logos10

Gerrinson R. de Andrade | Twitter: @GerriRodrian

 

 

O Senhor Flamengo não pode mais nos por em tanta agonia. Chega de nos pisar no pé, nas bolas, chega de judiação.

Ou logo 40 milhões de rubro-negros terão seu dia de besta-fera.

É 2016 começar no mesmo loser style, ruas serão tomadas por multidão de maníacos, walking dead zumbizão em todos os cantos do país.

É começar no mesmo sem-molejo, na mesma sem-técnica, vai rolar revolução, 11 de setembro, homem-bomba, guilhotina, cada torcedor um satanás vingador, um desesperado.

O flamenguista anda no limiar da loucura e se mantém civilizado por conta mesmo é da altivez e da civilidade. Mas já cospe de lado, já ouve vozes.


2015 nos legou alguns dos piores momentos rubro-negros em todos os tempos. Horas de tortura psicológica, depressão renhida, horas de zona morta e vertigem.

Cada semana um novo e retumbante bullyng de lances horrorosos, síndrome do pânico materializada em campo.

E o torcedor tomado de náusea perde o sendo, alucinando a cada esquisitice futebolística, a cada anomalia, a cada flamenguismo reverso, a cada vez que a camisa mais importante da galáxia foi pano de enfeitar palhaço.

O torcedor, mísero humilhado, vai ganhando sua feição de monstro.

“Ói o frio!” grunhia aquele personagem de Guimarães Rosa, quando tava pra virar bicho, em transe de matar gente. É o flamenguista – nos calafrios e nos olhos envergados, raivoso de respiração curta.

*

*

*

*

*

 

 

Mas é 2016 começar no vermelho e preto, na raça, nas tabelinhas e conformes, que o antídoto correrá nas veias de cada torcedor nauseabundo.

Basta só 2016 ser a antítese de 2015, que toda a imensa mágoa se esvairá.

Orra, é Mengo!

 

Comente pelo Twitter @MRN_CRF ou direto na fanpage do MRN no Facebook (clique aqui). Sua opinião faz toda diferença!


Gerrinson R. de Andrade escreve no Blog Orra, é Mengo, da Plataforma MRN Blogs. A opinião do autor não reflete necessariamente a opinião do Mundo Rubro Negro.

 

LEIA TAMBÉM DO ORRA, É MENGO!

A rapaziada tá pirando, seo Bandeira

As solucões para os problemas do Fla

A fábula do menino que xingava

Em busca da confiança perdida

O torcedor ateu

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER