20150713142901


Por Luiz Filipe Machado. Twitter: @luizfilipecm

Conversando no Twitter com o @gustavomanso, surgiu a ideia de analisar o desempenho do Flamengo como mandante nos últimos anos. Nos baseamos nos jogos do Flamengo, no Brasileirão, entre 2013 e o jogo conta o Atlético MG (20/09/2015).

Aproveitamento do Flamengo desde 2013

2013
Mandante no Maracanã: 74,07% (9 jogos)
Clássico no Maracanã: 58,33% (4 jogos)
Mandante fora do Rio: 28,57% (7 jogos)
Clássico fora do Rio: 66,67% (2 jogos)
Visitante: 25% (16 jogos)

2014
Mandante no Maracanã: 72,73% (11 jogos)
Clássico no Maracanã: 44,44% (3 jogos)
Mandante no Rio mas fora do Maracanã: 16,67% (2 jogos)
Mandante fora do Rio: 50% (4 jogos)
Clássico fora do Rio: 0% (1 jogo)
Visitante: 33,33% (17 jogos)

2015
Mandante no Maracanã: 56,67% (10 jogos)
Clássico no Maracanã: 50% (2 jogos)
Mandante fora do Rio: 50% (2 jogos)
Visitante: 46,15% (13 jogos)


Mandar jogos fora do Rio não tem ajudado muito o Flamengo. Mesmo que em 2014 e 2015 tenha melhorado (com poucos jogos), ainda não alcança o mesmo desempenho do Maracanã. No total desses 3 anos, o Flamengo mandou 30 jogos no Maracanã (aprov. 67,78%) e 15 em outros estádios (aprov. 35,56%). Ou seja, um terço dos jogos dos últimos anos foram fora do Maraca com um aproveitamento quase metade de quando manda jogos no Maracanã. É muita coisa, mas tem diminuído com o tempo. Esse ano foram apenas dois jogos fora do estádio.

O Cruzeiro, bicampeão brasileiro, teve 80% em 2013/14 (como mandante), e o Flamengo 73% no mesmo período nos jogos que tinha o mando de campo. Um aproveitamento mais próximo do que eu imaginava, pelas nossas campanhas nesses anos. No mesmo período, os mineiros tiveram um aproveitamento de 56% como visitantes. O Flamengo teve 25% em 2013 e 33% em 2014. Essa foi a diferença abissal nas campanhas dos dois times.

Este ano estamos com 46% de aproveitamento como visitantes, o que é um bom número. Mas como mandante no Maracanã são apenas 56,67%. Quase o aproveitamento do Cruzeiro FORA DE CASA nos anos em quem foram campeões.

Quando conseguimos uma boa campanha fora de casa, entregamos em casa.

Flamengo x Santos: Torcida lotou o Maracanã e se decepcionou com o empate. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Flamengo x Santos: Torcida lotou o Maracanã e se decepcionou com o empate. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

2015 está sendo MUITO atípico. Nos anos anteriores, o Flamengo tinha um aproveitamento superior a 70% em casa (no Maraca). Hoje temos 56,67%! Quase 20% a menos que eu em 2013. Já o desempenho como visitante chega a 46,15%. Uma variação também de 20%, mas pra cima. Consigo pensar em dois motivos para essa mudança:

1-O time não lida bem com a pressão de jogar em casa.
2-O Flamengo joga melhor no contra ataque.

E, pra mim, os resultados são reflexo exatamente desses dois fatores. O time não consegue usar o apoio a seu favor, e só consegue criar quando o outro time sai pro jogo. Só dá certo quando jogamos na correria. Aquelas 6 vitórias seguidas refletiram boas atuações do Alan Patrick, organizando o time. As 3 derrotas seguintes coincidiram com partidas fracas dele. Ou seja, voltamos a depender só da velocidade.

Um outro dado interessante é que nesses 3 anos, o Flamengo vai melhor com estádio mais cheio. Em jogos com mais de 30mil pagantes, mandando fora do Maracanã, o Flamengo tem 40% de aproveitamento. Com mais de 40mil torcedores, esse número sobe para 42%. E os números no Maracanã possuem a mesma variação de 2%. Em jogos com mais de 30mil, 65%. Jogos com mais de 40mil, 67%. Uma demonstração que estádio cheio (seja onde for) possui uma influência positiva nos resultados.

Então vamos continuar enchendo estádios e fazer esses caras terem, em casa, um rendimento comparável ao que conseguem como visitantes. A torcida que enche os estádios merece ver isso ao vivo e o Mengão na Libertadores do ano que vem.

Comente pelo Twitter @MRN_CRF ou direto na fanpage do MRN no Facebook (clique aqui). Sua opinião faz toda diferença!


Luiz Filipe Machado escreve no CRF & CRF, da Plataforma MRN Blogs. A opinião do autor não reflete necessariamente a opinião do Mundo Rubro Negro.

 

 

ÚLTIMAS DO MUNDO RUBRO NEGRO

Megalomania de corintiano

Além do bem e do mal. Por Zico na FIFA.

O primeiro volante da história

Eduardo Bandeira de Mello recebe título de Benemérito do Rio de Janeiro

#BotaCaraCBF – Quem tem que apoiar primeiro é você!

EDITORIAL: OS 5 PRINCÍPIOS DO MUNDO RUBRO NEGRO NAS ELEIÇÕES DO FLAMENGO

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER