Com o empate com o Coritiba, o vice-campeonato passou a ser o máximo que o Flamengo pode almejar nas duas rodadas finais do Brasileiro. O segundo lugar seria algo inédito desde 1971, quando o Campeonato Brasileiro com esse nome foi criado. Mas o Flamengo já foi vice da principal competição nacional uma vez – em 1964, tempos da Taça Brasil, equiparada oficialmente ao Campeonato Brasileiro pela CBF em uma canetada em 2011.

Foi a primeira e única vez que o Flamengo disputou a competição criada em 1959 e que teve sua última edição em 1968. A classificação foi obtida com o título do Campeonato Carioca de 1963, o primeiro conquistado pelo clube desde o tricampeonato de 1955. Em 1965, o Flamengo voltaria a ser campeão carioca, mas o critério para classificação do clube do então Estado da Guanabara para a Taça Brasil havia mudado, com a criação da Taça Guanabara para esse fim. O Flamengo só conquistou sua primeira Taça Guanabara em 1970, quando a Taça Brasil não existia mais – e não voltou, portanto, a disputar a competição precursora do Campeonato Brasileiro.

A estreia na Taça Brasil de 1964 foi já na semifinal, contra o Ceará. O jogo no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, marcou a reestreia de Evaristo de Macedo com a camisa rubro-negra após sete anos de uma bem-sucedida passagem pela Espanha, onde se tornou o primeiro brasileiro a ser ídolo de Real Madrid e Barcelona. A entrada, porém, foi em circunstâncias infelizes para o Flamengo: o veterano jogador substituiu Nelsinho, um dos principais jogadores daquele Flamengo, que quebrou a perna numa disputa de bola. Murilo e Amauri fizeram os gols da vitória no dia 8 de novembro de 1964.

No jogo da volta, dez dias depois, no Maracanã, o Flamengo confirmou a classificação para a final com a vitória por 3×1, dois gols de Airton e um de Carlinhos Violino.

Final contra o Santos de Pelé

vice-santos
O desafio na final, porém, era muito maior: o Santos de Pelé, então bicampeão mundial e tricampeão da Taça Brasil. No primeiro jogo, no Pacaembu, o Santos fez valer sua superioridade e venceu por 4×1. Pelé marcou três vezes e Coutinho fez o outro do Santos; Paulo Alves descontou para o rubro-negro.


No jogo decisivo, no Maracanã, o Flamengo não conseguiu a vitória que forçaria um jogo-extra para decidir o título. Diante de um público de 50.508 pessoas, o placar não saiu do zero, e o Santos conquistou a Taça Brasil pela quarta vez consecutiva – ainda seria pentacampeão no ano seguinte. O Flamengo entrou em campo para o jogo decisivo com Marco Aurélio, Murilo, Ananias, Ditão, Paulo Henrique, Carlinhos, Evaristo, Amauri, Airton, Paulo Alves e Carlos Alberto. Curiosamente, 52 anos depois, o Flamengo precisa vencer o Santos no Maracanã para voltar a ser vice-campeão do principal torneio nacional de futebol – e embolsar os cerca de 3 milhóes a mais de premiação que o segundo colocado leva.

Apoie o MRN contribuindo mensalmente com o nosso projeto: a partir de 1 real! Clique em bit.ly/ApoiadorMRN

Siga-nos no Twitter: twitter.com/MRN_CRF
Curta nossa página: facebook.com/M.RubroNegro
Instagram: Instagram.com/mrn_crf
Canal do YouTube: MRN TV
Whatsapp: 21 98917.4639

Seja Apoiador do Mundo Rubro Negro! Você participa do grupo de Whatsapp exclusivo e concorre a uma camisa oficial do Flamengo autografada por todo o elenco do time de futebol. Clique no banner!

apoia.se mrn

 

Seja Sócio Torcedor

Sócio-Torcedor

 

Procurando uma hospedagem com atendimento personalizado?

Euler