Gerrinson R. de Andrade | Twitter: @GerriRodrian

 

O zagueirão faz aquele cruzamento escroto que não se deveria fazer: a bola voa torta pelos ares, cai no peito do adversário melhor passador, tudo doce feito paçoca; o passe é feito para o goleador do time que vai lá na tranquilidade, feliz pelo presente. Gol dos caras.



Mas o crítico de arte, o rubens-ewald-filho-dos-campos, logo vê que a culpa foi do 4-3-3, do ajuste fino do contraste, do chroma-key azul, do verso desencontrado do roteirista.

O atacante molejão, poucos neurônios, quer fazer festa no quintal dos outros, dribla pra cá e pra lá, em operação arriscada e inútil. Perde a bola para o rival de pé firme, vem contra-ataque de gente saudável, correria e determinação do inimigo. Gol dos caras.

Mas o erudito-do-gramado-verde, aquele olho que tudo vê, revela ao mundo o que ninguém sabe e desconfia: a culpa foi toda do esquema tático. E declara que qualquer retardado sabe que no 4-4-2 tudo seria diferentemente certo.

Ah, incontáveis ilusões humanas.

Desde o tempo do dente-de-sabre, derrotas são justificadas com o imaginário, desavergonhadamente.

A vontade dos deuses, o dedo podre de um capeta, o mau agouro do profeta,
o esquema rústico do filósofo, tudo vem para minimizar a maior das verdades terrestres:

é a perebice humana,
é a burrice,
é o passo maior que a perna,
é a arrogância daquele que se vê Beckenbauer,
é a pessoa errada no lugar errado,
é a ponta-esquerda acéfalo de cabelinho ridículo,
é o volante nota 3,
é a ausência de talento que lasca o combinado.

Na história do mundo, todo e qualquer esquema já subiu ao pódio.
3-5-2 foi campeão e foi rebaixado, 4-3-3 já goleou e foi goleado.

Tanto faz o esquema quando o executante sabe o que deve fazer, no esquema.

E, em noventa minutos de cada jogo, uns dez é pra organização das peças.
O resto do tempo é vida real, improviso e adaptação.

Na guerra e no futebol, muitas são as estratégias possíveis, para a vitória.
Mas, com soldado fanfarrão e indolente, não há Napoleão que dê jeito.

Orra, é Mengo!

Comente pelo Twitter @MRN_CRF ou direto na fanpage do MRN no Facebook (clique aqui). Sua opinião faz toda diferença!


Gerrinson R. de Andrade escreve no Blog Orra, é Mengo, da Plataforma MRN Blogs. A opinião do autor não reflete necessariamente a opinião do Mundo Rubro Negro.

 

LEIA TAMBÉM DO ORRA, É MENGO!

Mediocridade é arte de não ter inimigos

As Leis de Wallace

Separatismo no Brasil

As soluções para os problemas do Fla

A fábula do menino que xingava

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER

 

 

 


 

Seja Sócio-Torcedor! E clicando no banner abaixo você também vira mais um parceiro do MRN!

Sim! Metade do valor da primeira mensalidade do plano que você adquire depois de clicar no banner abaixo vai para a equipe MRN Informação.


Se você admira o nosso trabalho, nos ajude assim a manter o nosso projeto e ampliar a nossa missão!

 

Banner_300X300

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!