Nesta quinta-feira (03), o lateral esquerdo Jorge concedeu entrevista coletiva no Ninho do Urubu, após treino pela manhã com o elenco. Otimista, o jogador falou sobre o trabalho com Muricy, a última partida contra o Resende e deu dicas aos garotos da base, como Ronaldo e Lucas Paquetá, que estão chegando ao profissional agora.

Sobre a última partida do Mais Querido, quando conseguiu voltar a jogar um bom futebol e deu assistência para o quinto gol do jogo, Jorge falou: “Fiquei feliz demais. Nos outros jogos não consegui dar esses passes”. Perguntado sobre o fato de não sair tanto para o ataque quanto no ano passado, o lateral comentou: “O Muricy sempre pede concentração na linha de trás. A bola perdida na lateral é sempre ruim para mim e prejudica nossos zagueiros. Em muitos jogos não pude atacar mais. Tem que ter paciência, ouvir o Juan e o Wallace. Há jogos em que é preciso marcar mais, pois alguns adversários são muito rápidos. Temos que estar sempre ligados”.

“Estaremos sempre preparados. Não posso dizer que já estamos completamente, mas com certeza vamos entrar na semifinal como Flamengo para ganhar o primeiro título do ano”- Jorge sobre o mata-mata nas próximas fases do Campeonato Carioca e Primeira Liga.

Sobre a partida contra o Bangu, neste sábado (5), Jorge ainda não sabe se será poupado ou se vai a campo: “Muricy vai resolver o melhor para todos. Fico feliz se jogar, mas também ficarei se meus companheiros tiverem chance. Apesar de eu, Rodinei e outros sermos jovens, é bom preservar”.

Cria do Flamengo, o lateral esquerdo sabe muito bem como é difícil subir das categorias de base e mostra incentivo aos meninos que estão sendo chamados para o time principal por Muricy Ramalho: “Parece que eu estava ali na base há dois meses. Sei como é. Falei com Ronaldo que quando tiver oportunidade tem de aproveitar. É ruim demais ter a chance e não corresponder”. Lucas Paquetá, um dos últimos inscritos pelo clube no Campeonato Carioca, também recebeu apoio: “Ele evoluiu de uma forma que ninguém acreditava. É de 1997 ainda, tem uma idade boa. Vai evoluir muito”.

“Ficarei feliz demais se for convocado. Estou trabalhando para isso” – disse Jorge sobre ser chamado para a Seleção Olímpica do Rio 2016.