Um tweet da Rádio Brasil durante a partida entre Flamengo x Madureira, quando a vitória do Flamengo já estava encaminhada, assim como o confronto contra o Vasco com mando de campo e vantagem do empate para o rubro-negro, causou polêmica.

Ocorre que o regulamento do campeonato é claríssimo sobre o mando de campo para os primeiros colocados nos grupos B e C (Flamengo e Fluminense) na semifinal da Taça Guanabara.

A questão ganhou importância inesperada depois de uma liminar, atendendo a pedido do Ministério Público, determinar a realização de clássicos com torcida única no estado do Rio. O presidente do Vasco, Eurico Miranda, afirmou que o seu time não disputará clássicos sem torcida. O presidente Eduardo Bandeira de Mello também se manifestou contra a decisão e disse que o Flamengo pretende recorrer quando for notificado. O governo do Rio também já afirmou que irá recorrer contra a medida.

Além da questão da torcida única, porém, há um outro empecilho para a realização do clássico no Engenhão. Como o duelo acontecerá no sábado de Carnaval, dia em que haverá 81 blocos circulando pelo Rio de Janeiro, além de desfile do grupo de acesso no Sambódromo, é possível que o Gepe não garanta condições de segurança para a realização da partida. A opção seria fazer o clássico em outro estado. No ano passado, a semifinal do Carioca entre Flamengo e Vasco foi em Manaus.

Caso o Flamengo se classifique para a final e o adversário seja o Fluminense, a presença da torcida pode ser definida por sorteio, jã que o regulamento prevê que o mando será definido desta maneira.


 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.