Com uma derrota para o Fortaleza pela Copa do Brasil nas costas, o Flamengo retornou a campo depois de 10 dias sem uma partida oficial. Pela estreia do Campeonato Brasileiro 2016, a equipe rubro-negra garantiu os primeiros três pontos no campeonato e completou uma sequência de 8 jogos sem derrota para o Sport, que passou a ser o novo recorde de partidas invictas do confronto entre os clubes.

Na escalação da equipe duas alterações: após saída de Wallace, (Wallace não veste mais a camisa do Flamengo e será emprestado) Léo Duarte ganhou vaga entre os titulares e formou a zaga inicial com Juan. No ataque, Emerson Sheik retornou à equipe após se recuperar de lesão.

 

PRIMEIRO TEMPO

As mudanças na equipe parecem ter surtido efeito e o Flamengo conseguiu abrir o placar antes da partida completar 5 minutos. Após jogada de Rodinei, Willian Arão ficou com a bola e conseguiu cruzar para área. Bem posicionado, Éverton conseguiu empurrar a bola, que morreu nas redes adversárias fazendo 1×0 no placar do Raulino de Oliveira e conquistando a marca de primeiro gol marcado no Brasileirão 2016.

O Sport tentava chegar mas a marcação do Flamengo funcionava bem e evitava a chegada com perigo da equipe adversária. Diego Souza, principal nome da equipe do Sport, encontrou dificuldade para armar as jogadas, devido à boa marcação feita por Juan em cima do jogador. Em oportunidade de bola parada, aos 16 minutos, Paulo Victor fez a defesa com tranquilidade e evitou que o Sport empatasse a partida.

A equipe visitante continuou se movimentando mais para chegar ao ataque e apenas aos 45 minutos o Flamengo conseguiu uma chegada com perigo. Mancuello fez um lindo lançamento para Éverton, mas o camisa 22 acabou se atrapalhando no domínio de bola e perdeu o equilíbrio na hora de concluir a jogada, desperdiçando a chance de ampliar o placar no Raulino, que terminou o primeiro tempo com 1×0 de vantagem para o Flamengo.

SEGUNDO TEMPO

Assim que a segunda etapa começou, um lance crucial acabou definindo o rumo da partida em Volta Redonda. Após falta dura, Rithely foi expulso direto e deixou o Flamengo na vantagem numérica dentro de campo. Logo depois da expulsão, a equipe carioca teve uma boa oportunidade com Mancuello, mas o meia acabou pegando mal na bola e chutando muito acima da meta de Magrão.

Tentando se aproveitar da vantagem numérica na partida, o Flamengo tentava ampliar o placar no Raulino para definir o resultado do jogo. No entanto, as falhas nas finalizações não permitiam que o rubro-negro carioca chegasse ao segundo gol em Volta Redonda. Com um a menos em campo, o técnico Oswaldo de Oliveira recuou a equipe e passou a investir nos contra-ataques, para tentar o empate no jogo.

Com o Sport tentando chegar nos contra-ataques e o Flamengo com dificuldade de finalizar, o jogo no segundo tempo acabou ficando truncado e sem grandes chances de perigo para os dois lados. A torcida no Raulino demonstrou impaciência com a equipe e algumas vaias puderam ser ouvidas em torno de 30 minutos de jogo. A primeira grande chance do rubro-negro carioca aconteceu apenas aos 32 minutos de jogo, quando Ederson conseguiu achar um bom chute em direção ao gol do Sport e Magrão fez bela defesa para evitar o segundo gol do Flamengo na partida.

Os minutos finais da partida foram do goleiro Magrão, que evitou que o Flamengo ampliasse o placar em mais de uma oportunidade. Em bom chute de Alan Patrick, o goleiro do Sport fez boa defesa e evitou o gol do rubro-negro carioca. Na sequência, foi Marcelo Cirino que teve chance de ampliar o placar, mas o atacante do Flamengo concluiu sem força para o gol e facilitou a defesa de Magrão, mantendo o placar de 1×0 e a vitória simples do Flamengo no Raulino de Oliveira.

 

BOA ESTREIA DE LÉO DUARTE

Após ser campeão da copinha com a base do Flamengo, o zagueiro Léo Duarte ganhou lugar na equipe titular do Flamengo no lugar de Wallace, que não joga mais pelo clube. Sobre o novo desafio, o zagueiro acredita que fez boa partida e agradeceu ao Juan, pela ajuda em campo:

Tweet Léo Duarte

 

JOGO DECISIVO NO MEIO DE SEMANA

Antes de voltar a campo pelo Brasileirão, o Flamengo tem uma partida decisiva no meio de semana. O jogo de volta da Copa do Brasil contra o Fortaleza definirá o clube classificado para a próxima fase da competição. Como saiu derrotado no jogo de ida, no Castelão, o Flamengo precisará vencer o Fortaleza em casa para se classificar.

Como marcou um gol fora de casa, à equipe rubro-negra basta uma vitória simples para avançar. Já o Fortaleza tem a vantagem do empate no jogo para continuar na competição. Em caso de um novo 2×1, dessa vez a favor do Flamengo, a vaga para a terceira fase da Copa do Brasil será disputada nos pênaltis.

 

Flamengo x Sport

Data: 14/05/2016

Horário: 16h

Local: Estádio Raulino de Oliveira

Flamengo: Paulo Victor; Rodinei, Léo Duarte, Juan e Jorge; Willian Arão, Cuéllar e Mancuello (Alan Patrick); Emerson (Marcelo Cirino), Guerrero (Ederson) e Éverton. Técnico: Muricy Ramalho

Sport: Magrão; Samuel Xavier, Oswaldo Henríquez, Durval e Renê; Rithely, Gabriel Xavier, Mark González (Serginho), Diego Souza e Lenis (Túlio de Melo); Vinícius Araújo (Neto Moura). Técnico: Oswaldo de Oliveira

Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza

Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Cartões: Amarelo – Flamengo: Emerson Sheik e Guerrero / Sport: Serginho
Vermelho – Sport: Rithely

Público: 7.863 pagantes / 9.382 presentes

Renda: R$136.920