Hoje eu vim pra falar sobre aquele (quase) desastre contra o Santos.

Um Flamengo e Santos não é para qualquer um, duas camisas pesadas de jogos quase sempre memoráveis. O erro foi justamente desrespeitar isso escalando quem não merecia.

E a partir daí eu já começo a ver outra coisa no Zé, ele não está conseguindo controlar os egos do elenco, parece que está rachando entre quem joga bola e quer vencer e quem só tem vaga cativa por “lealdade” ou o que seja. Posso estar muito errado, mas o jogo contra o Santos foi muito claro nisso.

Era pra fazer história, passar com moral, chegar com pé na cara da cachorrada no próximo jogo se a gente mete um 2×1 ou 3×1 no Santos lá dentro da Vila. No fim, tomamos 4×2 no último minuto de jogo e quase fomos eliminados.

Agora a gente saiu como quem escapou pela arbitragem, de novo. Porque a imprensa caiu matando em cima do lance do pênalti, tudo que a “fla-press” queria, mais uma polêmica.

Isso tem que ter doído em alguém.

E pelas reações em campo, parece que doeu. Os jogadores que mais querem vencer reagiram negativamente a mais uma entregada do Rafael Vaz e a transformação de um jogo épico para o Flamengo em um jogo épico para o Santos, tudo isso em apenas 2 minutos.

Muitos ali possuem nome, carreira, vontade de estar na seleção, e isso sem falar em ego e vergonha na cara, que é o mínimo. E a única explicação para o Vaz ter preferência ao Juan, é através dessa meritocracia inversa do Zé onde o pereba tem vez. A mesma explicação para Márcio Araújo. Gabriel.

Em um lance, um jogador que não deveria ser titular nunca nesse elenco que temos, quase custou mais uma eliminação vexatória. Até quando esse tipo de jogador vai ganhar carta branca pra arruinar o time é a questão.

A maioria da torcida tá desanimada por causa disso, povo tá cansado de ver os mesmos jogadores errando e tendo oportunidade sempre. E pior do que perder o elenco é perder o apoio da Nação.

Só posso esperar que esse jogo contra o Santos seja o divisor de águas desse time. O elenco tem qualidade, tem jogadores vencedores, mas precisa de comando melhor em todo lugar do departamento de futebol. Ter time com elenco milionário é pra quem sabe, é melhor aprender rápido.

SRN.

 

George Castro é colaborador do Mundo Rubro Negro desde os primeiros dias. Já escreveu matérias no MRN Informação e agora desfila suas opiniões aqui no blog Resenha Rubro-Negra. Siga-o no Twitter: @George_CRF e @RESENHA_MRN
 

Foto destacada nas redes sociais: Ivan Storti/Santos FC
 


O Mundo Rubro Negro precisa do seu apoio para melhorar ainda mais. Contribua mensalmente com nosso trabalho. Clique aqui e conheça nossa campanha crowdfunding: bit.ly/ApoiadorMRN


Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs, portanto o conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. O Mundo Rubro Negro respeita todas as opiniões contrárias.
Email: [email protected]