Comandante da defesa que teve o melhor desempenho do Flamengo nos últimos 27 anos e ganhador da Bola de Prata como melhor zagueiro do campeonato, Réver deseja acertar nos próximos dias sua permanência no Flamengo para além do contrato de empréstimo que se encerra em 30 de junho de 2017.

– Eu disse que gostaria de sair de férias com a situação definida, mas isso ainda não aconteceu. Espero que tudo aconteça da melhor forma possível. Tenho mais seis meses de contrato e desejo permanecer no clube. Acredito que o Flamengo também tenha pressa por isso. Creio que a situação será definida nos próximos dias – afirmou o zagueiro ao UOL Esporte.

Os direitos econômicos do zagueiro de 31 anos pertencem ao Internacional, mas Réver não deixou saudades no clube gaúcho, onde sofreu com muitas lesões. Uma possibilidade para a permanência envolveria a negociação do atacante Marcelo Cirino para o clube gaúcho, mas o Flamengo deseja garantir a extensão do contrato do zagueiro mesmo se a troca não for para a frente.

– Não sei como está a situação envolvendo o Cirino. Independentemente de qualquer coisa, Flamengo e eu desejamos a permanência. Fui muito bem acolhido e pretendo continuar a história com títulos. Ainda não conquistei nada aqui, apenas algumas boas atuações. Não quero encerrar o ciclo desta maneira – afirmou o zagueiro.

Réver é um dos únicos três jogadores do atual elenco a já ter conquistado um título da Libertadores, principal objetivo para a próxima temporada. Ele venceu a edição de 2013 pelo Atlético-MG. Na época, as boas atuações o levaram até a seleção brasileira que conquistou a Copa das Confederações.