Chegou ao fim a invencibilidade de seis jogos do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Em um jogo que poderia lhe valer a liderança da competição, o Rubro-Negro teve uma atuação bem abaixo do esperado e foi derrotado pelo Sport  por 1 a 0 neste sábado, na Arena Pernambuco.

O revés para o time pernambucano pode custar ao Mais Querido a posição dentro do G4, já que Santos e Grêmio que estão abaixo do Fla na tabela, ainda jogam na rodada. Além da derrota, o Flamengo terá que administrar a perda de dois importantes jogadores para o duelo contra o Grêmio. Guerrero e William Arão receberam o terceiro cartão amarelo e estão fora do confronto direto que acontecerá no estádio Mané Garrincha, dia 21 de agosto, às 11h.

O JOGO

Zé Ricardo confirmou o time titular com uma mudança em relação a vitória por 1 a 0 sobre Atlético-PR na rodada anterior. Questionado sobre a pouca produtividade nos últimos jogos, Fernandinho deu lugar a Marcelo Cirino, o que não mudou o esquema do jogo.

Referência do time pernambucano, Diego Souza sentiu dores logo nos primeiros minutos da partida. Enquanto o meia tentava contra a lesão, o Sport foi ao ataque e quase abriu o placar com Rodney Wallace. O jogador ganhou a dividida com Cirino, passou com liberdade entre Arão e Márcio Araújo, arriscou o chute forte de longe obrigando Muralha a fazer uma grande defesa.

Diego Souza não suportou as dores musculares e foi substituído aos 6′, Edmílson entrou em seu lugar. A equipe treinada por Oswaldo de Oliveira não sentiu a saída do seu principal jogador e continuou pressionando o Fla que errava muitos passes no meio campo.


Aos 24′, William Arão, pressionando, mandou uma bola para trás. O Sport recuperou e Rogério fez uma lindíssima jogada passando com facilidade por Rever e Márcio Araújo, o atacante rolou para o meio e Edmílson só teve o trabalho de empurrar para a rede. Sport 1×0.

Com uma atuação bem abaixo, o Flamengo não conseguia segurar a bola, com  isso, o  time pernambucano se aproveitava das falhas do Mais Querido e teve aos 36′ a oportunidade de ampliar o marcador. Everton Felipe invadiu a área e chutou cruzado. A bola passou raspando a trave direita de Muralha. O Flamengo respondeu aos 38′ com Mancuello. A bola chutada de longe pelo argentino passou perto do travessão de Magrão.

O Flamengo mexeu na equipe durante o intervalo. Allan Patrick entrou no lugar de Márcio Araújo. A mudança não teve o efeito que Zé Ricardo pretendia. A falta de criatividade era visível e o Sport controlava as ações da partida sem muito com o que se preocupar. Na tentativa de energizar a equipe, Chiquinho foi sacado para a entrada de Adryan, deslocando Everton para a lateral-esquerda.

Percebendo a dificuldade do Flamengo em criar, o Sport ficou esperando um erro de passe para contra-atacar e ampliar a vantagem e isso quase aconteceu aos 21′ quando Allan Patrick foi desarmado no meio por Gabriel Xaxier. No prosseguimento da jogada Rogério recebeu a bola na esquerda, fez o cruzamento para Edmílson que frente a frente com Muralha permitiu a defesa do arqueiro do Mengão.

A última cartada de Zé Ricardo foi a entrada de Leandro Damião na vaga do apagado Cirino. Com a entrada do centroavante, o Rubro-Negro passou a apostar nas bolas alçadas na área. Nada que levasse muito perigo ao experiente goleiro Magrão que foi um mero expectador na etapa complementar.

A rodada que se apresentava favorável ao Flamengo já que haverá dois confrontos diretos na busca pela liderança (Grêmio x Corinthians e Santos x Atlético-MG), pode terminar com a perda da quarta colocação da tabela.

FICHA TÉCNICA

Sport 1xo Flamengo – 20ª rodada do Campeonato Brasileiro 

Data: 13 de agosto de 2016

Local: Arena Pernambuco – São Lourenço da Mata – PE

FLAMENGO: Alex Muralha; Pará, Réver, Vaz e Chiquinho (Adryan); Arão, Márcio Araújo (Allan Patrick), Mancuello e Everton; Cirino (Leandro Damião) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney; Rithely, Paulo Roberto, Diego Souza (Edmilson) e Gabriel Xavier (Rodrigo Mancha); Rogério e Everton Felipe (Apodi). Técnico: Oswaldo de Oliveira

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum

Cartões amarelos: Everton, William Arão e Guerrero; Rodney Wallace  e Ronaldo Alves

Público: 25.019

Renda: R$ 802.750,00

Crédito imagem destacada: Divulgação | Flamengo