Pequenos cariocas pressionam Fla a assinar com a Globo

Pequenos cariocas pressionam Fla a assinar com a Globo

Dirigentes de clubes pequenos do futebol carioca reclamaram do Flamengo se recusar a assinar o contrato de televisionamento do Campeonato Carioca, o que diminui o montante geral oferecido pela TV Globo pela competição – e o montante que a Ferj repassa aos clubes pequenos pela transmissão das partidas.

Ouvidos pelo FutRio, dirigentes de vários clubes, aliados da Ferj, culparam o Flamengo por suas dificuldades financeiras e isentaram a federação e outros clubes, embora esses sejam livres para redistribuir os valores do contrato sem o Flamengo se assim desejarem.

Com o Flamengo, a Globo oferece R$ 120 milhões anuais pelo Estadual até 2024, dos quais metade iria para os clubes grandes e a outra metade para os clubes pequenos e a Ferj. Sem o clube, o valor cai para R$ 90 milhões. Apesar da redução de apenas 25% no valor total, os clubes pequenos se queixam de estarem recebendo menos de metade da cota prevista – num sinal de que a Ferj está querendo colocá-los contra o Flamengo e possivelmente chegou a uma composição com os outros três grandes para repassar valores que originalmente iriam aos pequenos, garantido que os três sejam aliados da federação.

O Flamengo faz uma série de exigências para assinar com a Globo, entre elas a garantia de uma maior transparência nas contas da federação, alvo de uma ação judicial que enfim começou a tramitar, que envolve justamente os empréstimos que a Ferj faz aos clubes pequenos e que ajudam a explicar a subserviência demonstrada por eles. O único clube que não apontou o dedo para o Flamengo e questionou a distribuição do dinheiro foi o Campos, que fa este ano sua estreia na primeira divisão do Carioca.

– O Flamengo hoje é unanimidade na gestão do futebol e deve ter as suas razões. Não quero entrar nesse mérito. Isso pode até ser o marco determinante em algumas coisas. Mas é evidente e claro o impacto no nosso orçamento. O valor ventilado para os times da Seletiva, que pelo regulamento são os únicos que assumem o risco do rebaixamento em prol dos outros, foi um, e agora vamos receber menos da metade. Não sou eu que vou falar de orçamento da Federação ou do Flamengo, cuido apenas do meu, mas a proporcionalidade da redução não foi a mesma entre a ausência do Flamengo e a nossa redução. Creio que existam outras despesas que eu não tenho conhecimento. O nosso orçamento já está descoberto e estamos no mercado tentando captar patrocínios para que a gente tenha fôlego pra fazer o que o Campos sempre fez: cumprir com seus compromissos e obrigações. É mais um capítulo lamentável para os pequenos pois não conseguimos pensar grande, não pela nossa gestão, mas por fatores alheios à nossa vontade – disse Mauro Farias, vice-presidente de futebol do clube.


As queixas

Veja o que alguns dos outros dirigentes dos pequenos disseram ao FutRio:

“Não prejudica só o Madureira. Prejudica todos os clubes. O Flamengo se acha o todo poderoso. Quer ganhar mais que os outros. Quer R$ 20 milhões, desde que os outros não ganhem R$ 20 milhões. Respeito a torcida do Flamengo, sei do poderio econômico, pois realmente é um trem pagador. Mas o Flamengo não joga sozinho. No máximo, treina sozinho. Para jogar ele precisa de um adversário. Eles se preocupam com o que os outros ganham e aí todo mundo é afetado. O Madureira se sente prejudicado na medida em que todos também se sentem. Poderíamos ter um valor bem melhor para os pequenos e isso não vai acontecer se o Flamengo não assinar. Não faço questão nenhuma de jogar contra o Flamengo. Se pudessem não jogar, seria até bom. Óbvio que estamos num campeonato para jogar contra os grandes, por perspectiva de arrecadação, vitrine e TV. Mas, se o Flamengo não quiser fazer parte do campeonato e quiser jogar aquela liga que ele ajudou a fundar, que não representa nem um milésimo do campeonato do Rio de Janeiro, que vá. Estamos falando de R$ 1 milhão por jogo. Não tem Libertadores, não tem Copa do Brasil, não tem Campeonato Brasileiro, nenhum campeonato paga R$ 1 milhão só para o time entrar em campo. E o Flamengo quer jogar isso pela janela e por isso prejudica os demais. Acho que a Federação tem que botar o Flamengo no lugar dele. Ninguém precisa mais jogar contra o Flamengo. Se não quer jogar no profissional, que não jogue nas outras categorias, que não contrate mais jogadores revelados por nós. Que eles defendam outros, não mais o Flamengo. Seria uma forma de fazer eles perceberem que sozinhos não são ninguém”Elias Duba, presidente do Madureira.

“O Flamengo só está pensando nele. E esqueceu dos clubes menores. Botafogo, Fluminense e Vasco não perdem um tostão. Se estão pensando que vão prejudicar os outros grandes, estão errados, pois eles recebem o dinheiro integral. Só os clubes menores são prejudicados. Não esperava que o Flamengo fosse deixar de assinar o contrato. Como um time faz um empréstimo de R$ 12 milhões para reforma do estádio da Portuguesa, sendo que tem R$ 15 milhões na Federação para receber com este contrato do Campeonato Carioca? E eles ainda vão pagar os juros do empréstimo. Eu, como dirigente de futebol há 30 anos, não consegui entender isso até agora. Eles não devem estar nadando em dinheiro.” Mirinho, presidente de honra do Macaé

“Estamos na expectativa em relação ao acordo. Eu prefiro que o Flamengo seja sensível ao problema dos coirmãos do Rio de Janeiro e que chegue a um acordo com a Federação nos moldes estabelecidos, assim com todos os clubes. Entramos em um déficit de receita gigante, pois fizemos um planejamento contando com a participação do Flamengo no acordo televisivo e a não assinatura do clube atinge em cheio as nossas finanças.”
João Paulo Magalhães Lins, gestor de futebol do Boavista

‘Em qualquer ocasião que um clube se julgar maior que o Campeonato Carioca, teremos dificuldades. Mas como o Campeonato em si é muito maior que todos nós, ele sobrevive e será o melhor do Brasil, independente de transmissão de jogos de A, B ou C. É lógico que o fato de um clube não assinar o contrato e comprometer a cota de todos os outros de menor investimento que ajudam a dar o charme do campeonato, atrapalha. Demonstra um sentimento de egoísmo, de querer crescer sozinho, de prevalência do individual sobre o coletivo”Flávio Horta Júnior, vice-presidente do Volta Redonda


“Estamos super preocupados. Foi nos passado um valor que diminuiu bastante. Vai fazer muita falta. O Nova Iguaçu se pautou para fazer o time mediante o que ia receber. E, agora, realmente, fomos pegos de surpresa. É uma situação muito preocupante. Se o Flamengo não assinar o documento, vai criar uma situação muito ruim, principalmente para os clubes da fase preliminar. Se eu soubesse, não teria feito as contratações que fiz”
Jânio Moraes, presidente do Nova Iguaçu

 
Deixe seu comentário!


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.

About The Author

ANÚNCIO

PRINCIPAIS POSTS

ANÚNCIO

TV MRN

Loading...

Assine nossa Newsletter

ANÚNCIO

Ajude o Mengão!

Banner_300X300

ANÚNCIO

Siga-nos no Twitter

%d blogueiros gostam disto: