Após emocionante vitória do Flamengo sobre o Cruzeiro por 2 a 1 numa virada espetacular, os atletas rubro-negro comentaram sobre a partida. Alan Patrick, que deu as assistências para os dois gols, declarou que os jogadores se cobraram muito após o gol de empate: “Quando conseguimos o empate, para muitos estava de bom tamanho. Mas nos cobramos, sabíamos que podíamos conquistar a vitória. No final ficou um pouco aberto, mas Papai do Céu nos abençoou e no final conseguimos o segundo gol“, disse.

O lateral direito Pará, que tem sido um dos destaques positivos da equipe atualmente, confessou que está feliz por estar demonstrando seu trabalho da melhor maneira: “Cheguei pra substituir um dos maiores ídolos do Flamengo, que era o Léo Moura. Era muita pressão, mas sei do meu potencial, sei que posso ajudar o Flamengo. Trabalhando, com muita humildade, o resultado está aparecendo. Em relação a suspensão, ninguém gosta de ficar de fora, mas tenho certeza que diante o São Paulo lá, o Rodinei vai da conta do recado.” afirmou.

Guerrero, autor do primeiro gol, disse que estava tentando marcar o seu no primeiro tempo, porém a bola não entrava, mas que graças a Deus entrou, ele conseguiu o empate e o Flamengo conseguiu virar logo após, o que em sua opinião é o mais importante.

 Já o camisa 35, falou sobre a Copa Sul-Americana, e afirmou que a próxima partida será muito difícil, apesar do Fla ter vencido o jogo de ida por 1 a 0:

“Não sabemos quem vai jogar, mas é momento de focar no jogo da Sul-Americana. Estamos preparados pra isso. Ter um grupo como esse facilita muito, jogadores que têm condição de substituir o titular e manter o mesmo nível,” explicou Diego.

O próximo confronto da equipe rubro-negra é pela Copa Sul-Americana, jogo de volta contra o Palestino, na próxima quarta (28) às 21h45 no Kléber Andrade, em Cariacica.
&nbsp
Créditos da imagem destacada: Gilvan de Souza/Flamengo