Com menos de uma temporada junto com o FlaBasquete o pivô João Paulo Lopes Batista, o JP Batista, ja é uma das peças importantes do time. Na Liga das Américas 2016, JP vem assumindo um papel de protagonismo que não lhe era atribuído quando chegou ao clube. Com 34 anos, Batista disputa sua primeira competição continental de clubes da América e é titular da seleção brasileira comandada por Ruben Magnano que disputará as Olimpíadas.

Primeira Fase (3 jogos e 3 vitórias)

Logo na estreia da competição, o Rubro-Negro enfrentou o outro favorito do grupo Gimnasia Indalo (ARG) e venceu por 66 a 58, na partida em que o pivô jogou só 14 minutos, menor participação dele em um jogo da LDA esse ano, e fez 3 pontos e 4 rebotes.

A segunda partida foi a mais fácil, contra o Aguilas de Tunja (COL), em que o Mais Querido venceu a equipe colombiana por 75 a 60, garantiu a classificação de maneira antecipada e JP teve sua melhor atuação na fase, jogando 19 minutos e anotando 10 pontos e 5 rebotes.

JP não decepcionou na primeira fase da Liga das Américas (photo: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas)

JP não decepcionou na primeira fase da Liga das Américas (photo: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Américas)

Já classificada, a equipe encerrou a primeira fase enfrentando o Correcaminos de Colón (PAN) e também venceu, dessa vez por 68 a 61, acabando a primeira fase ganhando todos os jogos. JP Batista jogou 21 minutos e anotou 8 pontos e 5 rebotes.


Média: 18 minutos por jogo; 7 pontos por jogo; 4,6 rebotes por jogo.

Segunda Fase ou Fase Semifinal (3 jogos, 2 vitórias e 1 derrota)

A fase seguinte foi a que firmou o pivô de 34 anos como protagonista do time. Em uma fase com desempenhos abaixo da crítica, só ele e Marcelinho Machado se destacaram nas três partidas.

Na abertura ocorreu o clássico brasileiro entre Flamengo e Brasília. Após três quartos equilibrados, o Mengo deslanchou no quarto final e derrotou a equipe da Capital Federal por 106 a 93. JP Batista jogou por 20 minutos e anotou 13 pontos e pegou 3 rebotes.

Na segunda rodada enfrentou a equipe mais fraca do grupo, novamente o Correcaminos de Colón (PAN) e sofreu para ganhar por 84 a 83 com um “game winner” de Jason Robinson faltando dois segundos para o fim. JP foi um dos destaques com 18 pontos, 9 assistências e três rebotes em 28 minutos de quadra.

JP Batista foi um dos principais destaques da Fase Semifinal (photo: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas)

JP Batista foi um dos principais destaques da Fase Semifinal (photo: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Américas)

Na última partida, o Rubro-Negro podia até perder por 23 pontos contra o Guaros de Lara (VEN) que se classificaria para o Final Four. Jogando atipicamente mal, a equipe carioca chegou a estar perdendo por 25 pontos, mas o Orgulho da Nação comandado por JP e Marcelinho reagiu e, mesmo sendo derrotado por 92 a 87, se classificou para o Final Four. JP Batista anotou 21 pontos além de dar 3 assistências e pegar 3 rebotes.

Média: 25,3 minutos por jogo; 17,3 pontos por jogo; 5 rebotes por partida; 2 assistências por jogo.

Final Four (11 e 12 de março)

Com três brasileiros, o Final Four será decidido em Barquisemeto na Venezuela. O Flamengo jogará a semifinal contra o Bauru no dia 11 de março, às 18h45min. A disputa do terceiro lugar e a final serão realizadas no dia 12 de março, às 18h45min e 21h respectivamente.

(Imagem: Nayra M. Vieira/ MRN Informação)

(Imagem: Nayra M. Vieira/ MRN Informação)

A expectativa da Nação Rubro-Negra é que JP mantenha o alto nível demonstrado até aqui em sua passagem e seja um dos pilares da equipe de José Neto para que o FlaBasquete conquiste o bicampeonato das Américas.