Fonte: Divulgação

Eu sempre gostei de assistir a jogos de basquete, mas confesso que ver os do Flamengo sempre me remete ao relato de meu pai sobre a decisão de 25 de novembro de 1955 contra o Sírio Libanês. Naquele dia, o Mengo foi vencedor com uma cesta de Guguta, quase do meio da quadra, em uma virada histórica. A emoção desse jogo nos tirou a vida de um dos maiores presidentes de todos os tempos do Flamengo, Gilberto Cardoso.

presgilbertocardoso

Gilberto Cardoso – Foto: Flapedia

O Flamengo parece viver em um “loop”. Quando Gilberto Cardoso assumiu, o Clube estava em situação financeira débil, mas ele conseguiu aliar paixão e capacidade e sua gestão foi bastante vitoriosa, com conquistas nas quadras e em campo, no basquete e no futebol.  Sessenta e um anos depois vivemos na expectativa do Flamengo voltar a brilhar nas duas modalidades simultaneamente.

Todavia, em um único fim de semana nosso entusiasmo deu lugar a sentimentos de dúvida. No basquete, havia a máxima confiança da possibilidade de mais um título no NBB. Mas o que se viu foi assustador, embora até compreensível, se levarmos em conta que ao adversário só a vitória interessava. O que vimos no sábado foi um Bauru arrasador, que acertava tudo, contra um Flamengo que errou demasiadamente.

O basquete apresentado pelo Flamengo no sábado foi muito aquém do que ele já jogou nessa temporada. Pior que isso, apenas a hostilidade de parte da torcida local. Só existe uma forma de superarmos tudo isso, uma maior doação pela busca da vitória no próximo e último decisivo confronto. O título é uma realidade, mas os atletas do Fla terão que dar o seu melhor em quadra.

bola na cesta

Imagem: Divulgação

 

 

Já o futebol segue sua via crusis. Não ficarei chovendo no molhado, afinal todos sabem que a diretoria e a comissão técnica comandada por Muricy Ramalho cometeram erros estratosféricos quanto ao planejamento. Chegamos à metade do ano com um elenco desequilibrado, já falei sobre isso.  Mas existem bons valores no atual elenco que, bem arrumados poderão nos levar a uma colocação digna na competição.

Eu sou um daqueles fãs de carteirinha que sonham com a vinda do Sampaoli para o Flamengo. Mas será que trazê-lo nesse momento, a peso de ouro, não seria mais um ato de desespero, e de demonstração de completa desorganização? Reflita, no lugar de Sampaoli, ou qualquer treinador fora de série, você aceitaria o desafio de assumir esse elenco capenga que aí está?

Vou desenvolver a minha opinião analisando a partida que vi contra os porcos:

Flamengo 1×2 Palmeiras – Não concordo com a íntegra do time do Flamengo que foi a campo, mas respeito a opção de Zé Ricardo em não alterar muito a estrutura do time, pois ele trenou poucas vezes essas equipe, se dando ao trabalho de conversar muito com os jogadores.

E, ao contrário de muitas críticas que li, eu acho que o Flamengo fez uma boa partida, principalmente no primeiro tempo, onde apresentou uma marcação razoável, embora o posicionamento defensivo tivesse proporcionado chances reais ao Palmeiras, dentre elas o primeiro gol de Gabriel Jesus.

William Arão e Alan Patrick tiveram atuações muito boas, mas Everton, Fernandinho e depois Cirino foram inócuos em suas missões diante da defesa palmeirense. Vizeu lutou na frente, mas não possui outro centroavante de origem para substituí-lo. Sua saída só pode ser explicada por cansaço, pois a vida do adversário foi facilitada com ele fora do jogo.

Verdade seja dita, o Flamengo perdeu por conta de duas falhas clamorosas de nossos zagueiros. Mas sinceramente, nem me atrevo a crucificá-los. A situação crítica que nos encontramos é pelo total menosprezo a notória importância de contratarmos dois zagueiros de qualidade para disputar o campeonato. Léo Duarte vinha jogando muito bem, mas ele é um garoto. Deve jogar, mas não pode ser dele a responsabilidade da titularidade.

Acho que tanto Léo Duarte quanto Cesar Martins terão dificuldade em dormir. Os fantasmas do jogo os atormentarão por algum tempo. Tempo que Zé Ricardo disporá para treinar e arrumar o time para o próximo jogo, contra o Figueirense, no próximo fim de semana.

Zé Ricardo não pode ser julgado por esta derrota. Todos sabiam o quanto o jogo seria difícil. Perder para o Palmeiras, assim como foi contra o Grêmio, não é nenhuma tragédia. Não faltou entrega, mas sim atenção e maior qualidade técnica. Pensando friamente, Zé Ricardo errou ao tirar Alan Patrick, e talvez ao sacar também o jovem Vizeu, mas há algo positivo, ele tentou mudar, e não morreu com substituição na mão.

Quero reclamar veementemente dessa tal “zona mista”, que mistura as torcidas. O Flamengo perde a vantagem do mando de campo. Jogamos em um estádio totalmente neutro e, quando mais precisávamos da Magnética, os gritos que se ouviam das arquibancadas eram os da torcida adversária. Dessa forma, de que vale jogar em Brasília?

Tendências: Flamengo – Oscilar até poder contar com um time titular de referência; Palmeiras – desde a primeira rodada se apresenta como um dos favoritos ao título, mas também possui os seus fantasmas.

E os demais jogos?

Atlético/PR 1×0 Santa Cruz – O Atlético dá mostras de que aplicação em campo pode gerar bons resultados, mesmo sem possuir grande time, já o Santa Cruz parece não assustar mais. Tendências: CAP – Parte de baixo da tabela; Santa Cruz – Que decepção.

Corinthians 2×1 Coritiba – Partida surpreendeu pela enorme dificuldade que o Corinthians teve para vencer o Coxa. Dessa vez não houve pênalti para o Timão, mas o bombado apitador Anderson Daronco deu 5 minutos a mais para os gambás virarem a partida, que perdiam por 1×0. Não obstante, o Tite caprichou na sorte com suas substituições. Tendências – Corinthians é um dos favoritos na disputa o título; Coritiba – Tem nos “craques” Negueba e Juan Marrentinho a esperança de…

Chapecoense 0x0 Fluminense – A Chape é uma repetição dos campeonatos anteriores, e jogou como se deve jogar contra um dos favoritos, já o Flu ainda tem óleo para queimar e crescer no campeonato. Tendências: Chape – Idem 2015; Fluminense – Time muito bem organizado pelo Levir Culpi. Buscará sorte melhor no campeonato..

Santos 3×0 Botafogo – O peixe bateu em cachorro morto. Vi pedaços do jogo. Botafogo muito mal. Terceira derrota seguida Tendências: Santos – meio de tabela; Botafogo – Voltar para a segundona, onde poderá viver a refilmagem de “O Feitiço de Áquila” com seu coirmão Vasco.

América 1×0 Figueirense – Primeira vitória do Coelho, e logo contra nosso próximo adversário, o fraquíssimo Figueirense. O América foi o único clube mineiro a vencer na rodada. Tá feia a coisa nas Alterosas. Tendências: As duas equipes brigam na faixa de baixo da tabela. O fantasma do rebaixamento é real.

Vitória 1×0 Internacional – O Vitória, apesar da limitação de seu time, vem obtendo bons resultados em seu domínio. Ganhou do Corinthians, empatou com o Galo e agora apronta para cima dos gaúchos, resultado que tirou o Inter da liderança. Tendências: Vitória – parte de baixo da tabela; Internacional – começou a peidar na farofa?

Grêmio 1×0 Ponte Preta – Fortes emoções no Sul, o Imortal venceu no apagar das luzes, jogo complicado contra a Macaca. Tendências: Grêmio – pro alto e avante; Ponte Preta – meio da tabela.

Sport 4×4 Atlético Mineiro – Não, não foi futsal. O jogo foi para alimentar provisoriamente a esperança de que o Galo arrasador havia voltado. Mas parece que a arbitragem andou dando uma ajuda para os mineiros, ao cair nas velhas simulações do Robinho. No primeiro tempo os dois pênaltis são contestados. No segundo tempo, após estar perdendo por 4×2, o Sport chegou ao empate, contando com a colaboração de uma barreira mal arrumada pelo goleiro Vitor. Tendências: Pelo resultado de hoje as tendências ficaram loucas, tudo pode acontecer.

Cruzeiro 0x1 São Paulo – Vi alguns pedaços da partida. O que mais me agradou foi o comportamento de novos talentos do São Paulo, que teve chances para ganhar de mais.  Tendências: A vida do Cruzeiro no campeonato é dura. Seu treinador terá que trabalhar muito para dar consistência a sua equipe. São Paulo – Nunca devem ser descartados.

Para terminar, um pouco de humor com as sugestões de contratações para o Flamengo. Pois, com tanta especulação, a chance de dar merda é sempre grande…

de-merda-a-boa-morte-veja-os-nomes-mais-divertidos-de-jogadores-pelo-mundo-1298369616235_260x200

Imagem: Divulgação

Cordiais Saudações Rubro-Negras!