imparcial

Thauan Rocha (@Thauan_R e @Flaimparcial)

 

Eu não fico com raiva do Flamengo ter perdido o campeonato em si, mas outros fatores me deixam com raiva. São eles: arbitragens desastrosas nas últimas duas partidas, o time não demonstrar qualidade e nem vontade de jogar (sofremos contra times de série B), jogador se recuperando de lesão indo pra balada (pretendo falar sobre isso depois), deixar de diminuir o prejuízo desse campeonato conquistando o título e, principalmente, dar o gostinho a Fferj de ver seus dois aliados na final.

Então vamos lá comentar sobre dois desses fatores.

 

Arbitragem:



Sou daqueles que vê os erros como normais por ter o fator humano e falta de preparação dos árbitros, por isso não gosto de ficar reclamando desses camaradas de amarelo. Porém não dá para deixar de falar da arbitragem desses dois clássicos contra o Vasco.

No primeiro jogo o Jonas deveria ter sido expulso sim, não há dúvidas, mas também deveria expulsar o Guiñazu, por exemplo. Quando vejo um jogo que esse cara está presente, fico esperando o momento que o Guiñazu vai trocar de camisa com o árbitro para apitar o jogo. Na verdade, acho até que ele trocou de lugar e nós não percebemos, porque os jogadores do Flamengo tocavam num jogador do Vasco e já era marcada falta. O inverso não acontecia. É claro que os jogadores do Fla foram perdendo a cabeça e começaram a merecer expulsão ou amarelo, mas convenhamos que naquele cenário ali até Mahatma Gandhi perderia a paciência e começaria a revidar. A não expulsão do Jonas pode até ter nos custado muito mais.

Lance da agressão no Anderson Pico.

Lance da agressão no Anderson Pico.

Nesse segundo jogo a coisa não mudou muito. Árbitro errando absurdamente. Essa voadora, que não resultou em expulsão – assim como a do Jonas no 1º -, mostra o nível da arbitragem. Também repetindo o primeiro jogo, qualquer toque em jogador vascaíno era falta. O que resultou em um pênalti ridículo que acabou decidindo o jogo. O Wallace não pisou no jogador vascaíno e o toque em cima foi ombro com ombro em uma dividida normal de jogo. Depois do gol, o Gilberto foi comemorar com a torcida subindo a escada, mas isso é lance para amarelo, exceto se o jogador já tem amarelo e for do aliado político da Fferj. Além disso, tem o lance do pênalti no Pará que eu não acho que foi (os dois se enroscaram na disputa pela bola, coisa de jogo), mas se foi pênalti do Wallace seria ainda mais pênalti no Pará. Não sei como não houve pancadaria no fim.


 

Futebol apresentado pelo time:

Se formos analisar só os 3 últimos jogos no Carioqueta, não dá para elogiar em nenhuma linha. É incrível como o time perdeu qualquer padrão tático. Começamos o campeonato bem e então começaram as contusões. Vários jogadores no DM, é claro que não ficaríamos 100%, mas é inadmissível que não se possua um padrão de jogo que foi treinado constantemente da pré-temporada. Por pior que os jogadores sejam, vemos vários times que conseguem manter um padrão tático que acaba até anulando times melhores (o que ocorreu contra nós).

O Cirino caiu de produção de forma absurda. Ficou omisso em vários jogos. O Artur poderia nos ajudar, se parar de bater ponto no DM junto com o Éverton e Paulinho. Sabem jogar, mas que uruca é essa que os faz ficar sempre em tratamento? Eduardo deve estar com a cabeça na Croácia e o Alecsandro nas hashtags que vai criar após o jogo. E o Gabriel? Esse eu nem entendo como permanece no Flamengo.

Canteros não entra em campo desde o ano passado. E aquele Márcio Araújo que fazia o papel dele na boa sem comprometer a equipe? Pelo menos agora temos o Jonas, mas precisa tomar um calmante, de jogador que todo jogo leva amarelo já basta o Cáceres. (Sobre o Luiz antônio: estou aguardando que se faça justiça com ele sendo preso.)

Os laterais? Bom, precisamos de reforços. Quem sabe o Armero nos ajude na esquerda. E essa zaga que todo jogo muda? Wallace não está tão bem, mas seus companheiros não ajudam. Samir, O Patinador, está machucado e (indo para as noitadas) se recuperando de lesão.

A exceção é o Paulo Victor que, apesar das saídas bisonhas para cortar a bola de cruzamentos, faz milagres.

Não preciso nem falar sobre o Luxa, não é? O time é um reflexo dele que, desde o episódio da censura, parece ter esquecido de treinar o time para dar entrevista. Além de ter começado a usar salto alto após o interesse do SPFC em seu trabalho.

 

“Então vamos demitir todo mundo, contratar 25 jogadores e um treinador de ponta sem se preocupar com as dívidas”. Mas é claro que não. Acho que com esse elenco podemos até não passar sufoco no brasileirão, mas o time precisa voltar a ter vontade de jogar, escolher algum padrão tático e começar a olhar para o próprio umbigo. Se não, amigos, vai ser mais um ano difícil.

 

Curta o blog no facebook: FlaImparcial.

SRN!

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!