ninho20150707090944

 

Tabelinha Ninho da Nação-Overlapping. Boa leitura!

Um dos pontos negativos da gestão do futebol neste triênio foi sem dúvida a preparação física dos jogadores. Motivo de mea culpa da gestão atual do clube. Por que Guerrero que chegou voando e agora não tem o mesmo rendimento? Éderson? Émerson? Por que foi um ano com tantos problemas físicos e recuperações mal sucedidas?

Pois bem, um dos pilares do plano de Eduardo Bandeira de Mello para o futebol na próxima gestão, se reeleito, é melhorar a infraestrutura e processos. Mas de que forma se daria isso? Através da EXOS. Trata-se da empresa que é líder mundial em treinamento integrado de alta performance, nutrição e fisioterapia para atletas de elite e que trabalha com a seleção da Alemanha, EUA, franquias da NBA, MLS, NFL e Comitê Olímpico da China.

A EXOS trabalha sob 4 pilares: Mentalidade, Nutrição, Treino Físico e Recuperação, com a filosofia baseada na compreensão de que é necessário ter um comportamento compatível com a profissão 24 horas por dia, sete dias por semana.

O departamento de futebol do Flamengo passou pela consultoria da empresa norte-americana. Todos os setores. A empresa normalmente leva em suas consultorias recomendações como a capacitação da comissão técnica, além de treinos individualizados baseados em avaliações funcionais, estabelecimentos de protocolos padronizados, o desenvolvimento de programa de redução de contusões e uma melhor comunicação entre as áreas.

Toda essa estruturação do CT e compra de equipamentos passará pelo suporte da EXOS. Seedorf, por exemplo, nos tempos de Botafogo, indicou o NormaTec, um aparelho criado nos EUA. É como se fosse um saco de dormir que infla. E nele tem um software com programas para joelho, tornozelo, adutor e posterior da coxa. A EXOS trabalha com esse tipo de aparelho há tempos e ninguém tinha aqui no Brasil.

Além da parte física, outra mudança que pretendem implantar é a da mentalidade. Os atletas serão reeducados. Suas esposas também serão auxiliadas para ajudar na correta preparação dos alimentos. E não é só: a ação técnica dos jogadores, ou seja, a forma de bater na bola, vai ser analisada e corrigida. O objetivo é não só melhorar o resultado, mas proteger o corpo dos atletas.

Evidente que será uma verdadeira revolução cultural, de muita disciplina entre jogadores, profissionais e diretorias. Como também é fato que apenas isso não dará resultado de imediato, mas no que adianta contratar um grande jogador, se depois de cinco partidas ele não consegue mais render, por falhas na preparação física ou por erros em sua recuperação? Ou um treinador de ponta se o clube não oferece um elenco bem preparado fisicamente?

Para uma mudança cultural, isso mesmo, cultural do clube é fundamental esta reformulação completa. O investimento em estrutura deve ser pesado e o clube promete a conclusão do CT profissional do futebol, além da compra de maquinário necessário para a implementação do trabalho integrado que a Exos propõe. A preparação deve ser integrada entre os setores. Médico, preparação (física e mental), fisiologia, alimentação, recuperação, tudo de forma integrada.

A evolução viria de resultados baseados em processos e trabalho bem executado por profissionais de ponta, além da contratação de funcionários, treinamento dos que estão lá, ordenação do departamento, cobrança de metas objetivas, avaliação de desempenho, construção de um centro de preparação e recuperação, compra ou parceria para maquinário de alta tecnologia, recuperação e alimentação, excelência do Centro de inteligência de mercado. Excelência!

Não há fórmula mágica, não é isso o que se propõe. Há um estudo, um projeto consistente a ser executado para que o Flamengo chegue perto da excelência, seja de excelência. Não dá pra garantir que o clube vencerá tudo a partir do ano que vem, mas disputar para vencer, ser menos instável. É algo grandioso, minucioso, assustador, porém esperançoso. É mais uma ferramenta necessária e que deveria estar há tempos implantada na Gávea. Que seja o começo de uma nova fase Rubro Negra.

VEJA O VÍDEO “EXOS – CIÊNCIA DO ESPORTE”

 


André Amaral e Luiz Filho escrevem nos Blogs Ninho da Nação e Overlaping, da plataforma MRN Blogs. Também publicam nos blogs Ninho da Nação e Buteco do Flamengo. Twitter: @Ninhodanacao e @Lavfilho