Com todas as atenções voltadas a Sul-Americana, o Flamengo desembarcou em Buenos Aires, no início da noite desta segunda-feira (05), onde fará os último preparativos para o primeiro jogo da final. Na chegada, o argentino Mancuello foi um dos mais requisitados pela imprensa. Ídolo no Independiente, o meia não escondeu o carinho que sente pela equipe, mas afirmou que pretende balançar as redes.

– Eu não comemoro, mas quero fazer (gol) – afirmou.

Em sua passagem pelo clube, o argentino esteve em campo em 163 oportunidades pelo do “Rei de Copas” e colecionou boas atuações. Em 2013, mesmo com a queda para a segunda divisão, fez questão de seguir no clube do seu coração para ajudar na retomada até a elite – fator que o fez cair nas graças da torcida. Por lá, ficou até 2015, quando se transferiu para o Flamengo.

– É muito importante saber que vamos jogar contra o time do meu coração, time que toda a minha família torce. Mas minha cabeça hoje está no Flamengo. Lutamos o ano todo e hoje estamos aqui. Todos os times se conhecem, mas posso falar alguma coisa – disse o argentino.

No Mais Querido, Mancuello só voltou a ter oportunidades com Rueda nos últimos jogos. Após um início promissor na temporada passada, o atleta perdeu espaço e chegou a ficar dois meses sem jogar. Contra o Corinthians, na 36° rodada do Campeonato Brasileiro, teve uma de suas melhores atuações em 2017 e conseguiu uma retomada na equipe – sendo até titular no primeiro jogo da semifinal, contra o Junior Barranquilla (COL).

Após 16 anos sem participar de uma final de torneio internacional, o Flamengo medirá forças contra o Independiente para conquistar o inédito título da Sul-Americana. A decisão acontece nos dias 6 e 13 de dezembro. Para o jogo da próxima quarta-feira, todos os ingressos estão esgotados.