Fala meu povo mais bem vestido do mundo, tô de volta. E voltei pra um bate papo rápido sobre esse ano que nem acabou, mas que não vai deixar saudades.

Esse ano tivemos de tudo um pouco, mas novamente faltou levantar um caneco. Tudo bem, tenho que admitir que houve uma grande melhora no desempenho do time no BR, fizemos nossa melhor pontuação desde o início dos pontos corridos e disputamos o título, mas poderia ter sido melhor.

Mas como até mesmo um relógio quebrado está certo duas vezes ao dia, houveram alguns acertos da diretoria também. E o Diego foi o maior dos acertos, esse tem tudo para virar ídolo por aqui. Outro acerto foi a escolha de Cariacica como casa temporária, ali o time cresceu bastante e pegou ritmo com a torcida. Entre outros acertos, vale destacar também as voltas dos zagueiros Juan e Mozer, dois grandes rubro-negros com muito a acrescentar ao clube.

E agora nesse fim de temporada é o tempo para analisar e aprender com 2016, só pra não correr o risco de jogar mais um ano fora. Começar o Brasileirão com um time já formado é essencial e pra mim esse foi o maior pecado desse ano. Jogamos a partida do primeiro turno contra o Palmeiras com um zagueiro da base inexperiente e um zagueiro que já havia sido dispensado para voltar ao seu clube e foi chamado de volta as pressas. Trágico.

A janela de meio de ano serve para aprimorar o time, não para montar o time.


Espero que também tenha ficado a lição sobre como jogar uma competição internacional. Jogo de Libertadores é prioridade total, não pode encarar como se fosse uma partida do Ferjão. E não tem jogo fácil contra time desconhecido, tá aí o Palestino que não me deixa mentir. Essa é uma besteira que o Flamengo sempre faz, desde os tempos mais remotos.

E ZÉ, PÁRA DE RECUAR A @!$%#* DO TIME!!!

Aquele empate em 3×3 com o foguinho já deveria ter dado o tom da conversa. Não recua o time! Eu sei que o elenco estava carente de peças, ficava difícil mudar o esquema em alguns jogos, mas o ZR vacilou em muitos jogos também. Mexeu mal, ressuscitou a múmia do Sheik e etc…

Bem, 2016 é um ano com muitas lições a serem aprendidas, espero que a diretoria faça o dever de casa certinho. A nossa glória é lutar e 2017 está cheio de oportunidades.

SRN.

 
George Castro é colaborador do Mundo Rubro Negro desde os primeiros dias. Já escreveu matérias no MRN Informação e agora desfila suas opiniões aqui no blog Resenha Rubro-Negra
Siga-o no Twitter: @George_CRF e @RESENHA_MRN

 
Deixe seu comentário!


Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs, portanto o conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. O Mundo Rubro Negro respeita todas as opiniões contrárias. Nossa ideia é sempre promover o fórum sadio de ideias. Email: [email protected].

Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.