blog cultura rn

Ontem o time do Flamengo foi desonesto com seu povo. Ele não honrou sua torcida.


Desonesto porque não teve raça, não teve espírito.

Não honrou porque jogou contra um time de terceira divisão, cujo orçamento mensal, como disse seu presidente, é metade do salário do Sheik.

Para piorar, o azulino jogou com um a menos por 85 minutos.

Foi a primeira vez que o Flamengo estreia com derrota na Copa do Brasil.

Durante toda a semana o elenco teve amor. Foi abraçado no aeroporto. Foi idolatrado pelas ruas. A torcida fez vigília ao redor do hotel que abrigou a comissão técnica.

E o que vimos em campo ontem foi mais um vexame, um deboche.

Quantos pais de família apertaram seu orçamento para levarem seus filhos pequenos ao Batistão, como um culto de iniciação ao rubronegrismo?

O time, esse treinador reclamão, esse diretor executivo que nunca fala, precisam de punição.

É futebol, Diogo, não coloque suas frustrações nos pés tortos dos jogadores, podem pensar alguns leitores.

Não se trata disso. Eu quero apenas justiça para o meu povo de Aracaju. Quero apenas a retaliação dessa ignomínia que presenciamos na estreia da Copa do Brasil.

O meu pedido de punição é daqueles corretivos que damos aos nossos filhos. Puni-se com o objetivo da redenção.

Presidente, Conselho Diretor, Vice-Presidentes, enfim… Ou quem manda no clube em última instância.

Peço que vocês corrijam o mal que foi feito nesta derrota infame, que mancha o sacro nome do Clube de Regatas do Flamengo.

Deem uma grande oportunidade desses jogadores se redimirem com a torcida sergipana.

O povo sergipano merece uma nova chance.

O próximo jogo contra o Confiança, mando nosso, deve ser realizado em Aracaju.

Se quiserem ir mais além: quem apresentar o canhoto do ingresso do vexame ganha desconto nas bilheterias.

Que o jogo da volta seja no Batistão.

E que esses jogadores tenham a oportunidade de cuidar da ferida que sangra no coração da Nação Sergipana.

A desassistida torcida do Flamengo no Sergipe não pode tardar em ter nova oportunidade de apontar pro campo e bradar: ISSO AQUI É FLAMENGO!

 

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!