Após a eliminação da Primeira Liga em março, o Flamengo começou abril pressionado para se classificar no Carioca, onde começou mal e passou na quarta posição para a fase semifinal, onde foi eliminado pelo Vasco. De ponto positivo, restou a classificação na Copa do Brasil, quando passou com relativa facilidade pelo Confiança.

Os resultados aquém do esperado fazem o clube terminar as competições do 1° semestre em baixa com a torcida, pressionado para que os resultados ruins dos anos anteriores não se repitam. E, ao que tudo indica, a pressão com a qual começarão o Campeonato Brasileiro pode causar muitas mudanças que vão desde contratação de jogadores a barração de alguns titulares muito questionados.

 

Balanço do 1° Semestre

MVP Vasco x Fla semiO time mais escalado por Muricy, levando em conta os minutos jogados, é:

Paulo Victor (1890)– Rodinei (1710), Wallace (1798), Juan (1595), Jorge (1710) – William Arão (1714), Cuéllar (1035), Cirino (1371), Mancuello (769), Emerson (1065)– Guerrero (1605).

Enquanto o lado direito tem os jogadores que mais jogam, no meio e na ponta esquerda há grande variação. Alan Patrick e Mancuello tem praticamente o mesmo tempo de atuação pelo meio, mas Mancuello leva vantagem no tempo total ao também ter atuado aberto na esquerda, onde disputou posição com Gabriel, Éverton e Emerson Sheik.

 

Para analisar os destaques do time nos fundamentos, precisamos relativizar alguns dados. Gols e assistências são itens que você pode colocar em valores absolutos, mas fundamentos que ocorrem com muita frequência nos jogos podem enganar numa comparação absoluta e passam a fazer mais sentido se computados divididos por 90 minutos ou ainda em aproveitamento.

 

Top 3 do Plantel

[table id=22 /]
[table id=23 /]
[table id=24 /]
[table id=25 /]
[table id=26 /]
[table id=27 /]
[table id=28 /]
[table id=29 /]

 

Um dos dados mais chocantes do levantamento, que compreende os 19 jogadores que possuem números expressivos de jogos, é a relação de passes por setor. Confirmando o quanto a posse de bola do Flamengo é improdutiva, a defesa (1° volante + goleiro + linha de zaga) tem 63% dos passes certos trocados pelo time.

Uma comparação interessante é a dos laterais Jorge e Rodinei, que possuem o mesmo tempo de jogo. Enquanto Rodinei é queridinho da torcida, Jorge tem sido duramente criticado por sua atuação nos jogos.

 

Como podem ver, os números de ambos são extremamente semelhantes. Rodinei tem vantagem de apenas 1 em assistências e cruzamentos certos, porém Jorge tem 20 cruzamentos errados a menos, assim como um número um pouco maior de desarmes a seu favor. É certo que Rodinei está mais presente no ataque que Jorge, inclusive deixando seu lado da defesa mais exposto, mas se ainda assim os resultados são semelhantes, isso significa que Jorge é mais eficiente no conjunto, mais equilibrado entre defesa e ataque.

Outro jogador muito perseguido pela torcida do Flamengo é Gabriel, o chamado 12° jogador. E de fato sua alcunha cabe, já que mesmo tendo atuado em 20 partidas, acumula apenas 886 minutos em campo.

 

De todos os jogadores do ataque é o que mais desarma, chegando a quase 2 desarmes por jogo enquanto os demais não alcançam 1. Seu aproveitamento em finalizações é bom, está entre os que mais acerta cruzamentos, não erra tantos passes quanto dizem, ainda contribui muito com o time criando situações de gol. Assim a pergunta que fica é: não estariam perseguindo o rapaz pelas temporadas anteriores, nas quais oscilou por problemas físicos?

 

Já o fundamento que desperta maior curiosidade e assombro é o cruzamento.

Por exemplo, no mês de abril Rodinei acertou apenas 1 cruzamento e errou 19, se compararmos com o rendimento geral a coisa não melhora muito já que o Flamengo tem nas competições apenas 24% de cruzamentos certos. Como um fundamento tão ruim pode ser a principal arma de ataque do time? E mais, se Muricy quer tanto usar os lados do campo, por que não cobra mais de seus jogadores que atuam pelo lado?

O resultado do levantamento é algo que todos deveríamos analisar atentamente, principalmente Muricy, que parece estar adotando estratégias equivocadas de jogo e treinamento. Assim como a torcida deveria ver os jogos de modo mais atento, sem tantos preconceitos com alguns jogadores, antes que acabe queimando jovens que ainda podem ser muito úteis ao clube.

 

[metaslider id=21049]

Clique nas imagens do slide e leia mais

 

Náyra M. Vieira

Blogueira

Escreve no blog Flamengo em Foco, na plataforma MRN Blogs. Escreve sobre Fórmula 1 no site Donas da Bola. Deixe comentários neste post e siga a Náyra em suas redes sociais.