mrn inf

Mariana Sá (Twitter: @imastargirl) e Luiza Ribeiro (Twitter: @luizasaribeiro)

 

Pré-temporada: apresentações, testes e primeiro título

Depois de um 2014 de altos e baixos, o Flamengo começou 2015 com esperança de um ano diferente. Jogadores foram contratados, outros dispensados e a intensão era dar mais consistência e continuidade ao projeto de Vanderlei Luxemburgo. A política de corte de gastos desnecessários foi dando mais reconhecimento a diretoria e a expectativa era e ainda é grande.

A pré-temporada começou com um amistoso contra o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, em Brasília. O objetivo principal era testar as novas possibilidades e começar a procurar o time ideal para o estadual. Como já era previsto, o jogo não empolgou muito graças a falta de ritmo, mas aos poucos os reforços foram dando as caras.

super seriesO que realmente agitou o início de ano foi o Torneio Super Séries, onde Flamengo, Vasco e São Paulo disputaram o que seria o nosso primeiro título. A primeira partida contra o time de São Januário, nove meses depois de uma final polêmica de Carioca, teve clima de decisão. O Flamengo foi melhor, Vanderlei fez mais testes e o rubro-negro saiu com a vitória por 1×0.

A última partida do triangular foi contra o São Paulo e foi decidida no cansaço da equipe paulista. O Mais Querido foi superior no segundo tempo e conseguiu marcar o único gol do jogo em uma cabeçada de Samir. Mesmo sem apresentações exemplares, os torcedores ficaram animados para o resto do ano.

Carioca: brigas, polêmicas e dúvidas.


cariocaoAo contrário do que normalmente acontece, o extracampo era mais importante e interessante do que o que acontecia dentro das quatro linhas. As brigas com a FERJ e com Eurico Miranda esquentaram os bastidores do futebol carioca, muitas discussões, notas oficiais e o clima de hostilidade crescia cada vez mais até entre os dirigentes. A saída de BAP também movimentou o Flamengo e para completar havia a indecisão sobre o futuro de Leonardo Moura.

Com o início do Cariocão conturbado, a estreia do rubro-negro, como já era de se esperar, teve de tudo. A polêmica começou antes mesmo da bola rolar, quando uma torcida organizada do Flamengo invadiu o vestiário do time adversário. Ricardo Berna, goleiro do Macaé, apareceu com um corte e soltou acusações para todos os lados. Com o clima tenso, a partida foi difícil e acabou empatada (1×1). O curioso foi que quem terminou no gol foi Alecsandro, já que Paulo Victor sofreu uma grave lesão e teve que deixar o campo.

Empate quente dentro e fora de campo

Empate quente dentro e fora de campo

Esse foi só o começo. A parte 2 da retrospectiva conta como foi o desempenho do Flamengo na Taça Guanabara.

Links Importantes
http://www.mundorubronegro.com/a-formula-da-estupidez/
http://www.mundorubronegro.com/guerra-declarada/
http://www.mundorubronegro.com/lutando-contra-a-decadncia-do-futebol-carioca/
http://www.mundorubronegro.com/intempestiva-saida-de-bap/