O Atlético-PR parecia ter o jogo ganho quando Nikão marcou um belo gol da entrada da área aos 31 minutos do segundo tempo. Foi o segundo gol do time paranaense, que havia aberto o placar logo aos 4 minutos do primeiro tempo, com o argentino Lucho González. Mas os brasileiros recuaram demais e a Católica foi buscar o empate, com gols de Llanos, aos 40 minutos, e Noir, aos 43. Na comemoração do gol de empate, o zagueiro Maripán foi expulso por provocar a torcida atleticana, e será desfalque contra o Flamengo, na semana que vem.

O domínio do time brasileiro na primeira etapa foi absoluto. Além do gol logo no início, o Atlético-PR ainda desperdiçou boas oportunidades de ampliar, a melhor delas com Felipe Gedoz – o goleiro Toselli, reserva de Bravo na seleção chilena, fez boa defesa. A movimentação constante do ataque paranaense, com troca de posições entre o quarteto ofensivo Carlos Alberto, Gedoz, Nikão e Pablo, confundia a marcação chilena, e 1×0 foi pouco. A Católica não teve nenhuma chance real, embora levasse algum perigo nas jogadas de bola parada com Buonanotte.

O quadro mudou ao segundo tempo. Logo aos 3 minutos, Kalinski perdeu boa chance de empatar dentro da área. Silva, de cabeça, teve outra boa oportunidade, mas parou em Weverton. O Atlético-PR perdeu Carlos Alberto, que sentiu lesão no tornozelo, e deu lugar a Douglas Coutinho. Mas, quando pouco ameaçava o gol chileno, encontrou o 2×0 com o belo chute de Nikão.

A partir daí, a Católica começou a pressionar. Weverton fez uma boa defesa, mas aos 40 minutos, não evitou o gol de Llanos, após cruzamento de Fuenzalida. Três minutos depois, Noir recebeu lançamento de Buonanotte e empatou a partida. Na comemoração, Maripán foi expulso.

O Atlético ainda teve uma excelente chance de sair com a vitória no último lance da partida. Mas Pablo acertou o travessão do gol chileno, e a Católica levou um ponto para Santiago. Na semana que vem, o time chileno estreia em casa contra o Flamengo, que joga nesta quarta contra o San Lorenzo. Se vencer, o rubro-negro larga na liderança daquele que vem sendo chamado “grupo da morte” desta Libertadores.

 
 
O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.