O pivô JP Batista chegou ao Flamengo nessa temporada para ajudar a repor saídas importantes do elenco campeão de tudo. Seu protagonismo tem sido um dos pontos altos do time e, sem dúvidas, ele pode desequilibrar no Final Four da Liga das Américas. Após o último treinamento antes da viagem para a Venezuela, o Mundo Rubro Negro conversou com o atleta.



(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Qualquer um que pare por alguns minutos para observar as redes sociais dos jogadores do FlaBasquete vai perceber uma sintonia enorme e diferente. Entre vídeos, fotos e zoações, a adaptação dos novos reforços ao time ficou ainda mais fácil. JP explicou o quanto essa relação ajuda no entendimento em quadra: “Acho que é tudo. Todo time quando é montado almeja esse entrosamento. Acho que pelo fato da gente ter um entrosamento tão bom fora de quadra, dentro fica muito mais fácil. Pra mim foi muito fácil encaixar com esse time porque eu já conhecia o pessoal aqui há anos. Acho que essa sintonia que a gente tem dentro e fora de quadra só tem a ajudar“, disse.

Leia mais: O protagonismo de JP Batista na Liga das Américas é o trunfo do Fla para o Bicampeonato


O Orgulho da Nação chega ao Final Four da Liga das Américas 2016 buscando ter o mesmo embalo do NBB 8. O time, que tem como marca, principalmente, o poder de reação, ainda conta com outra arma para conquistar o bicampeonato da competição: “Nossa principal arma é nosso elenco. Temos um elenco de 10 jogadores que qualquer um pode assumir o jogo ou virar um protagonista em determinada partida. Não tem como pensar em parar só um cara no Flamengo. A gente tem um elenco que sai do banco e dá aquela energia extra“.

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

O jogador da Seleção Brasileira avaliou sua passagem pelo Rubro-Negro até agora e ressaltou o valor dos títulos na caminhada: “Acho que tem sido positiva. Estou adorando o papel que o Neto me deu esse ano, é uma honra pra mim poder ter um impacto positivo. O mais importante é isso, ajudar o Flamengo a vencer. A gente está tendo uma temporada excepcional, mas não adianta ter uma temporada sensacional sem ganhar nenhum título. Mas acredito que tem sido positivo“.

LEIA: Superação é a principal arma do FlaBasquete no Final Four

Marcelinho: há 9 anos sendo decisivo com a camisa rubro-negra

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!