atuaçoes

Paulo Victor: Aquele goleiro de 2014 entrou em campo hoje. Fez milagres, saiu com segurança, orientou a defesa e foi muito importante lá atrás nessa vitória. Nota 8,5

Rodinei: Ainda precisa melhorar. Fez uma partida mediana. Não foi tão efetivo quanto pode ser e sofreu pra acompanhar os jogadores do adversário no seu lado da defesa. NOTA 5,5

Wallace: Após atuações ruins nos amistosos, fez uma grande partida no Mineirão. Agiu como um capitão ao liderar o time nos momentos de sufoco, fez coberturas, antecipações e foi firme na bola aérea. Deu um susto ao cabecear uma bola, ficar tonto e cair no campo. NOTA 7

Juan: Deu indícios de que não aguentaria a pressão do veloz e dinâmico ataque do Atlético, mas com Jorge do seu lado se saiu bem. Roubou bolas, combateu com firmeza na frente da área, subiu bem nos cruzamentos e ajudou muito a garantir o zero no placar do Fla. NOTA 7,5

Jorge: Pode render ainda mais. Fez uma partida boa defensivamente, mas fez falta no ataque. Suas subidas são sempre ótimas ao time. NOTA 6


Márcio Araújo: Segue com seu piano em campo. Impressiona sua resistência e doação em campo, mas sua limitação técnica não ajuda a converter isso em efetividade ao time. Na defesa, roubou bolas e venceu disputas importantes e bola na frente da área. NOTA 6.

Willian Arão: Não fez bom primeiro tempo, principalmente na marcação. Errou passes em regiões perigosas do campo, mas se encontrou no segundo tempo e fez boas transições entre defesa e ataque, além de ajudar muito os laterais na marcação. NOTA 6,5.

Everton: Não é armador, mas com a ausência dos jogadores da posição, teve que assumir esse papel e não foi bem, por não ser sua característica. Mas chegou com perigo na sua característica: velocidade pela lateral. Segue pecando na parte física. Pediu pra sair por cansaço. NOTA 6.

Gabriel: Não fez muito no jogo e jogou mal como todo o time no primeiro tempo. Em um lance que recebeu sozinho pela direita, sem marcação nenhuma, foi pra linha de fundo arriscar o cruzamento e mandou pra muito longe de forma bizarra. Era uma boa chance. NOTA 5.

Sheik: Apesar da linda assistência de peito para o segundo gol do Guerrero, Emerson não fez um bom jogo. Errou tudo no primeiro tempo, segurou muito a bola e nada ajudou na marcação. Quando o Atlético tinha a bola, o camisa 11 simplesmente andava em campo. NOTA 5,5. 

Guerrero: Desencantou! Finalmente o melhor centroavante das Américas marcou um gol com a camisa do Mengão. E não foi só um. No primeiro jogo do ano, contra uma equipe muito forte, o camisa 9 do Flamengo foi decisivo e marcou os dois gols da vitória. No primeiro, deu um passe excepcional para a velocidade Cirino e acompanhou a jogada pra se posicionar e receber o passe pra finalizar pro fundo das redes. Golaço! No segundo gol, Sheik fez a parede e deu lindo passe de peito pra Guerrero avançar sem marcação a sua frente e chutar de fora da área mesmo, no canto, rasteiro. Mais um belíssimo gol. NOTA 8,5. 

Marcelo Cirino: Saiu do banco pra mudar a cara do time. Com muita velocidade pela direita, deu o gás que a equipe precisava pra abrir o placar. Recebeu passe em profundidade e ganhou na corrida do adversário, esperou o momento certo pra tocar na medida pra Guerrero. É titular desse time. NOTA 7.

Chiquinho: Entrou no lugar do cansado Everton pra fazer muitas funções. Ajudar na marcação, cobrir os espaços de Jorge e ainda atacar com sua velocidade. NOTA 6.

Canteros: Pouco tocou na bola. Sem nota.

 

Comente no Twitter (@MRN_CRF) ou na fanpage do MRN no Facebook (clique aqui).
Sua opinião faz toda diferença!


Raony Furtado e Hesley Menezes fazem parte da equipe MRN Informação. Raony Furtado integra a plataforma MRN Blogs com o Blog Urubu Matuto