O texto de hoje se resume a alguns números e uma pergunta.

Levantamento com os borderôs de todos os jogos de clubes disputados no Maracanã desde que o estádio foi assumido pelo consórcio Maracanã mostra o seguinte:

– Os jogos produziram uma renda bruta de R$ 193.581.761. Deste total, R$ 104.843.574 foram obtidos em jogos do Flamengo, ou 54,16%. Sozinho, o Flamengo produziu R$ 16.105.387 a mais de renda do que os três rivais somados. Só a diferença é maior do que a quantia obtida por Vasco, Botafogo ou Fluminense em seus anos de maior arrecadação.

– O total de renda produzido pelo Vasco (R$ 28.220.911) e pelo Botafogo (R$ 28.380.283) desde 2013 é inferior ao obtido pelo Flamengo apenas no primeiro ano (R$ 28.556.653)

– O total de renda produzido pelo Fluminense (R$ 32.136.993) é inferior ao obtido pelo Flamengo no seu melhor ano, 2014 (R$ 32.596.352,50).


– Apesar de ser o clube que jogou mais vezes no novo Maracanã (88), o que inclui jogos de pouco interesse de público – ao contrário do Vasco, que só joga clássicos e jogos de maior apelo, e do Botafogo, que desde 2015 só joga clássicos -, o Flamengo tem de longe a maior média de renda no estádio, R$ 1.191.404,25. O Vasco é o segundo, com R$ 762.727,34, o Botafogo vem atrás com R$ 579.189,45 e o Fluminense é quem arrecada menos, com R$ 417.363,55.

– Para conseguir a mesma renda que o Flamengo obteve em 88 partidas, mantidas as médias atuais, o Vasco precisaria jogar 138 partidas, o Botafogo, 182, e o Fluminense, 252. Esses clubes ainda são beneficiados porque parte da renda produzida do Flamengo é contada para eles (nos clássicos, adotei a seguinte metodologia: atribuí a renda dos respectivos setores exclusivos e dos sócios-torcedores do time mandante para o respectivo time e dividi o resto da renda por 2, por conta de ser impossível definir a presença de cada torcida nos setores mistos, mas é sabido que a torcida do Flamengo é ampla maioria nestes setores na totalidade das partidas).

– Das dez maiores rendas do novo Maracanã, apenas uma não teve a participação do Flamengo: o jogo de volta da decisão do Campeonato Carioca de 2015 entre Botafogo e Vasco, com a quinta maior renda (R$ 3.286.580). Das nove partidas restantes, apenas três são clássicos, dois Flamengo x Botafogo em 7º e 8º lugar e um Flamengo x Vasco em 10º. O Fluminense não aparece nenhuma vez entre as dez maiores rendas. Abaixo a lista completa:

Diante desse cenário, fica a pergunta: como pode uma empresa se manter legitimamente interessada em assumir a concessão do Maracanã sem a realização de jogos do Flamengo, como faz a Lagardère? Ou não pode?

 
 
Rodrigo Rötzsch é jornalista e coeditor do MRN. Siga-o no Twitter: @rodrigorotzsch.
Deixe seu comentário!


Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs, portanto o conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. O Mundo Rubro Negro respeita todas as opiniões contrárias. Nossa ideia é sempre promover o fórum sadio de ideias. Email: [email protected].

Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.