A temporada 2017 está apenas começando, mas para um jogador em especial tem sido bastante proveitosa. O lateral-esquerdo Moraes, de 19 anos, vem aparecendo com destaque no time juniores do Flamengo. No jogo deste sábado, Moraes marcou dois dos três golaços do Flamengo na vitória por 3 a 1 sobre Madureira, na Gávea. O fato raro só confirma o bom momento do atleta com a camisa rubro-negra.

– Fui muito feliz nas duas oportunidades que tive. Na primeira eu calculei que o goleiro não conseguiria chegar na bola e chutei do meio campo mesmo. Na segunda eu matei e mandei do jeito que veio, a bola nem tocou no chão. Fico feliz pelos gols. Tive algumas boas atuações na Copinha e até mesmo no Carioca tenho ajudado bastante os meus companheiros com passes para o gol, mas sem dúvidas essa foi a minha melhor atuação pelo Flamengo – disse entusiasmado.

Em 2017 Moraes atuou nos oito jogos em que foi relacionado e soma três gols nessas partidas. Números que já superam os da temporada passada, quando o lateral entrou em campo em sete oportunidades, e começou no banco de reservas uma única vez vez. Foi inscrito na Copa São Paulo de Futebol, mas ficou no Rio como suplente. Com a contusão de Michael, considerado uma das joias da base do Flamengo, foi chamado para integrar o grupo e passou a ter  mais espaço no time. Veja o gol de Moraes na Copinha.

A ascensão no juniores rendeu a Moraes oportunidades no grupo profissional – participou dos treinamento de pré-temporada no Ninho do Urubu -, e na última semana foi relacionado para o duelo contra o América-MG, válido pela Copa da Primeira Liga. Sobre a experiência de ser relacionado para um jogo do time de cima, declarou:

– A experiência foi muito boa. Todo mundo aqui trabalha para ter essa oportunidade. Mesmo não jogando, foi bom estar no meio e aprender com os mais experientes. Aproveitei ao máximo e sempre vou me dedicar para quando receber novas chances corresponder às expectativas.


Juninho, como era chamado no Atlético-GO, seu ex-clube, chegou ao Flamengo em maio de 2016 por empréstimo de dois anos. A transação não teve quantias financeiras envolvidas. O empréstimo do jogador foi feito mediante o indulto de uma dívida de R$ 350 mil do clube goiano com o Mais Querido, proveniente de salários atrasados de atletas.

Moraes em sua passagem pelo Atlético-GO. Foto: Divulgação ACG

Segundo os dirigentes do Atlético à época da concretização negócio, a transferência tinha como objetivo valorizar o jogador, que no Flamengo teria uma visibilidade maior, podendo, inclusive, chegar às seleções de base. O vínculo do jogador com o clube goiano vai até julho de 2020 e não é por acaso. Moraes é visto como uma das boas promessas da base do Dragão nos últimos anos. Porém, antes de chegar no Atlético, teve passagens pelas bases do Goiás e Ovel, além de treinar na escolinha do Flamengo em sua cidade natal, Goianira.

O nome de Moraes trás uma curiosidade em sua origem: Onitlasi Júnior de Moraes Rodrigues. A ideia foi avô paterno que atende pelo nome de Isaltino – que de trás para frente fica Onitlasi – e batizou o pai de Moraes, que deu ao filho o mesmo nome para a tradição da família continuar. Haja criatividade!

O que você pensa sobre isso?


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.