Em mais um jogo muito equilibrado do início ao fim, Flamengo e Atlético-MG empataram sem gols na segunda partida da decisão da Copa do Brasil Sub-20, na tarde desta sexta-feira (16), no Estádio Ilha do Urubu. Com o novo empate, o título foi decidido na marca da cal. Nas penalidades, o time mineiro venceu por 3 a 1, com três defesas do goleiro Cleiton.  No tempo normal, o árbitro carioca Pathrice Wallace Corrêa Maia ignorou um pênalti para o Flamengo aos 39 minutos do segundo tempo.

Os Garotos do Ninho terminaram a Copa do Brasil invictos, com cinco vitórias e quatro empates em nove jogos disputados. O próximo desafio é a fase final do Campeonato Carioca. Classificado com a melhor campanha para a semifinal do Estadual, o Flamengo volta a campo na próxima quarta-feira (21), às 15h, na Gávea, contra o Nova Iguaçu, pela última rodada da Taça Rio Sub-20. O Mais Querido também está garantido na semifinal do segundo turno.

Ainda este mês, o Flamengo estreia no Campeonato Brasileiro da categoria. O primeiro jogo do Mais Querido na competição será diante do Coritiba, no Estádio Couto Pereira, no dia 28 de junho, às 15h. Além de Flamengo e Coritiba, Corinthians, Goiás e Grêmio integram o Grupo C do certame nacional. Apenas duas equipes do grupo avançam de fase.

Equilíbrio marca o primeiro tempo na Ilha do Urubu

Dominados pela tensão, Flamengo e Atlético-MG fizeram um primeiro tempo de partida bastante equilibrado na Ilha do Urubu. O Rubro-Negro começou melhor, buscando o ataque. Pelo lado direito, Lucas Silva, aos cinco minutos, roubou a bola de Daniel, entrou na área, mas chutou para fora. Enquanto o Flamengo chegava com frequência pelo lado esquerdo, aproveitando a velocidade de Michael e Gabriel Silva, compactado, o time mineiro esperava uma oportunidade para contra-atacar.

Foto: Gilvan de Souza

Percebendo a dificuldade do Mais Querido de articular jogadas pelo meio-campo, o Atlético passou a sair com mais perigo. Bem postado, o goleiro Gabriel Batista defendeu sem grandes dificuldades as investidas do Galo pelo alto. Aproveitando uma bola levantada por Kleber após cobrança de escanteio, aos 19 minutos, o zagueiro Rafael cabeceou bonito para uma boa defesa do goleiro Cleiton.


A resposta do time atleticano veio aos 34 minutos. O atacante Marco Túlio recebeu de Flavio, ajeitou e bateu de fora da área. O goleiro Gabriel Batista desviou e a bola carimbou o travessão. No lance seguinte, Gabriel Silva dominou pelo meio, entregou para Loran que mandou pra fora, desperdiçando a última chance do primeiro tempo.

Flamengo cresce na partida, mas não consegue o gol

Cientes de que o empate levaria a decisão para os pênaltis, os Garotos do Ninho, embora com a mesmo formação, voltaram do intervalo com uma postura mais ofensiva. Aos dois minutos, Jean Lucas recebeu de Gabriel Silva no lado direito e cruzou, mas a bola não encontrou ninguém do Flamengo na área. Aos seis, Kleber cobrou falta tentando encobrir o goleiro Cleiton, mas, atento no jogo, o camisa 1 do Galo fez a defesa.

Com mais espaço no meio-campo, o Flamengo continuava criando chances de gol. Em mais uma tentativa no ataque, Jean Lucas fez boa jogada pelo lado direito, chegou com a bola na linha de fundo e fez o cruzamento. A bola desviou na marcação e, Lucas Silva, por pouco não chegou para completar para a rede.

Pouco produtivos na partida, Patrick e Loran foram substituídos por Bill e Lincoln, respectivamente. Com o time ainda mais ofensivo, o Flamengo contou com o apoio da torcida que compareceu em bom número na Ilha do Urubu. No total, 6.730 presentes para uma renda de R$ 113.225,00. O Atlético, por sua vez, não dava tranquilidade ao goleiro Gabriel Batista. O arqueiro rubro-negro foi bastante exigido e salvou o Flamengo em diversas oportunidades na etapa complementar.

O Flamengo teve ainda um pênalti ignorado pelo árbitro carioca. Aos 39′, Lincoln foi calçado dentro da área e a arbitragem nada marcou. Com os Garotos do Ninho demonstrando bastante cansaço, o jogo foi encerrado aos 49 minutos, e o título decidido nos pênaltis.

Pênaltis

A série foi aberta pelo zagueiro Bremer, que não deu chances para o goleiro Gabriel Batista. Lucas Silva empatou para o Flamengo. Batendo no canto, César colocou novamente o Atlético na frente. Na sequência, o goleiro Cleiton defendeu as cobranças de Rafael, Luiz Henrique e Jean Lucas. Gabriel Batista chegou pegar a bola batida por Daniel, mas Flávio converteu para o Atlético, dando o título ao clube mineiro.

Flamengo: Gabriel Batista; Kleber (Wesley), Bernardo, Rafael e Michael; Theo, Jean Lucas (Vinicius Souza) e Patrick (Bill); Lucas Silva, Gabriel Silva (Luiz Henrique) e Loran (Lincoln). Treinador: Gilmar Popoca.

Foto: Gilvan de Souza
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.