2015 está chegando ao fim e na onda das retrospectivas, o Mundo Rubro Negro lembra como foi a temporada da equipe juniores do Flamengo

 

2015 começa: Copinha!

A temporada começou com a tradicional Copa São Paulo de Futebol Júnior. O time rubro-negro caiu no grupo Q, ao lado do Sampaio Corrêa (MA), Vilhena (RO) e do time anfitrião, o Osasco (SP), e teve como sede o estádio Prefeito José Liberatti, em Osasco. Os jogos da primeira fase deixaram uma boa impressão do time comandado pelo técnico José Ricardo.  O Fla derrotou o Sampaio Corrêa por 4 a 1, o Vilhena por 5 a 0 e o Osasco por 1 a 0. Na segunda fase, vitória de 3 a 0 em cima do Taboão da Serra.

Douglas Baggio comanda vitória rubro-negra na Copinha. Foto: Reprodução

Douglas Baggio comanda vitória rubro-negra na Copinha. Foto: Reprodução

Porém, a vida do Fla na Copinha durou pouco. Nas oitavas de final, o Mais Querido enfrentou o Atlético-MG. Após um empate sem gols, as duas equipes enfrentaram uma intensa e dramática disputa de pênaltis. O time mineiro levou a melhor por 10 a 9 . A eliminação foi considerada injusta, pela forma como ocorreu. Durante os noventa minutos o Flamengo foi melhor, mas não conseguiu marcar o gol. Paciência! Não havia muito tempo para lamentações. Poucos dias depois o Fla estrearia pelo Campeonato Carioca. O lateral Jorge, o volante Jajá e o atacante Douglas Baggio saíram com moral da Copinha.

 

Estadual

A missão rubro-negra no certame estadual também era nobre, acabar com um jejum de oito anos.  E o jejum foi quebrado de forma incontestável. O rubro-negro chegou à final dos dois turnos. Em ambos derrotou o Botafogo, conquistando assim o Campeonato Carioca 2015, sem a necessidade de uma final.

Flamengo atropela Botafogo na final da Taça Rio e conquista Estadual Sub20

 

A competição mais importante do calendário

Simultaneamente com a reta final do Estadual, o Fla disputava o Campeonato Brasileiro, em sua primeira edição organizada pela CBF. Na fase inicial o Mengão se classificou com a segunda melhor campanha do seu grupo. O rubro-negro carioca só não foi melhor do que outro rubro-negro, o Vitória, mas deixou para trás adversários como Grêmio, Coritiba e Corinthians. Na segunda fase uma nova disputa em grupo. Se classificaria para final quem obtivesse o maior número de pontos. Duas derrotas para o Fluminense impediram que o Fla fosse adiante.

Fla bate o Avaí na Ressacada. Foto: Alceu Atherino/Avaí FC)

Fla bate o Avaí na Ressacada. Foto: Alceu Atherino/Avaí FC)

 

Copa do Brasil

Na Copa do Brasil uma estreia sem problemas contra o Avaí. A vitória por 3 a 1 na Ressacada foi suficiente para garantir a passagem para segunda fase. O Rubro-negro fez 2 a 0 em cima do Cruzeiro na primeira partida, disputada na Cidade do Aço. Já em Belo Horizonte, a equipe mineira chegou abrir 3 a 0 no placar, porém o Flamengo, conseguiu com Lucas Paquetá cobrando pênalti, fazer o gol que lhe garantiu a vaga nas quartas de final. Jogando em Volta Redonda contra o Joinville, o Fla apenas empatou em 2 a 2. Em Santa Catarina, o Fla até saiu na frente com Léo Duarte, mas o JEC empatou e segurou o resultado, eliminando os juniores do Mengão.


 

OPG

Enquanto ainda lutava pelo título da Copa do Brasil, o time sub-20 do Flamengo disputava o Torneio Octávio Pinto Guimarães (OPG). Para essa competição, o auxiliar técnico Waltinho, designado para comandar o time pelo treinador José Ricardo, escalou equipes alternativas com uma mescla dos reservas (na Copa do Brasil) e jogadores da categoria sub-17.

Na primeira fase, o Fla caiu no Grupo C com Portuguesa, contra quem empatou e perdeu; Ceres (empate e vitória); Nova Iguaçu (vitória e derrota) e Americano (empate e goleada por 7×0). Nesta fase, os dois primeiros times se classificavam para a fase seguinte, a qual o Flamengo se classificou em segundo lugar, com 12 pontos. Jarles, recém contratado foi o destaque dessa etapa, acumulando 5 gols.

Para a fase seguinte, foram divididos dois grupos com quatro times. Apenas os primeiros de cada passavam e se enfrentariam em uma final. O Urubu-Rei dessa vez caiu em um grupo com a Portuguesa novamente, com o Tigres Brasil e com o Botafogo. Na estreia, uma derrota por 2×0 contra a Lusa. Na partida, o zagueiro Willyan foi expulso.

No segundo jogo, um empate contra o Tigres por 1×1. Os adversários contaram com a falha do goleiro Rodrigo e fizeram o seu gol. Poderia ser pior, visto que ainda perderam um pênalti após uma falha defensiva proporcionar a cobrança. Hugo Moura empatou no fim da partida com um belo gol.

No terceiro embate veio o choque. Pesada derrota por 4×0 contra o Botafogo. No returno o time voltou a jogar bem. Vitória por 2×1 com gols de Cafú e Thiago Ennes sobre a Portuguesa, outro 2×1 diante do Tigres, com gols de Robinho e Lucas Paquetá. Nesse momento o Flamengo se via prestes a conseguir uma classificação. Precisava bater o Botafogo, contra quem foi goleado. Não aconteceu. Derrota dentro da Gávea por 2×1, de quebra ver o rival se classificando para a final. Com apenas sete pontos, o rubro-negro terminou na última colocação.

 

Copa RS

No mês de Dezembro veio a chance de apagar o mediano desempenho no Torneio OPG com a Copa RS Sub-20, antigo Brasileirão da categoria. O Flamengo, que novamente mandou para o campeonato um time misto, caiu em um grupo com São Paulo, Chapecoense, Grêmio e Criciúma. Na estreia já uma derrota: vitória do time paulista por 2×0. O jogo no entanto poderia ser diferente se o juiz não anulasse erroneamente um gol de Felipe Vizeu.

Garotada rubro-negro não foi bem na Copa RS Foto: Reprodução

Garotada rubro-negro não foi bem na Copa RS                               Foto: Reprodução

No jogo seguinte veio o que parecia uma reabilitação: goleada por 4×0 sobre a equipe de Chapecó com gols de Lucas Paquetá, Felipe Vizeu, Matheus Sávio e Ronaldo. Porém, na terceira rodada veio o divisor de águas. Em uma boa partida o rubro-negro bem que tentou mas perdeu para o Grêmio por 2×1. O time gaúcho contou com falha do nosso sistema defensivo para marcar um dos gols. Matheus Trindade descontou para o Fla. Apenas cumprindo tabela, o mesmo Matheus Trindade e Alan Lima marcaram na vitória por 2×1 sobre o Criciúma.

 

Com um balanço nem tão positivo nessa temporada, os juniores voltam a jogar no próximo domingo (03), a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Alguns nomes considerados principais revelações dos últimos anos já não farão mais parte do elenco sub-20, entre eles Douglas Baggio, Thiago Santos, Jajá e Rafael Dumas que são do ano de 1995. Para o torneio só jogadores nascidos entre os anos de 1996 e 2000. Mesmo com esses desfalques para a próxima temporada, o Flamengo poderá contar ainda com jogadores como Matheus Sávio, Felipe Vizeu, Lucas Paquetá, Lincoln, Cafu e Thiago Ennes.

 

 


Lucas Tinôco e Bruno Vasconcellos fazem  parte da Equipe MRN Informação. Twitter: @LucasTinco e @BruNoCellos93