logos10

Gerrinson R. de Andrade | Twitter: @GerriRodrian

 

Reflexão não é coisa pra toda hora.
Mas tem hora que é imperatório pensar matutando bem.

A cabeça até pesa, vem enxaqueca, fadiga nos neurônios, a gente se percebe burro.
Eleição é batalha de retórica, propaganda e melhor maquiagem.

Há no mundo gente decidida, olhos de tamarutaca, vendo longe e do lado, distinguindo, nos cálculos.
Tem profeta que sabe de previsão quem vai ser o presidente melhor, quem vai fazer a coisa do jeito equacionado.

Mas tem rubro-negro daltônico que não distingue azul de verde,
degringola com tanto nome de doutor e empresário,
se perde no meio da novela e não tem vergonha de pensar que está confuso.

Eu, cá no meu canto, nos meus tutanos de Homer Simpson, vou confundindo o que é de um e o que é de outro e quem ganha ponto pelo sim e quem ganha ponto pelo não.
É muita fórmula:


“menos 58 urubus por uma ridícula Libertadores 2014, mais 11 urubus pelo Carioca, com bônus de 15% por choro vascaíno, mais 100 urubus pela linda CB de 2013, menos 46% de moral pelo vexame na CB de 2014, mais x²+y pelo time de Basquete”, etc.

Contas e mais contas, cifras, noves fora, teoria dos conjuntos, quem é amigo do ex-amigo, quem merece entrar, quem pode voltar sem nunca ter saído, ufa.
Eleger síndico, deputado, sindicalista, Miss Brasil, sempre um nó nas ideias.
Pra presidente, o par Aécio/Dilma já fundiu milhões de lóbulos frontais que buscavam o voto certo.

O pobre eleitor já está caindo pelas tabelas, na estafa, de morte cerebral.
De tanto desafio eleitoral, até vai aprendendo, no esgotamento. Tenta, do fundo do coração, escolher certo.

Orra, é Mengo!

Comente pelo Twitter @MRN_CRF ou direto na fanpage do MRN no Facebook (clique aqui). Sua opinião faz toda diferença!


Gerrinson R. de Andrade escreve no Blog Orra, é Mengo, da Plataforma MRN Blogs. A opinião do autor não reflete necessariamente a opinião do Mundo Rubro Negro.

 

LEIA TAMBÉM DO ORRA, É MENGO!

A rapaziada tá pirando, seo Bandeira

Partido rubro-negro revolucionando a educação

Flamengo, o titã Atlas da bagaça toda

Em busca da confiança perdida

Flamengo e Brasil, o mesmo fogo

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER