20150713142901

 


Luiz Filipe Machado | Twitter: @luizfilipecm


 

Vamos supor que você seja um jogador de basquete. E saiba que arremessando a bola do meio da quadra você tem 94% de chance de errar. Você dificilmente faria isso. Tentaria chegar mais perto da cesta, passaria a bola para outro, faria qualquer coisa. Mas só arremessaria de lá mesmo se fosse a última opção.

Agora pensaria se um jogador profissional de basquete tentasse isso 36 vezes, acertando apenas duas. Chamaria de burro, mandava treinar, perguntaria porque o técnico não manda ele parar com isso. Faria qualquer coisa, menos acharia isso normal.

Futebol não é basquete. E cruzamento não é arremesso. Mas é um completo absurdo um ponta ter esse aproveitamento em cruzamentos:

EvertonStats

O animal que teve a capacidade de errar 94,4% dos cruzamentos que tentou, foi o Éverton. E isso é no campeonato inteiro. Ele erra num jogo, vai pro próximo, continua tentando E errando. É uma mistura de burrice com falta de qualidade que assusta.

Ou ele treina, ou para com isso. Aliás, porque o burro do técnico não tenta mudar isso? Sim, eu sei que time sem criatividade sempre apela pro chuveirinho. Mas é pior insistir no erro que tentar algo diferente. Manda os pontas gostarem pro meio, manda o time chutar de fora, mas parem com esses cruzamentos!


Não é só o Éverton que tem essa estatística horrorosa, ele é só um exemplo do que o time vem fazendo.

FlaStats

Clique no post e veja as estatísticas no footstats.net

 

Nas 13 rodadas do Brasileirão, o Flamengo só errou menos cruzamentos que a média do Campeonato (14,3) em 3 partidas! O Flamengo erra, em média, 6 cruzamentos a mais que o resto dos times, mas insiste nisso.

Sabem o pior? O Flamengo insistiu nisso com o Cirino de centroavante. Perguntei no Twitter e só lembraram de 3 gols de cabeça do Flamengo, no Brasileirão. Mesmo com 320 cruzamentos. E olha que o Flamengo até acerta (4,1) mais que a média (3,4).

Com o Guerrero o aproveitamento nos cruzamentos certos tende a melhorar. Mesmo assim, o Flamengo precisa mudar o estilo de jogo. Não dá para viver de cruzamento, ainda mais com esses vesgos tentando levantar bolas na área.

Outra coisa que me incomoda absurdamente é a quantidade de escanteios desperdiçados. E não é mérito da zaga adversária. Prestem atenção na quantidade de escanteios batidos na meia lua. Ou pior, aqueles que passam pela área todo e sai alguém correndo pra tentar salvar a lateral.  Não dá mais para continuar com isso.

Não consigo aceitar que um jogador insista em algo que dá errado em 94% das vezes. E acho ainda mais absurdo um técnico não conseguir notar isso.

Nos resta torcer pro Guerrero resolver tudo sozinho.

 

Se quiser chorar com mais estatísticas sofríveis, do Flamengo, vai lá no Footstats.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER