A audiência na Justiça nesta quinta-feira não saiu da maneira que os clubes planejavam. O juiz Guilherme Schilling decidiu manter a liminar que impõe torcida única nos clássicos no Rio de Janeiro, contrariando o pleito dos presidentes de Flamengo, Fluminense e Vasco e da Ferj. Com isso, o Fla-Flu que decide a Taça Guanabara está mantido para o Engenhão, a princípio apenas com torcida do Fluminense — que ganhou o sorteio de mando de campo. Flamengo e Fluminense já anunciaram que vão recorrer à segunda instância para cassar a liminar.

Pelo Estatuto do Torcedor, o Fluminense teria que colocar ingressos à venda hoje às 16 horas. A Ferj determinou que o clube deve abrir venda apenas dos setores Norte e Oeste, destinados à torcida tricolor, enquanto os clubes tentam cassar a liminar. O Fluminense, porém, não confirmou que irá iniciar as vendas. Na saída da audiência na Justiça, o vice-presidente tricolor, Cacá Cardoso, disse que o clube discutirá com o Flamengo a possibilidade de adiar a partida. A Ferj diz que não há datas. O diretor de Competições da federação, Marcelo Viana, disse inclusive que o clássico ficará “muito mais perigoso” com só uma torcida permitida, mas que é preciso cumprir o regulamento, o Estatuto do Torcedor e a decisão da Justiça.

Embora não esteja envolvido no clássico deste domingo, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, também esteve na audiência para defender a reversão da liminar. Já a posição do Botafogo, locatário do Engenhão, para onde está marcada a partida, a favor da torcida única do Fluminense, teria sido determinante para a decisão do juiz.

Nem Flamengo nem Fluminense se pronunciaram sobre o que farão caso não consigam cassar a liminar.

O que você pensa sobre isso?



Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.