20150830172745_316


Diogo Almeida | Twitter @DidaZico

Uma vitória do Flamengo diante do Sport parecia bastante improvável. Depois da eliminação da Copa do Brasil, o time comandado pelo recém-chegado Oswaldo de Oliveira precisaria juntar os pedaços. A rodada passada figurou o time em 13º lugar na tabela do Brasileiro – a 5 pontos do Z4 e a 7 do G4 -, e um revés fora de casa poderia agravar o clima pesado que se instaurou no Ninho, após o empate de quarta-feira.

Com as ausências de Guerrero, Ederson e o pouco tempo de treinamentos entre uma rodada e outras, as condições realmente não eram nada favoráveis para a 22º rodada do Mengão no BR2015.

Allan Patrick recebe dura entrada e é atendido.| Foto Gilvan de Souza/Flamengo

Allan Patrick recebe dura entrada e é atendido.| Foto Gilvan de Souza/Flamengo

Porém, o gol de Evérton aos 5 minutos de jogo não serviu apenas para tranquilizar o time do Fla mas também para aumentar o nervosismo do Sport, que já sente nos nervos a queda na tabela. Quando o lateral-direito Samuel Xavier solou com violência a coxa de Allan Patrick e levou o cartão vermelho ao 23min da etapa inicial o time conseguiu entender que não poderia contar apenas com a vantagem de possuir um jogador a mais que o rival para trazer os 3 pontos para o Rio.

Coube ao zagueiro César Martins a declaração sobre a chave da vitória: “O time teve maturidade dessa vez. Creio que foi o que faltou em alguns jogos ultimamente. A gente vinha pecando nos últimos jogos, faltou maturidade mesmo pra gente entender a proposta de alguns jogos. Dessa vez não entramos no jogo do adversário”.

Oswaldo de Oliveira, experiente, enalteceu a partida flamenguista antes da expulsou do jogador do Sport. “Fizemos o gol cedo, isso deu tranquilidade, claro. Mas não podemos deixar de salientar o fato de que fomos melhores também quando estava o Sport estava completo”, disse. “Não tira o mérito da vitória do Flamengo. Soubemos jogador contra 11. E também contra 10”, enalteceu.

Foi o segundo jogo e a segunda vitória de Oliveira à frente do Fla pelo Brasileiro. Perguntado se o resultado foi ideal para o momento, respondeu de forma taxativa: “Vitória é preponderante”. É exatamente o que pensa a Nação Rubro-Negra.

E que a maturidade se mantenha durante os jogos.


Leia sobre Sport 0 x 1 Flamengo: Visitante indigesto, Fla tira invencibilidade do Sport


 

Lulucast 2.0 com Cissa Morena, Dani Souto, Bruna Lugatti e Nivinha

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

SIGA A GENTE NO TWITTER