Foto: Gilvan de Souza

Foto: Gilvan de Souza

Pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, Flamengo empatou com a Chapecoense no Raulino, pelo placar de 2×2. Na coletiva após a partida, Jayme de Almeida, técnico interino do Fla, falou sobre a arbitragem duvidosa e insegurança da equipe: “Hoje a arbitragem interferiu com certeza no resultado da partida. Eu já disse mas vou repetir, do jeito que a coisa foi hoje, nós demos muita sorte. Não digo que ele roubou, mas foi muito mal no jogo, foi decisivo. (…) Nesse momento do Flamengo os nervos estão a flor da pele, a insegurança acontece. No início do jogo parecia que a coisa ia andar, mas aí veio o pênalti, a expulsão, aí realmente ficou difícil”.

Jayme lamentou a saída de Juan com fortes dores na coxa esquerda, aos 10 minutos do primeiro tempo. O zagueiro comentou sobre a arbitragem do jogo: “Temos que comemorar, infelizmente. Nem vou criticar a arbitragem, mas mudou a história do jogo. Tomamos um gol ilegal. Justamente pelo fato de eu não chegar na bola, senti a perna. Não tive nem força para chegar na bola”.

No final do jogo, Emerson Sheik opinou sobre o desenvolvimento do Flamengo: “É difícil. O time não encaixa, a torcida pega no pé com razão porque o time no primeiro semestre não foi bem. Mas vale a dedicação dos atletas, da comissão técnica e, principalmente, da diretoria, que é criticada, mas se faz presente”.

Outro ponto importante na partida foi a oportunidade dada a Rafael Dumas, que entrou em campo substituindo Juan. Nesta ocasião, a dupla de zaga do Fla possuía menos de 5 jogos atuando pela equipe profissional.

O próximo confronto do Mengo é no próximo domingo (29) contra a Ponte Preta, às 11h, em Campinas.