O Conselho Deliberativo do Flamengo promete pegar fogo hoje (02/8), a partir das 19h30, no Salão Nobre do clube.

A primeira chamada da Reunião Extraordinária comandada pelo Presidente Rodrigo Dunshee de Abranches começa por votar a proposta de emissão de mais 300 títulos de sócios-proprietários. Fontes do MRN afirmam que a fila de espera é grande para a aquisição dos títulos, que hoje poderiam render, se adquiridos todos à vista, cerca de 3 milhões de reais. Anexo à aprovação da emissão está a majoração dos mesmos. Atualmente os preços para se tornar sócio-proprietário do Mais Queridos são:


Valor à vista R$ 10.350,00.

Valor parcelado:
10 parcelas de R$ 1150,00 – Valor total R$ 11.500,00
20 parcelas de R$   575,00 – Valor total R$ 11.500,00


A última vez que o Conselho aprovou a emissão de novos títulos foi em outubro do ano passado, já durante a corrida eleitoral. À época, em uma reunião com muito debate e até alguns momentos de tensão, a diretoria logrou êxito na aprovação da emissão de 200 novos títulos. O dinheiro, cerca de R$ 2Mi foi considerado pelos dirigentes de suma importância para a inevstimentos nas obras dos módulos 16 e 17 da área destinada aos Profissionais no Centro de Treinamento George Helal.

Os novos valores não foram definidos. É desejo antigo de boa parte dos dirigentes o aumento da propriedade. Correções monetárias e melhoras nas instalações são as principais justificativas da diretoria.

Dinheiro para o CT: Flamengo aprova emissão de 200 novos títulos de Sócios-Proprietários

A segunda deliberação do CoDe será a aprovação de uma estrela adicional em todos os uniformes do Flamengo, alusiva à conquista do Mundial de Basquete de 2014.

A proposta é muito controversa e o MRN pode apurar que dificilmente será aprovada. Alexandre Póvoa, VP de Esportes Olímpicos é o idealizador e grande defensor da estrela, que seria um símbolo da multidesportividade do CRF.

Por último, a pauta mais importante para os desígnios políticos do Mengão. O grupo Grandes-Beneméritos propuseram alteração no Estatuto relativa à constituição, funcionamento e atribuições do Conselho de Grandes-Beneméritos, o que implica na alteração do artigo 107 até o 113 do Estatuto Social, com adaptações consequentes para harmonizar o Estatuto à alteração. Assim o CGB viraria mais um órgão consultivo do Conselho Deliberativo, assim como o Conselho de Administração e o Conselho Fiscal quando tem alguma matéria que eles julguem interessante podem emitir pareceres para as decisões do CoDe. Contudo, mesmo no caso da mudança dos artigos aprovada, o CGB não será uma instância superior ao CoDi, como em votação anterior foi contestada (link no final da matéria) e reprovada.

Outro aspecto é a respeito do Patrimônio Histórico do Flamengo. De acordo com o texto apreciado, Os Grande-Beneméritos teriam direito à decisões na área, o que tecnicamente pode ser colocado como uma premissa de decisão.

E, por último, o CGB seria o orgão responsáveis pela emerências do clube. Atualmente é o Conselho Deliberativo a instância de conferência de mérito do Clube. Os beneméritos entendem que possuem mais experiência do que os integrantes do CoDe para decidir quem pode ser Emérito, Benemérito e dos proprios Grandes-Beneméritos. Atualmente o CTB é composto de 30 membros.

Leia mais sobre: Emenda de mudança no estatuto visa alçar Conselho dos Grandes-Beneméritos ao papel que hoje cabe ao Conselho Deliberativo
Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!