Everton MRN


Bruno Vasconcellos || Twitter @BruNoCellos_CRF 

Embora para os pernambucanos o clima da partida fosse de uma final, o jogo foi válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após 30 jogos de invencibilidade como mandante, o Flamengo derrotou a equipe de Recife e subiu quatro posições na tabela de classificação. O  Mais Querido teve uma boa atuação principalmente na primeira etapa, quando saiu na frente e ficou com um jogador a mais.

Com a vitória, o Fla chegou a 9a colocação com 29 pontos. A diferença para a zona da degola aumentou, enquanto a para o G4 diminuiu. Apenas cinco pontos separam o Mais Querido do sonho de disputar a Libertadores em 2016.

Gol no Início, expulsão e marcação perfeita

O jogo do returno entre as duas equipes começou na saída de campo dos jogadores, após o apito final do árbitro, no empate por 2 a 2, no Maracanã, ainda no primeiro turno. Diego Souza, que na oportunidade terminara a partida na meta do seu time, saiu reclamando da arbitragem e do próprio Flamengo, que segundo o jogador não teve fair play. A frase “Eles vão ter que jogar lá!” marcou o confronto e criou uma enorme expectativa para o jogo de hoje.

As duas equipes se mostraram dispostas ao ataque desde o início do duelo. Antes do gol marcado aos quatro minutos de jogo, ambos os times haviam criado situações de perigo. Dois impedimentos foram assinalados, um para cada lado. Numa jogada que tinha tudo para dar errado, saiu o único gol da partida. Canteros fez uma boa virada de bola para o Pará. O camisa 21 chegou a linha de fundo e numa enorme tranquilidade cruzou na medida para Éverton fazer o gol da vitória do Mengão.

Apesar do gol marcado, o Fla continuou pressionando. O Sport chegou perto de abrir o marcador. Wendel de fora da área obrigou Paulo Victor a fazer uma grande defesa, e num escanteio cobrado por Diego Souza, Matheus Ferraz subiu de cabeça e mandou no travessão. Aos 23 minutos, uma jogada desleal deu outro contorno a partida. O lateral Samuel Xavier levantou a sola do pé na altura do joelho do Allan Patrick. Cartão vermelho direto. O lance não gerou dúvidas para ninguém, exceto jogadores do Sport que reclamaram com arbitragem e em todos os lances seguintes tentavam ganhar no grito. O destemperado Diego Souza recebeu cartão amarelo pelos seus questionamentos nada moderados. O técnico Eduardo Baptista tentou consertar seu time taticamente colocando Ferrugem no lugar de Marlone. A alteração não surtiu efeito e o Flamengo esteve mais perto de conseguir o segundo gol – quase o fez com Kayke, mas Durval se recuperou na jogada e salvou de carrinho- do que o Sport de empatar.

Criador de polêmicas nato, Diego Souza tentou responsabilizar o árbitro pela atitude descabida de seu companheiro de equipe:

“Tenho que ficar calado. O Sheik falou uma verdade esses dias na questão da arbitragem. Ele consegue complicar um jogo desse. Imprudência acontece no futebol. Ele falou “meu critério é esse.” Mas não tem critério, é com pressãou ou sem pressão. E quando tem pressão ele faz essa cagada.”

O meio campista falastrão não voltou para etapa complementar, assim como o Brocador. Os jogadores foram substituídos por Elder e André respectivamente. Mesmo com morosidade, era o time da Gávea quem chegava com mais perigo. A proposta flamenguista era administrar o resultado e tentar matar o rival num contra-ataque. As oportunidades surgiram com Kayke, Emerson, César Martins, Allan Patrick e Paulinho, sem contundência, todos desperdiçaram. Por outro lado, Paulo Victor foi um espectador ilustre da partida na segunda etapa.  Marcelo Cirino entrou no lugar de Kayke, Paulinho substituiu Skeik e já no final Luiz Antônio entrou na vaga deEverton.

Sem Guerrero e Ederson lesionados, Pará suspenso e Jorge a serviço da seleção, o Flamengo continua na região Nordeste. O Rubro-Negro encara na próxima quarta-feira, às 21h, o Avaí, na Arena das Dunas (Natal-RN).

 

FICHA TÉCNICA

SPORT 0x1 FLAMENGO

Local: Arena Pernambuco (PE)
Data: 30 de agosto de 2015
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Carlos Berkenbrock (SC)
Renda e público: R$ 1.149.020,00 – 34.939 Presentes
Cartões Amarelos: Canteros, Cesar Martins, Pará, Emerson Sheik e Kayke (FLA); Diego Souza (SPO)
Cartão Vermelho: Samuel Xavier (SPO)

GOL: Everton – 5’/1ºT (0-1)

SPORT: Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Wendel, Rithely, Marlone, Diego Souza (Élber) e Maikon Leite; Hernane Brocador (André) – Técnico: Eduardo Baptista

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Héctor Canteros, Alan Patrick e Everton (Luiz Antônio); Emerson Sheik (Paulinho) e Kayke (Marcelo Cirino) – Técnico: Oswaldo de Oliveira

 

NOTÍCIA DO DIA → JOGADOR NORTE-AMERICANO CHEGA PARA A VAGA DE BENITE


Leia mais sobre Sport 0 x 1 Flamengo: CÉSAR EXPLICA ATUAÇÃO E OSWALDO ENALTECE A VITÓRIA


 

Lulucast 2.0 com Cissa Morena, Dani Souto, Bruna Lugatti e Nivinha

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER