Em jogo emocionante na última rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo saiu vitorioso diante do Vitória no Barradão, carimbando a vaga direta para a fase de grupos da Libertadores. Depois do resultado positivo, o técnico Reinaldo Rueda concedeu a entrevista coletiva, destacando a entrega de todo o grupo nesta semana de decisões para o Rubro-Negro, ainda mais numa temporada com mais de 80 jogos. 

O colombiano comentou a importância da vitória no final de semana, e agradeceu toda a vontade de seus jogadores para buscar a virada em Salvador.

“Tínhamos uma decisão difícil, com o time desgastado. Mas é super importante para a instituição, para o Flamengo e para a diretoria. O Fla quer competir a nível internacional. Muito importante para a torcida que quer ver esse Fla grande. Todos merecem o melhor e estamos trabalhando para isso.”

O técnico ressaltou que a dificuldade e desgaste dos últimos jogos já eram esperados.“Falava há umas semanas que chegaríamos nessa reta final. Falamos sobre isso. Perdemos muitos jogadores, comprometemos pontos vitais. Foi tudo sofrido até o último momento. Os jogadores demonstraram que têm paixão, comprometimento com o trabalho. O comando está muito agradecido com os jogadores pela forma e coragem, pois, apesar das adversidades, foram importantes.” afirmou o comandante.

O treinador destacou um dos lideres da equipe, Diego, por assumir a responsabilidade no pênalti que garantiu a vaga do Mais Querido, e ainda jogou além do seu limite físico, como o jogador comentou ao final da partida.

“O Diego tenho que aplaudir. Profissionalismo. Fez grande jogo em Barranquilla, desgaste altíssimo. Mas ele dá uma pausa, deixa que a defesa se recupere. Tem liderança e organiza. Era para ele jogar 45 minutos, mas no intervalo ele disse que ia até a morte, até o final. Sua integridade, profissionalismo faz com que suporte o jogo todo como hoje. Outro jogo intenso, difícil, hoje.” disse o técnico.

Reinaldo Rueda comemorou a vaga na Libertadores da América, que traz um pouco mais de tranquilidade para a final da Copa Sul-Americana contra o Independiente na próxima quarta (6), em Buenos Aires.

Sem dúvida tranquiliza. A vaga é um projeto institucional, mas a Copa Sul-Americana é um projeto nosso, de orgulho profissional, de que a Sul-Americana vai ficar no Brasil. ” afirmou o colombiano, que também destacou a organização tática do Vitória. “Feliz pela entrega, pela semana muito importante. Fomos felizes, tivemos solidariedade, coragem, caráter. Preciso felicitar o Mancini, o Vitória, um time muito bem estruturado. Trabalha muito bem. Partida muito difícil. Sem falar na carga emocional para as duas equipes. Foi uma semana com muito êxito”.

Por último o técnico Rubro-Negro comentou a evolução de Vinicius Junior.

“O Vitória estava fechado, queria segurar o 1 a 0, mas buscamos o desequilíbrio. Ele melhorou muitíssimo. Hoje é mais coletivo, faz cruzamentos. Está crescendo, amadurecendo. É muito positivo que fique nessa crescente e mostre equilíbrio em momentos importantes.”

O Flamengo ainda tem mais duas partidas no ano: os jogos de ida e volta pela decisão da Copa Sul-Americana, fechando o ano no Maracanã.