Depois de muita luta em uma das séries mais difíceis dos últimos anos, o Flamengo bateu Mogi das Cruzes e está na final do NBB 8. Após consolidar a vitória, o elenco rubro-negro fez questão de saudar a torcida e comemorar muito no centro da quadra. O Mundo Rubro Negro falou com algumas das estrelas da noite e uma coisa é unânime: a Nação foi fundamental para a classificação.

O armador Rafa Luz foi um dos jogadores mais importantes defensivamente. Infernizando a vida do ataque adversário, ele vai agora para a sua primeira final de NBB já em sua temporada de estreia. “Era o que a gente sonhava. Sabíamos que o jogo seria difícil, decidido no final como todos os jogos. Ter a torcida a nosso favor durante a temporada foi incrível, ginásio lotado, eles cantando do início ao fim. Isso foi nossa gasolina, sem dúvida nenhuma. Eles nos alimentaram o jogo inteiro pra conseguir essa defesa de hoje”, comentou.

Rafa Luz foi decisivo defensivamente no duelo contra Mogi (Foto: João Pires/LNB)

Rafa Luz foi decisivo defensivamente no duelo contra Mogi (Foto: João Pires/LNB)

Pra mim é muito melhor ajudar o time do que meter uma bola de 3, por exemplo. Sei que meu trabalho é um pouco na sombra, não sou de aparecer muito. Hoje a gente conseguiu transmitir muito bem o que precisávamos fazer na quadra e não tem coisa melhor do que vencer”, disse o camisa 5.

Jerome Meyinsse terminou com 12 pontos, 3 rebotes e 14 de eficiência. O “Rei do Açaí” falou sobre a dificuldade do duelo: “A gente brigou no quarto jogo, brigou hoje e estamos em mais uma final. Nos oito jogos que fizemos com eles, só um teve mais de dez pontos de diferença. Todos os outros foram bem iguais. Os dois times são bons, tem jogadores experientes. Foi duro até o último minuto”. Ele ainda fez questão de enaltecer a torcida, que mais uma vez acabou com todos os ingressos. “Foi demais a festa hoje. Quero agradecer a todos que vieram e deram energia pra gente, nos ajudaram a vencer esse jogo”.

Jerome Meyinsse contra Mogi das Cruzes (Foto: João Pires/LNB)

Jerome Meyinsse contra Mogi das Cruzes (Foto: João Pires/LNB)

O técnico José Neto também comentou sobre a série e as expectativas para a final. “A gente não entrou no campeonato só para chegar na final não. Jogamos hoje de uma maneira digna de um time que pode brigar pelo título. Com o mando de quadra e essa torcida, é impossível a gente jogar sem estar inflamado. O que a gente sente aqui é uma coisa única, ímpar. Por isso a gente vem aqui e joga com a alma”. “Bauru fez uma série semifinal incrível. Mostra o poderio da equipe, ainda mais contra Brasília, que é uma das melhores do campeonato. Tem que estudar bem para brigar pelo título”, completou.


O Bauru conseguiu fechar sua série em 3 a 0 contra o Brasília. Com isso, o tempo de treinamento e descanso foi muito maior. Para o elenco rubro-negro, isso não será um problema. “Não estamos cansados. Nos preparamos bem durante o ano para chegar a essa altura do campeonato. Acho que nossa vontade de vencer é muito maior que nosso cansaço. Vamos com tudo pra Marília tentar vencer esse jogo lá e depois voltar para o Rio de Janeiro e fechar aqui logo”, disse Rafa Luz.

O jogo já é em Marília, então ainda tem a viagem. Mas o time quer ganhar, desde o começo do campeonato já estava desenhado que seria assim. Se eles chegassem na quinta partida teriam esse problema. Acho que a gente tem que focar em ganhar a partida e se preparar pra isso”, comentou José Neto.

José Neto no comando do Flamengo no jogo 5 (Foto: João Pires/LNB)

José Neto no comando do Flamengo no jogo 5 (Foto: João Pires/LNB)

Faz parte dos playoffs. Nas quartas de final nós fechamos em três e eles em cinco jogos. Jogamos o mesmo número de partidas, então vamos chegar lá e o cansaço não vai ser desculpa. Vamos ter que ir com tudo”, completou Meyinsse.

A final contra Bauru começa já neste sábado (21), às 14h10, fora de casa. A série vem para o Rio de Janeiro no dia 26, às 18h e 28, às 14h10.