Com os dois gols marcados por Lucas Paquetá neste início de temporada, a geração campeã da Copa São Paulo de 2016 já tem mais gols no time profissional do Flamengo do que os jogadores que venceram a principal competição da base em 2011, mesmo com muito menos tempo e jogos pela equipe de cima.

Paquetá (2 gols), Matheus Sávio (4) e Felipe Vizeu (8) têm, juntos, 14 gols pelo Flamengo em apenas 45 partidas disputadas. Se somados os jogos de Ronaldo, Leo Duarte e Cafu, que ainda não marcaram, a geração Copinha 2016 entrou em campo 66 vezes pelo Flamengo até agora (sem contar o goleiro Thiago, que não marca gols, e por isso foi excluído desta conta).

A geração campeã da Copinha 2011 tamnbém só tem três jogadores que marcaram pelo Flamengo. Negueba (6 vezes), Rafinha (3) e Adryan (3) são os jogadores que marcaram um total de 12 gols, mesmo com muito mais jogos do que o trio Paquetá-Sávio-Vizeu: 191 partidas somadas. Adicionando à conta os 150 jogos disputados pelos jogadores daquela geração que passaram em branco (Marllon, Frauches, Lorran, Muralha, Thomás e Lucas), os campeões de 2011 fizeram 341 partidas pelo time principal (também sem incluir na conta o goleiro César).

O técnico Zé Ricardo e os dirigentes do Flamengo vêm reiterando que pretendem aproveitar mais a base do Flamengo, embora insistam que as oportunidades não serão dadas de presente e terão que ser conseguidas no treino. Sete campeões da última Copinha fazem parte do atual elenco profissional e seis deles foram inscritos na Libertadores – só Cafu ficou de fora. Já Adryan e César ainda representam a geração de 2011.

 
 
O que você pensa sobre isso?



Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN

Outras formas de ajudar este projeto:
– Nosso site faz parte do plano de afiliados do Nação, o programa de sócio-torcedor do Flamengo. Se você clicar em bit.ly/STdoMRN e aderir ao programa, ou até mesmo renovar seu atual plano, o Mundo Rubro Negro ganha 50% da sua primeira mensalidade.