afobar para resolver o problema. “Zé Ricardo é o técnico do Flamengo hoje. Esse trabalho que nos dá tranquilidade para seguir avaliando a questão com a maior tranquilidade possível”, afirmou o mandatário.

Apesar de elogiar o desempenho do atual comandante a frente da equipe, Bandeira de Melo evitou fazer qualquer tipo de confirmação em relação a sua efetivação no cargo de treinador. Para o presidente, a nomenclatura para se referir a posição ocupada pelo profissional não é o mais relevante neste momento.

“Adjetivação do treinador, se é interino ou se é permanente, é o que menos importa. Não quero assumir algum tipo de posição definitiva. Hoje, o treinador é o Zé Ricardo. Agora, se ele vai continuar, ou o Flamengo vai trazer outro técnico, será definido depois. Vai ficar enquanto o Flamengo entender que é positivo e mesmo se contratarmos alguém ele irá continuar participando da comissão”, pontuou o Bandeira de Melo.

Seguindo a mesma linha do presidente, Caetano também não quis entrar em detalhes sobre assunto e apenas se limitou a dizer que, caso haja uma mudança de ideia, todos, inclusive o técnico, ficarão sabendo. “Qualquer mudança que tiver vocês vão saber. O Zé sabe o papel que ele exerce. Não está aqui para que se ganhe tempo em relação a outro nome. Flamengo tem soberania para entender se isso vai ser modificado”, ressaltou Caetano.


Recém chegado para ajudar o Mengão a retomar o caminho das conquistas, Mozer fez questão de deixar seu posicionamento bem claro. Para ele, o interino é o cara certo para conduzir o time durante a temporada.

“Não sei se a direção está buscando um treinador estrangeiro. O Flamengo tem treinador que é o Zé Ricardo. Extremamente vencedor no clube que está inserido. É um homem que tem feito percurso brilhante nas camadas jovens. Tem na totalidade do grupo profissional a aceitação. Tem confiança nele, senão não fazia sentido ficar”, defendeu o novo gerente de futebol.

Em meio a toda essa indefinição, Zé Ricardo soma 20 dias como técnico do elenco profissional. Nesse período, dirigiu o time em em quatro partidas pelo Campeonato Brasileiro Série A, sendo duas vitórias (Ponte Preta e Vitória) e duas derrotas (Palmeiras e Figueirense).

Durante suas entrevistas coletivas, o comandante habitualmente acaba tendo que responder questionamentos sobre uma possível efetivação. No entanto, de maneira serena, Zé sempre tenta manter a tranquilidade e não criar expectativas. “A gente sabe que o resultado faz diferença em todos os esportes. Eu mantenho que estou tranquilo, desde o primeiro jogo contra a Ponte Preta. Faço isso com a melhor das intenções”, disse o interino, após derrota para o Figueirense, no último domingo (12)