… Menos empates!

O Campeonato Brasileiro já se encaminha para a 3ª rodada do returno e o Flamengo está bem mais distante do que esperava. Com um elenco caro e ótimos atletas, a esperança era de que o Mais Querido do Brasil estivesse liderando ou, ao menos, colado na luta pelo título, porém o que o torcedor pôde ver foi um time muito aquém e sem a mentalidade necessária para conseguir uma daquelas arrancadas que todo rubro-negro conhece.

Após a derrota para o Vitória, na última rodada do primeiro turno, Zé Ricardo foi demitido. A equipe jogava sem coração e, apesar de alguns jogadores sempre afirmarem que estavam “fechados com o treinador”, o mesmo não era visto dentro de campo. O torcedor já viu elencos ridículos encantarem muito mais só (e pra Nação vale muito) por se entregar dentro das quatro linhas, e o Flamengo de 2017 não o fez em momento algum no ano. A expectativa agora é depositada em cima de Reinaldo Rueda e de seu preparador, que já ganhou parte da torcida por seus berros altos cobrando o máximo nos treinos.


O início do returno foi péssimo. Derrota dura contra o Atlético Mineiro, 29 pontos e uma amarguíssima sétima colocação. Com dois dias de trabalho, o novo treinador conseguiu um empate contra o Botafogo pela Copa do Brasil e venceu facilmente a equipe do Atlético Goianiense. Novo estilo de jogo, time mais arrumado e, principalmente, com mais confiança. O dragão goiano é sim um adversário fraco, mas houve pontos positivos naquela vitória. Aos poucos Rueda vai tentando arrumar a casinha…

Ela precisa ser arrumada porque a torcida já amargou o vexame na Libertadores. A Copa do Brasil e a Sul-Americana se tornaram obrigações e o Brasileirão já foi largado de mão pelo torcedor. Mas não, pera!! O Corinthians perdeu a primeira, o Grêmio e o Santos empataram e o Palmeiras perdeu. Vamos, Mengão! A Nação ainda acredita que você pode chegar!! E deixou chegar…

Mas não é tão simples “chegar”. Vai precisar muito do “deixou” antes dele, ou, neste caso, do “deixaram”. Atualmente o Fla está na 5ª colocação, a um ponto do Palmeiras, cinco do Santos, oito do Grêmio e (os dificilmente encostáveis) 15 do Corinthians. Vai ser preciso suar…


Ano passado foi a partir da 21ª rodada que o clube conseguiu sua melhor sequência invicta em anos. Foram 10 jogos seguidos de invencibilidade e apenas uma derrota no returno. Dá pra olhar pra 2016 com um pouco mais de carinho, se inspirar nessa sequência talvez, mas mesmo assim sem achar que vai ser fácil. Neste momento de dez partidas sem perder o Fla conseguiu oito vitórias e dois empates, ou seja, 26 dos 30 pontos disputados.

Digamos que o clube consiga a mesma sequência de 2016. Isso significaria que, contando com tropeços consecutivos dos adversários na corrida pelo título, o Fla assumiria a liderança por volta da 29ª rodada. Isso é praticamente impossível.

Agora sem utopia…

O hepta é um sonho distante sim, mas uma recuperação fantástica tá no sangue da equipe. Olhando novamente para o ano passado, foram 10 vitórias, 7 empates e 2 derrotas nas últimas 19 partidas do Brasileirão. Para IGUALAR os 71 pontos da temporada passada, o Fla precisa de 12 vitórias, 3 empates e 2 derrotas nas próximas 17 rodadas.

No primeiro turno as quatro derrotas foram completamente evitáveis, sendo que duas destas foram para equipes teoricamente inferiores (Sport e Vitória). As outras duas foram para adversários diretos: Grêmio e Santos. Aliás, este é outro fator determinante. O Flamengo PRECISA melhorar bastante o desempenho contra os adversários diretos, afinal não ganhou de nenhum dos quatro primeiros.

Por fim, diminuir a quantidade de empates. Oito somente no primeiro turno é um número muito alto. Em 2016 foram 11 ao todo e o rubro-negro só poderia, como supracitado, de mais três para igualar a campanha passada. Cruzeiro, Corinthians e Palmeiras, três empates contra adversário diretos. Considerando que os resultados contra “os cabeças” precisam melhorar, dá pra transformar pelo menos dois destes em vitórias. Sobrariam outros cinco empates em relação às dezenove rodadas iniciais: Atlético-MG, Atlético-GO, Botafogo, Avaí e Fluminense. Contra os mineiros, derrota. Contra os goianos, vitória. Os últimos três são dois clássicos e um confronto contra um time na zona de rebaixamento. Dois destes em casa.

As contas estão aí. O que precisa ser melhorado, em termos de resultado, também. O Flamengo precisa fazer a sua parte, e se deixarem chegar…


O Mundo Rubro Negro precisa do seu apoio. Contribua mensalmente com nosso trabalho. Clique aqui: bit.ly/ApoiadorMRN


Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!