Select Page

Século 21: uma odisseia de vexames pós-mudança no DNA rubro-negro

Século 21: uma odisseia de vexames pós-mudança no DNA rubro-negro

Por Leonardo Prado

 

Vamos fazer uma viagem no tempo e relembrar os últimos 30 anos de Flamengo nas competições sul-americanas incluindo Libertadores, Supercopa, Mercosul e Sul-americana. Além da extinta Copa Conmebol. Nesta retrospectiva, vamos tentar identificar em qual momento e qual fator que fez o Flamengo deixar de ser candidato a títulos internacionais para virar candidato a vexames.

Apertem os cintos e vamos voltar ao ano de 1987/88…

1988 – Neste fatídico ano, apesar do Flamengo ter sido campeão da série A nacional, devido a questões burocráticas e institucionais, o Sport e o Guarani jogaram a Libertadores de 1988. Dizem que aquele elenco do Flamengo tinha totais condições de ser campeão da competição caso a disputasse. Um time recheado de jogadores promissores vindo da base e craques bem entrosados seria muito difícil de ser batido naquele ano, pois essa sempre foi a receita de sucesso da Gávea. Mas infelizmente não disputou a Liberta!

1991 – No ano de 1990, o Flamengo sagrou-se campeão da Copa do Brasil pela primeira vez. O título credenciava o clube a jogar a Libertadores do ano seguinte, 1991. O Flamengo classificou-se em primeiro no grupo que tinha Corinthians, Nacional URU, e Bella Vista URU. Com 3 vitórias e 3 empates, o Flamengo atingiu 9 pontos e passou da primeira fase invicto. Naquele ano, o CRF tinha um time recheado de jogadores prata da casa e algumas contratações pontuais de jogadores experientes. Caímos nas quartas-de-final para o Boca Juniors. 

Campanha do Flamengo:


Flamengo 1 x 1 Corinthians
20/02 – Estadio: José Frageli – Cuiabá – MT
Time: Zé Carlos, Ailton, Adilson, Rogério, Piá, Júnior, Charles Guerreiro, Toninho, Marcelinho, Paulo Cesar(Alcindo) e Nélio(Fabinho).
Gol: Marcelinho.

Flamengo 2 x 2 Bella Vista-URU
26/02 – Estadio: Centenário – Montevidéu – Uruguai
Time: Zé Carlos, Ailton, Adilson, Rogério, Piá, Júnior, Charles Guerreiro, Toninho, Marcelinho(Nélio), Alcindo e Gaúcho(Marquinhos).
Gols: Toninho e Júnior.
Público: 1.289

Flamengo 1 x 0 Nacional-URU
01/03 – Estadio: Centenário – Montevidéu – Uruguai
Time: Zé Carlos, Charles Guerreiro, Adilson, Rogério, Piá, Marquinhos, Júnior, Toninho, Marcelinho, Alcindo(Paulo Cesar) e Gaúcho(Nélio).
Gol: Nélio.

Flamengo 2 x 0 Corinthians
20/03 – Estadio: Pacaembu – São Paulo
Time: Gilmar, Ailton, Adilson, Rogério, Piá, Marquinhos, Júnior, Charles Guerreiro, Marcelinho, Alcindo(Paulo Nunes) e Gaúcho(Nélio).
Gols: Rogério e Gaúcho.
Público: 18.565

Flamengo 1 x 1 Bella Vista-URU
26/03 – Estadio: Mané Garrincha – Brasilia – DF
Time: Gilmar, Ailton, Adilson, Rogério, Piá, Marquinhos, Júnior, Charles Guerreiro(Toninho), Marcelinho, Alcindo(Paulo Nunes) e Gaúcho.
Gol: Marcelinho.

Flamengo 4 x 0 Nacional-URU
02/04 – Estadio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Ailton, Adilson, Rogério, Piá, Charles Guerreiro, Júnior(Djalminha), Marquinhos(Paulo Nunes), Marcelinho, Alcindo e Gaúcho.
Gols: Gaúcho(2), Marcelinho e Alcindo.

Flamengo 3 x 2 Deportivo Táchira-VEN
18/04 – Estadio: Pueblo Nuevo – San Cristóbal – Venezuela
Time: Gilmar, Ailton, Adilson, Gotardo, Dida, Charles Guerreiro, Júnior, Marquinhos, Marcelinho(Paulo Nunes), Alcindo e Gaúcho(Luís Antonio).
Gols: Gaúcho(3).

Flamengo 5 x 0 Deportivo Táchira-VEN
24/04 – Estadio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Ailton, Adilson, Gotardo, Piá, Zé Ricardo, Júnior(Djalminha), Marquinhos, Marcelinho(Zinho), Alcindo e Gaúcho.
Gols: Marcelinho(2), Gaúcho, Marquinhos e Zinho

Flamengo 2 x 1 Boca Juniors-ARG
01/05 – Estadio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Adilson, Gotardo, Dida, Zé Ricardo, Júnior, Zinho, Marcelinho(Marquinhos), Alcindo e Gaúcho.
Gols: Marquinhos e Gaúcho.

Flamengo 0 x 3 Boca Juniors-ARG
08/05 – Estadio: La Bombonera – Buenos Aires – Argentina
Time: Gilmar, Ailton, Adilson, Gotardo, Dida(Toninho), Charles Guerreiro, Júnior, Marquinhos, Zinho(Rogério), Alcindo e Gaúcho.

1993 – Com o título de campeão brasileiro de 1992, o Flamengo credenciou-se a disputar a Copa Libertadores de 1993. Neste ano, classificamos em primeiro em um grupo que tinha America de Cali, Atlético Nacional e Internacional-RS. Fechamos a fase de grupos com 7 pontos 3V 1E 2D vitória valia 3 pontos ainda). 

Avançamos às oitavas-de-final contra o Minerven VEN com um placar agregado de Flamengo 9 x 2 Minerven VEN. Caímos nas quartas de final para o SPFC que viria a ser o campeão daquele ano. Resultado agregado Fla 1 x 3 SPFC.

Campanha do Flamengo:

Flamengo 0 x 0 Internacional
Estádio: Beira Rio – Porto Alegre – RS
Time: Gilmar, Júnior Baiano, Gotardo, Rogério, Fabinho, Marquinhos, Júnior(Renato), Nélio, Piá, Paulo Nunes e Gaúcho.

Flamengo 1 x 2 América-COL
Estádio: Pascoal Guerrero – Cali – Colômbia
Time: Gilmar, Fabinho, Gotardo(Marcelinho), Júnior Baiano, Rogério, Piá, Marquinhos, Júnior(Djalminha), Nélio, Renato e Nilson.
Gol: Nilson.

Flamengo 1 x 0 Atlético Nacional-COL
19/02 – Estádio: Atanazio Girardot – Medelin – Colômbia
Time: Gilmar, Gotardo, Júnior Baiano, Rogério, Piá, Marquinhos, Júnior, Marcelinho, Nélio(Júlio Cesar), Renato(Gaúcho) e Nilson.
Gol: Renato

Flamengo 1 x 3 América-COL
02/03 – Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Fabinho, Gotardo, Júnior Baiano, Piá, Charles Guerreiro, Júnior, Marquinhos, Nélio(Marcelinho), Gaúcho(Júlio Cesar) e Nilson.
Gol: Nilson.
Público: 21.292

Flamengo 3 x 1 Internacional
10/03 – Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Gotardo, Piá, Uidemar, Júnior, Marquinhos, Nélio, Paulo Nunes(Marcelinho) e Nilson(Gaúcho).
Gols: Marquinhos, Paulo Nunes e Marcelinho.

Flamengo 3 x 1 Nacional-COL
19/03 – Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Gotardo, Piá, Uidemar, Júnior, Marquinhos, Nélio, Paulo Nunes(Júlio Cesar) e Gaúcho(Marcelinho).
Gols: Júnior, Gotardo e Nélio.

Flamengo 8 x 2 Minerven-VEN
07/04 – Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Gotardo, Piá, Uidemar, Marquinhos, Júnior(Djalminha), Nélio, Marcelinho e Gaúcho(Nilson).
Gols: Morales(Contra), Marcelinho, Gaúcho, Nélio, Gotardo, Marquinhos, Djalminha e Nilson.
Público: 4.402

Flamengo 1 x 0 Minerven-VEN
14/04 – Estádio: Hector Thomas – Puerto Ordaz – Venezuela
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano(Rogério), Gotardo, Andrei, Uidemar, Marquinhos, Júnior, Nélio(Djalminha), Marcelinho e Gaúcho.
Gol: Gaúcho.
Público: 4.290

Flamengo 1 x 1 São Paulo
21/04 – Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Gilmar, Charles Guerreiro(Fabinho), Gotardo, Rogério, Josecler, Uidemar, Marquinhos, Júnior, Nélio, Paulo Nunes e Gaúcho(Nilson).
Gol: Nélio.

Flamengo 0 x 2 São Paulo
28/04 – Estádio: Morumbi – São Paulo
Time: Gilmar, Gotardo, Júnior Baiano, Rogério, Fabinho, Uidemar(Djalminha), Marquinhos, Júnior, Nélio, Marcelinho(Paulo Nunes) e Gaúcho.
Público: 97.160

1993 – Neste grande ano do futebol brasileiro, Flamengo e SPFC protagonizaram jogos de tirar o fôlego para os seus torcedores. Depois de se cruzarem na Libertadores, foi a vez de se pegarem na Supercopa Libertadores. Era a sexta edição do torneio que reunia os campeões de todas as edições das Libertadores passadas. 

Estreamos contra o Olimpia e vencemos com placar agregado de Fla 4 x 2 OLI. Na segunda fase (quartas-de-final), encaramos o River Plate-ARG e passamos nos pênaltis em jogo disputado no Maracanã. Nas semifinais, Flamengo detonou o Nacional-URU com placar agregado de FLA 5 x 2 NAC. Nas finais, encaramos o poderoso SPFC e perdemos nos pênaltis em jogo épico. 

Campanha do Flamengo:

Flamengo 0 x 1 Olímpia-PAR
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Defensores Del Chaco – Assunção PAR
Time: Gilmar, Jorge Antonio, Júnior Baiano, Rogério, Piá, Fabinho, Charles Guerreiro, Marquinhos (Paulo Nunes), Nélio (Edu Lima), Marcelinho e Casagrande.

Flamengo 3 x 1 Olimpia-PAR
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Maracanã
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Rogério, Piá, Fabinho, Marquinhos, Marcelinho, Casagrande, Renato (Magno) e Nélio.
Gols do Flamengo: Renato, Casagrande e Júnior Baiano.
Público: 12.448

Flamengo 1 x 2 River Plate-ARG
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Monumental de Nuñez – Buenos Aires ARG
Time: Gilmar, Gelson, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Rogério (Piá), Marcos Adriano, Eder Lopes, Marquinhos, Casagrande, Renato e Marcelinho.
Gol do Flamengo: Rogério.

Flamengo 1 x 0 River Plate-ARG
Desempate: Flamengo 6×5 nos pênaltis
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Maracanã
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Gelson, Rogério, Marcos Adriano, Fabinho, Marquinhos, Júlio Cesar (Eder Lopes), Marcelinho, Casagrande (Magno) e Edu Lima.
Gol do Flamengo: Rogério.
Público: 9.845

Flamengo 2 x 1 Nacional-URU
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Pacaembu
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Gelson, Rogério, Piá, Fabinho, Marquinhos, Marcelinho, Casagrande, Renato (Magno) e Nélio (Eder Lopes).
Gols do Flamengo: Renato e Casagrande.
Público: 4.234

Flamengo 3 x 0 Nacional-URU
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Centenário – Montevidéu URU
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Rogério, Marcos Adriano, Fabinho, Marquinhos, Nélio (Júlio Cesar), Marcelinho (Eder Lopes), Renato e Casagrande.
Gols do Flamengo: Nélio(2) e Renato.

Flamengo 2 x 2 São Paulo
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Maracanã
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Júnior Baiano, Rogério, Marcos Adriano, Fabinho, Marquinhos, Casagrande (Gelson), Nélio, Marcelinho e Renato (Piá).
Gols do Flamengo: Marquinhos(2).

Flamengo 2 x 2 São Paulo
Desempate: São Paulo 5×3 nos pênaltis
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Morumbi
Time: Gilmar, Charles Guerreiro, Gelson, Rogério, Marcos Adriano, Fabinho, Marquinhos, Marcelinho, Nélio, Renato (Eder Lopes) e Casagrande (Magno).
Gols do Flamengo: Renato e Marquinhos.
Público: 65.355

1995 – No ano do seu centenário, o Flamengo disputou novamente a Supercopa dos Campeões da Libertadores. Estreamos contra o Velez e despachamos os argentinos com placar agregado de 6 x 2.

Na segunda fase eliminamos o Nacional-URU com placar agregado de FLA 2 x 0 NAC. Nas semifinais, foi a vez de eliminarmos o Cruzeiro: FLA 4 x 1 CRU no agregado. Chegamos à final contra o Independiente-ARG e perdemos com placar agregado de FLA 1 x 2 IND.

Campanha do Flamengo: 

Flamengo 3 x 2 Vélez Sarsfield-ARG
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: José Amalfitani – Buenos Aires ARG
Time: Paulo Cesar, Agnaldo, Claudio, Ronaldão, Lira, Pingo, Marcio Costa, Djair (Rodrigo Mendes), Nélio, Edmundo e Sávio.
Gols do Flamengo: Edmundo, Sávio e Rodrigo Mendes.

Flamengo 3 x 0 Vélez Sarsfield-ARG
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Parque do Sabiá – Uberlândia MG
Time: Paulo Cesar, Agnaldo (Fabiano), Claudio, Ronaldão, Lira (Pingo), Marcio Costa, Djair, Nélio, Edmundo, Romário e Sávio (Rodrigo Mendes).
Gols do Flamengo: Sávio, Edmundo e Romário.

Flamengo 1 x 0 Nacional-URU
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Centenário – Montevidéu URU
Time: Paulo Cesar, Fabiano, Claudio, Agnaldo, Lira (Ueslei), Marcio Costa, Pingo, Djair, Rodrigo Mendes (Herbert), Nélio e Sávio (Aloísio).
Gol do Flamengo: Sávio.

Flamengo 1 x 0 Nacional-URU
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Maracanã
Time: Paulo Cesar, Fabiano, Claudio, Ronaldão, Lira, Marcio Costa, Pingo, Djair, Rodrigo Mendes (Marquinhos), Nélio e Sávio.
Gol do Flamengo: Kanapkis(contra).
Público: 11.183

Flamengo 1 x 0 Cruzeiro
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Mineirão
Time: Paulo Cesar, Fabiano, Claudio, Ronaldão, Lira, Marcio Costa, Marquinhos, Djair, Nélio, Romário (Pingo) e Sávio.
Gol do Flamengo: Ronaldão.
Público: 47.034

Flamengo 3 x 1 Cruzeiro
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Maracanã
Time: Paulo Cesar, Fabiano, Claudio, Ronaldão, Lira, Marcio Costa (Pingo), Marquinhos, Djair, Ueslei, Aloísio (Rodrigo Mendes), Nélio (Agnaldo).
Gols do Flamengo: Aloísio, Marcio Costa e Rodrigo Mendes.
Público: 24.728

Flamengo 0 x 2 Independiente-ARG
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Avellaneda – Buenos Aires ARG
Time: Paulo Cesar, Fabiano, Claudio, Ronaldão, Lira, Marcio Costa, Marquinhos, Djair, Nélio (Pingo), Romário e Sávio (Ueslei).

Flamengo 1 x 0 Independiente-ARG
Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores
Estádio: Maracanã
Time: Paulo Cesar, Nélio, Claudio (Aloísio), Ronaldão, Lira, Marcio Costa, Marquinhos, Djair, Rodrigo Mendes (Ueslei), Romário e Sávio.
Gol do Flamengo: Romário.

1996 – Mais uma vez o Flamengo disputou a Supercopa dos Campeões da Libertadores. Desta vez, encarou o Independiente-ARG primeiro e passou com placar agregado de FLA 3 x IND 0.

Na segunda fase, pegamos o Colo Colo do Chile e perdemos com placar agregado de FLA 1 x 2 COL. Fomos eliminados na segunda fase. 

Campanha do Flamengo:

Flamengo 0 x 0 Independiente-ARG

Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores

Estádio: Avellaneda – Buenos Aires-ARG

Time: Zé Carlos, Rivera, Fabiano, Ronaldão, Gilberto, Mancuso, Marcio Costa, Fabio Baiano, Marques, Bebeto (Aloísio) e Sávio (Iranildo).




Jogo: Flamengo 1 x 0 Independiente-ARG

Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores

Estádio: Mané Garrincha – Brasília-DF

Time: Zé Carlos, Rivera, Fabiano, Ronaldão, Gilberto, Mancuso, Marcio Costa, Fabio Baiano (Iranildo), Marques (Athirson), Bebeto e Sávio.

Gol do Flamengo: Fabio Baiano.

Público: 19.172




Flamengo 1 x 1 Colo-Colo-CHI

Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores

Estádio: Benedito Teixeira – São José do Rio Preto-SP

Time: Zé Carlos, Rivera, Júnior Baiano, Ronaldão, Gilberto, Marcio Costa (Iranildo), Mancuso, Nélio, Marques, Bebeto e Aloísio.

Gol do Flamengo: Júnior Baiano.

Público: 1.951




Flamengo 0 x 1 Colo-Colo-CHI

Competição: Supercopa dos Campeões da Libertadores

Estádio: Nacional – Santiago CHI

Time: Zé Carlos, Rivera, Júnior Baiano, Ronaldão, Alexandre, Mancuso, Marcio Costa (Fabio Baiano), Nélio, Marques, Bebeto e Aloísio (Iranildo).



1999 – No ano de 1998, foi criada a Copa Mercosul que englobava os melhores times do cone sul. O Flamengo que tinha um time repleto de jovens promessas e o magistral Romário, fez bonito e foi campeão fazendo uma bela campanha com goleadas e jogos eletrizantes. 

Campanha do Flamengo:

Flamengo 2 x 1 Olimpia-PAR
Gols: Romário (2)
Estádio: Maracanã.

Flamengo 4 x 0 Colo-Colo-CHI
Gols: Rodrigo Mendes (2), Romário e Fabio Baiano
Estádio: Monumental de Santiago.

Flamengo 0 x 2 Universidad del Chile-CHI
Estádio: Nacional de Santiago.

Flamengo 1 x 3 Olimpia-PAR
Gol: Leonardo Inácio
Estádio: Defensores del Chaco.

Flamengo 2 x 2 Colo-Colo-CHI
Gols: Caio e Marco Antonio
Estádio: Maracanã.

Flamengo 7 x 0 Universidad do Chile-CHI)
Gols: Romário (4), Caio, Marco Antonio e Rodrigo Mendes
Estádio: Maracanã.

Flamengo 1 x 1 Independiente-ARG
Gol: Fabio Baiano
Estádio: Avellaneda

Flamengo 4 x 0 Independiente-ARG
Gols: Leandro Machado (2), Fabio Baiano e Romário
Estádio: Maracanã.

Flamengo 3 x 0 Peñarol-URU
Gols: Leandro Machado, Maurinho e Lê
Estádio: Maracanã.

Flamengo 2 x 3 Peñarol-URU
Gols: Athirson e Reinaldo
Estádio: Centenário, Montevidéu.

Flamengo 4 x 3 Palmeiras
Gols: Caio (2), Juan e Reinaldo
Estádio: Maracanã.

Flamengo 3 x 3 Palmeiras
Gols: Caio, Rodrigo Mendes e Lê
Estádio: Parque Antarctica.

Este foi o último título do Flamengo no continente. 

2000 – Por ter sido o campeão em 99, o Flamengo disputou a Copa Mercosul de 2000 mas não foi muito longe. Com um time modificado, com Pet mas sem Romário, o Flamengo não passou do River Plate na segunda fase. 

Campanha do Flamengo (sem especificação do estádio do mandante):

Flamengo 1 x 2 River Plate-ARG

Flamengo 4 x 0 Universidad de Chile-CHI

Flamengo 1 x 1 Velez Sarsfield-ARG

Flamengo 2 x 0 Universidad de Chile-CHI

Flamengo 0 x 0 River Plate-ARG

Flamengo 2 x 0 Velez Sarsfield-ARG

Flamengo 1 x 2 River Plate-ARG

Flamengo 3 x 4 River Plate-ARG

2001 –  Neste ano o Flamengo que vinha embalado com bom time e título conquistado em cima do Vasco no famoso tri campeonato carioca com gol de Pet, fez seu caminho até a final de mais uma Copa Mercosul.

Desta vez o Flamengo encarava o San Lorenzo que debutava no cenário internacional. O Flamengo foi a campo na final com: Júlio César, Édson, Juan, Fernando (André Bahia) e Cássio; Leandro Ávila, Jorginho, Rocha (Andrezinho) e Petkovic; Roma e Leandro Machado (Jackson). Técnico: Carlos Alberto Torres.

2002 – Neste ano, a coisa começou a mudar de figura e o Flamengo fez sua pior campanha em Libertadores de toda a sua história. Ficando em último no seu grupo que tinha Olimpia-PAR, Universidad Católica CHI, Once Caldas COL e Flamengo.

Com apenas uma vitória e um empate, o CRF  se despediu com apenas 4 pontos conquistados.

ESTE PODE SER CONSIDERADO O PRIMEIRO VEXAME DO FLAMENGO EM LIBERTADORES DA AMÉRICA.

Campanha do Flamengo:

Flamengo 0 x 1 Once Caldas-COL
Estádio: Palogrande – Manizales-COL

Time: Clemer, Maurinho, Fernando, Valney, Anderson, Leandro Ávila, Jorginho(Roma), Leonardo(Rocha), Felipe Melo, Andrezinho(Tuta) e Leandro Machado

Flamengo 1 x 3 Universidad Católica-CHI
Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro

Time: Júlio Cesar, Maurinho (Roma), Juan, Fernando, Athirson (Andrezinho), Leandro Ávila, Felipe Melo, Rocha, Juninho, Petkovic e Leandro Machado (Tuta)
Gol: Felipe Melo



Flamengo 4 x 1 Once Caldas-COL
Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro
Time: Júlio Cesar, Fernando, Juan, Valnei, Rocha, Athirson (Anderson), Leandro Ávila, Felipe Melo, Petkovic (Roma), Juninho e Andrezinho (Carlinhos)

Gols: Fernando, Roma e Juninho (2)

Flamengo 0 x 0 Olimpia-PAR

Estádio: Maracanã – Rio de Janeiro

Time: Júlio Cesar, Rocha (Roma), Valnei, Fernando, Anderson (Jorginho), Leandro Ávila, Maurinho, Felipe Melo, Juninho, Andrezinho e Leandro Machado (Edmilson)


Universidad Católica-CHI x 
Flamengo 1 x 2
Estádio: San Carlos de Apoquindo – Santiago – Chile

Time: Júlio Cesar, Juan, Valnei, Fernando, Maurinho, Athirson (Andrezinho), Leandro Ávila (Rocha), Felipe Melo, Juninho, Petkovic (Roma) e Leandro Machado
Gol: Felipe Melo


Flamengo 0 x 2 Olímpia-PAR
Estádio: Defensores Del Chaco – Assunção – Paraguai

Time: Júlio Cesar, Maurinho, Flavio, Fernando, Athirson, Rocha, Carlinhos, Felipe Melo, Juninho, Andrezinho e Roma (Edmilson)

2007 – Depois de 5 anos sem figurar no cenário sul-americano, O Flamengo voltava a jogar a Libertadores da América após ser campeão da Copa do Brasil de 2006. Com um time mais qualificado, o Flamengo prometia uma boa campanha naquele ano mas que não aconteceu pois o time foi eliminado pelo desconhecido Defensor-URU nas oitavas-de-final. 

Campanha do Flamengo:

Flamengo 2×2 Real Potosí-BOL

Estádio: Mario Mercado – Potosí-BOL
Time: Bruno, Moisés, Thiago Gosling (Juninho Paulista), Ronaldo Angelim, Léo Moura, Paulinho, Claiton, Renato, Renato Augusto, Juan (Roni), Obina (Souza)


Gols: Roni, Obina

Flamengo 3 x 1 Maracaibo-VEN

Estádio: Maracanã
Time: Bruno, Leonardo Moura, Irineu, Moisés, Juan, Paulinho (Juninho Paulista), Claiton, Renato, Renato Augusto (Leandro Salino), Souza, Obina (Roni)

Gols: Renato, Souza, Obina

Público: 32.788


Flamengo 1 x 0 Paraná

Estádio: Durival de Brito – Curitiba-PR

Time: Bruno, Léo Moura, Irineu, Ronaldo Angelim, Juan, Paulinho, Renato, Juninho Paulista (Leandro Salino), Renato Augusto, Roni (Léo Medeiros), Souza (Leonardo)
Gol: Renato


Flamengo 1 x 0 Paraná

Estádio: Maracanã


Time: Bruno, Léo Moura, Irineu, Ronaldo Angelim, Juan, Paulinho,  Renato, Renato Augusto, Juninho Paulista (Jaílton), Roni (Leonardo), Souza (Léo Medeiros)

Gol: Souza

Público: 29.212


Flamengo 2 x 1 Maracaibo-VEN

Estádio: José Romero – Maracaibo-VEN

Time: Bruno, Léo Moura, Ronaldo Angelim, Irineu, Juan, Paulinho, Claiton(Moisés), Renato, Juninho Paulista (Gerson Magrão), Renato Augusto (Jaílton), Souza


Gols do Flamengo: Renato, Renato Augusto.

Flamengo 1 x 0 Real Potosi-BOL
Estádio: Maracanã
Bruno, Léo Moura, Irineu, Ronaldo Angelim, Juan, Paulinho, Claiton (Leandro Salino), Renato, Renato Augusto, Roni, Souza (Léo Medeiros)

Gol do Flamengo: Souza

Público: 14.694

Flamengo 0 x 3 Defensor-URU

Estádio: Centenário – Montevideo-URU
Time: Bruno, Leonardo Moura, Moises, Irineu, Juan, Paulinho (Jailton), Leandro Salino (Léo Lima), Renato, Juninho Paulista (Roni), Renato Augusto, Souza


Flamengo 2 x 0 Defensor (Uruguai)

Estádio: Maracanã
Time: Bruno, Leonardo Moura, Irineu, Ronaldo Angelim, Juan, Paulinho (Léo Lima), Claiton (Paulo Sergio), Renato, Renato Augusto, Roni, Souza

Gols do Flamengo: Renato (2)

Público: 57.767


2008 – Com a famosa arrancada de 2007 no Brasileirão, o Flamengo credenciou-se a vaga na Libertadores de 2008. Com um time em evolução e reforços importantes como Marcinho, Tardelli, Kleberson e Ibson, o Flamengo entrou na competição como favorito ao título daquele ano.

Porém, depois de ganhar com facilidade do América, no México, por 4 a 2, o CRF recebeu o time mexicano no Maracanã achando que a vaga estava garantida mas se deu mal, pois um tal Cabañas meteu 3 gols e calou o Maracanã naquela noite.

PODEMOS DIZER QUE ESSE FOI O SEGUNDO VEXAME DO FLAMENGO NA LIBERTADORES DA AMÉRICA. 

Campanha do Flamengo:

Coronel Bolognesi-PER 0 x 0 Flamengo

Estádio: Jorge Basadre (Tacna-PER)

Time: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton, Jonatas, Ibson e Toró (Kléberson); Diego Tardelli (Obina) e Souza (Marcinho)

Flamengo 2 x 1 Cienciano-PER

Estádio: Maracanã

Time: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian (Marcinho), Toró (Jonatas), Ibson e Kléberson; Diego Tardelli (Obina) e Souza.

Gols do Flamengo: Souza e Marcinho.
Público: 31.221

Nacional-URU 3 x 0 Flamengo

Estádio: Parque Central, Uruguai

Time: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian, Toró, Ibson e Kléberson (Jonatas); Diego Tardelli (Marcinho) e Souza (Jaílton)

Flamengo 2 x 0 Nacional-URU

Estádio: Maracanã

Time: Bruno, Luizinho, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian, Kleberson, Ibson e Renato Augusto; Marcinho (Maxi) e Souza (Obina)

Gols do Flamengo: Marcinho(2)
Público: 51.363

Cienciano-PER 0 x 3 Flamengo

Estádio: Garcilaso de la Vega-PER
Time: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian, Kléberson, Toró e Ibson (Jaílton); Renato Augusto (Marcinho) e Souza (Obina).

Gols do Flamengo: Renato Augusto, Toró e Juan


Flamengo 2 x 0 Coronel Bolognesi-BOL

Estádio: Maracanã

Time: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian (Diego Tardelli), Jaílton, Kléberson e Toró (Obina); Marcinho e Souza (Gávilan).

Gols: Bruno e Obina

Público: 28.881

América-MEX 2 x 4 Flamengo

Estádio: Estádio Azteca

Time: Bruno, Luizinho, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan (Léo Moura); Jailton (Diego Tardelli), Cristian, Ibson e Kléberson; Marcinho e Souza (Obina).
Gols do Flamengo: Marcinho (2), Diego Tardelli e Léo Moura

Flamengo 0 x 3 América-MEX

Estádio: Maracanã

Time: Bruno, Léo Moura, Leonardo, Ronaldo Angelim e Juan; Jailton (Renato Augusto), Toró, Ibson e Kléberson (Obina); Marcinho e Souza (Diego Tardelli)

Público: 50.936


2010 – Lá estávamos nós de novo na Libertadores. Desta vez éramos favoritos de verdade, pois havíamos conquistado o Hexa e tínhamos um time que passava confiança para a torcida e causava tremor nos adversários.

Passamos com facilidade pela fase de grupos e eliminamos o bom time do Corinthians nas oitavas. O Flamengo enfim chegava novamente as quartas-de-final de uma competição internacional. Nosso adversário era o bom time da Universidad de Chile, treinado por Sampaoli. Flamengo que perdeu em casa pros chilenos de forma absurda, com direito a chegar atrasado no Maracanã porque teve que pegar a presidente Patrícia Amorim na Gávea. O time entrou em campo às pressas e logo aos quatro minutos tomou o primeiro gol. Acabou levando mais dois, perdendo por 2 x 3.

Foi decidir a vaga fora de casa precisando de 2 gols de diferença para passar. Ganhávamos de 2 x 0 quando Montillo fez lindo gol de cobertura em Bruno, eliminando o Flamengo mais uma vez.

PODEMOS DIZER QUE ESSE FOI O TERCEIRO VEXAME DO FLAMENGO EM LIBERTADORES DA AMÉRICA. 

Campanha do Flamengo:


Flamengo 2 x 0 Universidad Católica-CHI


Estádio: Maracanã

Time: Marcelo Lomba; Léo Moura (Everton Silva), Álvaro, Fabrício e Juan; Toró, Wilians, Kléberson e Vinícius Pacheco (Fernando); Vágner Love (Petkovic) e Adriano
Gols: Léo Moura e Adriano

Público: 30.930


Caracas-VEN 1 x 3 Flamengo 


Estádio: Olímpico de Caracas-VEN

Time: Bruno; Léo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Toró, Fernando (Rodrigo Alvim), Kléberson e Petkovic (Ronaldo Angelim); Vinícius Pacheco (Fierro) e Vágner Love

Gols: Vágner Love (2) e Rodrigo Alvim


Universidad de Chile-CHI 2 x 1 Flamengo

Estádio: Monumental
-CHI
Time: Bruno; Léo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Rodrigo Alvim, Willians, Kléberson (Fierro) e Vinícius Pacheco (Petkovic); Vágner Love e Adriano

Gol: Rodrigo Alvim


Flamengo 2 x 2 Universidad de Chile-CHI

Estádio: Maracanã

Time: Bruno; Léo Moura, Álvaro, Ronaldo Angelim e Juan; Toró, Willians, Kleberson (Bruno Mezenga) e Michael; Vinícius Pacheco (Petkovic) e Vágner Love

Gols: Michael e Léo Moura


Público: 15.361



Universidad Católica-CHI 2 x 0 Flamengo


Estádio: San Carlos de Apoquino-CHI

Time: Bruno, Léo Moura, Álvaro (Fabrício), Ronaldo Angelim e Juan; Toró, Maldonado, Willians (Fierro), Petkovic (Vinícius Pacheco); Vágner Love e Bruno Mezenga



Flamengo 3 x 2 Caracas

Estádio: Maracanã

Time: Bruno; Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Maldonado (Kléberson), Willians, Michael (Fierro) e Vinícius Pacheco (Petkovic); Vágner Love e Adriano 

Gols: Ronaldo Angelim, Michael e David

Público: 27.513

Oitavas-de-final

Flamengo 1 x 0 Corinthians (0x0)

Estádio: Maracanã

Time: Bruno; Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Maldonado (Toró), Willians (Fierro) e Michael; Vágner Love (Vinícius Pacheco) e Adriano

Gol do Flamengo: Adriano

Público: 62.247


Corinthians 2 x 1 Flamengo

Estádio: Pacaembu

Time: Bruno; Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Maldonado (Toró), Willians e Vinícius Pacheco (Kléberson); Vágner Love (Fierro) e Adriano. 
Gol do Flamengo: Vágner Love

Quartas-de-final

Flamengo 2 x 3 Universidad de Chile-CHI 

Estádio: Maracanã

Time: Bruno; Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo (Michael), Maldonado (Petkovic), Willians e Kléberson (Dênis Marques); Adriano e Vágner Love 

Gols do Flamengo: Adriano e Juan

Público: 72.442



Universidad de Chile-CHI 1 x 2 Flamengo

Estádio: Santa Laura
-CHI
Time: Bruno; Léo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Toró (Vinícius Pacheco), Willians, Kléberson (Bruno Mezenga) e Michael (Petkovic); Vágner Love e Adriano.

Gols do Flamengo: Vágner Love e Adriano



2012 – Dois anos depois, o CRF que havia feito grande campanha no Brasileirão De 2011, credenciou-se para a disputa de uma vaga na chamada Pré-Libertadores.

Com um bom elenco, que contava com Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love, o Fla despachou Real Potosi mesmo jogando em Cuzco a 4000 metros de altitude.

Na fase de Grupos, caiu em um grupo considerado fácil, com Olimpia-PAR, Emelec-ECU e Lanús-ARG. Porém o time não conseguiu boa campanha na fase de grupos e foi para o último jogo dependendo de resultados para se classificar. O Flamengo fez sua parte, venceu o Lanús no Maracanã, mas era tarde demais para a reação. Dependendo dos outros, viu-se eliminado quando o Emelec arrancou um empate nos minutos finais contra o Olimpia.

PODEMOS DIZER QUE ESSE FOI O QUARTO VEXAME DO FLAMENGO NA LIBERTADORES DA AMÉRICA. 

Campanha do Flamengo:


Real Potosí-BOL 2 x 1 Flamengo

Estádio: Víctor Agustín Ugarte – Potosí – Bolívia

Time: Felipe, Léo Moura, Welinton, David e Júnior César; Aírton (Bottinelli), Willians (Camacho), Luiz Antônio e Renato; Ronaldinho e Deivid (Negueba)
Gol: Luiz Antônio



Flamengo 2 x 0 Real Potosí-BOL
Estádio: Engenhão

Time: Felipe, Léo Moura, Welinton, David e Júnior César; Willians, Luiz Antônio, Renato (Muralha) e Bottinelli (Camacho); Ronaldinho e Deivid (Negueba)

Gols do Flamengo: Léo Moura e Ronaldinho Gaúcho
Público: 32.004



Lanús-ARG 1 x 1 Flamengo 

Estádio: La Fortaleza – Buenos Aires – Argentina

Time: Felipe, Léo Moura, Welinton, David e Júnior César; Aírton (Bottinelli), Maldonado, Willians e Renato (Luiz Antônio); Ronaldinho e Deivid (Negueba)

Gol: Léo Moura.


Flamengo 1 x 0 Emelec
-ECU

Estádio: Engenhão

Time: Paulo Victor, Welinton (Deivid), Marcos González e David; Léo Moura (Negueba), Muralha, Luiz Antônio, Bottinelli e Júnior César; Ronaldinho e Vágner Love

Gol: Vágner Love
Público: 31.859

Flamengo 3 x 3 Olimpia-PAR
Estádio: Engenhão

Time: Paulo Victor, Galhardo, Marcos González, David e Júnior César; Muralha, Luiz Antônio, Bottinelli; Ronaldinho, Thomás (Negueba) e Vágner Love
Gols: Bottinelli, Luiz Antônio e Ronaldinho Gaúcho
Público: 30.755



Olimpia-PAR 3 x 2 Flamengo
Estádio: Defensores del Chaco – Assunção – Paraguai

Time: Felipe, Léo Moura, Marcos González, David (Welinton) e Júnior César; Muralha (Deivid), Willians, Luiz Antônio e Bottinelli; Ronaldinho e Vágner Love

Gols: Bottinelli e Vágner Love


Emelec-ECU 3 x 2 Flamengo
Estádio: George Capwell – Guayaquil – Equador

Time: Felipe, Léo Moura, Welinton, Marcos González e Júnior César; Muralha (Luiz Antônio), Willians e Bottinelli (Magal); Ronaldinho, Deivid (Gustavo) e Vágner Love

Gols: Léo Moura e Deivid


Flamengo 3 x 0 Lanús-ARG
Estádio: Engenhão

Time: Felipe, Léo Moura, Welinton, Marcos González e Júnior César; Luiz Antônio, Willians (Muralha) e Bottinelli (Camacho); Ronaldinho, Deivid (Thomás) e Vágner Love

Gols: Welinton, Deivid e Luiz Antônio
Público: 15.932




2014 – Surpeendente campeão da Copa do Brasil 2013, o Flamengo que iniciava sua recuperação econômica através de EBM tinha um time ainda frágil, como suas finanças. A torcida pensou que apesar das dificuldades, estaria presenciando o início de uma nova era, livre dos vexames internacionais recorrentes.

Pois bem… O Flamengo, que não se reforçou à altura para uma Libertadores, caiu em um grupo teoricamente fácil – no entanto, na realidade muito complicado. Um desconhecido León-MEX, que se mostraria franco-atirador, o bem treinado Bolívar e, novamente, a pedra no sapato Emelec-ECU. Com uma campanha bem fraca, o Flamengo não conseguiu classificar-se no seu grupo.

PODEMOS DIZER QUE ESSE FOI QUINTO VEXAME DO CLUBE EM LIBERTADORES DA AMÉRICA. 

Campanha do Flamengo:

León-MEX 2 x 1 Flamengo

Estádio: León – León – México

Time: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Cáceres, Elano (Muralha), Lucas Mugni (Alecsandro) e Everton (Paulinho); Hernane
Gol do Flamengo: Cáceres


Flamengo 3 x 1 Emelec-ECU

Estádio: Maracanã

Time: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Cáceres, Muralha (Feijão), Elano (Alecsandro), Lucas Mugni (Gabriel) e Éverton; Hernane

Gols: Elano, Hernane e Éverton

Público: 39.188

Flamengo 2 x 2 Bolívar-BOL
Estádio: Maracanã

Time: Felipe, Léo (Paulinho), Wallace, Samir e João Paulo; Cáceres (Carlos Eduardo), Muralha, Elano (Alecsandro), Gabriel e Éverton; Hernane.
Gols do Flamengo: Éverton (2)
Público: 42.971


Bolívar-BOL 1 x 0 Flamengo

Estádio: Hernando Siles – La Paz – Bolívia
Time: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos (Alecsandro); Amaral, Muralha, Gabriel (Paulinho), Carlos Eduardo (Lucas Mugni) e Éverton; Hernane


Emelec-ECU 1 x 2 Flamengo
Estádio: George Capwell – Guayaquil – Equador

Time: Felipe, Welinton (Chicão), Wallace, Samir e João Paulo; Amaral, Muralha (Recife), Gabriel e Éverton (Negueba); Paulinho e Alecsandro

Gols: Alecsandro e Paulinho


Flamengo 2 x 3 León

Estádio: Maracanã
Time: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos (Negueba); Amaral, Muralha, Elano (Gabriel) e Éverton; Paulinho (Nixon) e Alecsandro
Gols: André Santos e Alecsandro
Público: 60.451

2017 – Nesta última edição, tudo parecia, de fato, diferente.

O Flamengo virou uma potência econômica no cenário sul-americano, com folha salarial beirando os 10 milhões de reais, o time fez bela campanha no Brasileiro de 2016 e tinha todas as credenciais para ser favorito ao bicampeonato da Libertadores.

Com elenco equilibrado e cheio de jogadores consagrados, o Flamengo caiu no grupo da morte. San Lorenzo-ARG, Universidad Católica-CHI, e Atlético-PR. Este último oriundo da repescagem (pré-Libertadores).

O Flamengo venceu os 3 jogos dentro de casa com certa facilidade, podemos nos arriscar a dizer. O problema foi não conseguir um ponto sequer fora de casa. E foi este ponto que fez falta na fatídica última rodada. Com a surreal vitória do CAP diante da Católica, no Chile e o gol da virada do San Lorenzo nos acréscimos, o Flamengo se despedia de mais uma Libertadores na fase de grupos.

PODEMOS DIZER QUE ESSE FOI O SEXTO VEXAME DO FLAMENGO EM LIBERTADORES DA AMÉRICA. 

Segue a campanha (sem especificação do estádio do mandante):

Data e horário dos jogos do Flamengo na Copa Libertadores da América 2017
Fase de Grupos – Grupo 4
Jogo – Data – Horário – Estádio – Cidade – País

Flamengo 4 x 0 San Lorenzo 
Estádio: Maracanã

Universidad Católica 1 x 0 Flamengo 
Estádio: San Carlos de Apoquindo – Santiago – Chile

Flamengo 2 x 1 Atlético Paranaense 
Estádio Maracanã

Atlético Paranaense 2 x 1 Flamengo 
Estádio: Arena da Baixada

Flamengo 3 x 1 Universidad Católica 
Estádio: Maracanã

San Lorenzo 2 x 1 Flamengo 
Estádio: Nuevo Gasómetro

————————————————————

Analisando todas as campanhas expostas aqui nos últimos 30 anos, podemos constatar alguns fatores determinantes para essa decadência flamenga no século XXI em competições internacionais:

De 2002 pra frente o CRF acumulou 6 vexames nas participações que teve na Copa Libertadores. Ao mesmo tempo, podemos observar que foi justamente nesse período que o Flamengo alterou um dos seus maiores princípios. Aquele que diz que craque o Flamengo faz em casa. Tudo bem que nesse período foram poucos atletas da base que se destacaram, mas foi o período que o Flamengo contratou mais jogadores de fora e diminuiu drasticamente o espaço no time titular dos seus atletas formados no clube. Com isso, aumentou-se o endividamento por conta de maus negócios, de altos salários, de rescisões mal feitas que renderam um alto passivo trabalhista e gerou um prejuízo técnico porque vários atletas simplesmente não conseguiram desempenhar seus melhores dias no clube de maior torcida e maior pressão do Brasil. 

Ao abandonar a prioridade pela base, o CRF perdeu três elementos de uma só vez:

1- A identificação do atleta com as tradições do clube;
2- A entrega em campo pelos atletas que compreendiam a grandeza do clube;
3- As boas vendas dos atletas formados no clube que se destacavam no time titular.

Então podemos concluir que o ditado “Craque o Flamengo faz em casa” não é apenas um clichê barato, mas sim um elemento crucial nas conquistas do clube e no seu equilíbrio financeiro.
 
Logicamente que, quando se fala em dar mais espaço para base, não é lançar os garotos na fogueira, mas sim contar com eles como primeira opção no banco de reservas desde o início da temporada, seja em jogos fáceis ou jogos difíceis, pois assim, o preparo será natural e espontâneo. Sendo que alguns vingam e outros não. Mas preservar os atletas da base e relegá-los à terceira opção não parece ser estratégia inteligente.

“Queimar um garoto da base” é muito subjetivo, claro. Nos anos mais vitoriosos do Flamengo, muitos garotos participaram intensamente dessas campanhas e foram questionados e pressionados também. Todavia, nestes períodos felizes, clube e torcida tinham amor pelos meninos e consideravam esses atletas verdadeiros xodós. Havia maior tolerância.  

Ao montar elencos caros e cheios de medalhões, o Flamengo se afasta cada vez mais de suas origens e isso tem se provado em campo quando vemos times descompromissados com a famosa Raça Rubro-Negra. Não a torcida organizada, mas sim a mística que tomava conta dos nossos jogadores e inflamava jogos que pareciam impossíveis de se ganhar. 

Então, como última conclusão, pode-se dizer que o elenco ideal para um Flamengo forte e competitivo seria formado por uma espinha dorsal experiente e vencedora, e outra metade composta por pratas da casa que sabem bem o que é vestir o manto sagrado, e que, historicamente sempre nos representou bem — como em 1992, 1999 e 2001. Fora os títulos dos anos 80 que por se tratarem de uma época bem diferente da atual, não foi trazida nesta matéria para efeito de análise e comparação. 

SRN

 
Leonardo Prado é diretor da Embaixada Fla-Usa, sediada em New Jersey. Siga-o no Twitter:
 

O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.


About The Author

ANÚNCIO

PRINCIPAIS POSTS

ANÚNCIO

TV MRN

Loading...

Assine nossa Newsletter

ANÚNCIO

Ajude o Mengão!

Banner_300X300

ANÚNCIO

Siga-nos no Twitter

%d blogueiros gostam disto: