Flamengo entra em campo para não ganhar, e consegue. Termina a taça guanabara na segunda colocação

Por Igor Pedrazzi(@igor_pedrazzi) - Para o MRN Informação

O Flamengo, acostumado a complicar tudo o que está de fácil alcance, conseguiu realizar mais uma proeza na noite desta quarta. Conseguiu empatar com o pior time desse falido e de baixíssimo nível campeonato carioca, o Nova Iguaçu. O Flamengo não conseguiu marcar um gol sequer no time que levou de 5 do Vasco e de 4 do Madureira e do Fluminense. E viu o Botafogo nos passar no confronto direto, pela vitória deles contra o Macaé.

Em noite de preguiça e falta de inspiração, assistimos um péssimo jogo em Macaé. (Foto: Flamengo Oficial - Gilvan de Souza)

Em noite de preguiça e falta de inspiração, assistimos um péssimo jogo em Macaé. (Foto: Flamengo Oficial – Gilvan de Souza)

Passamos a taça guanabara toda jogando com o pé no freio, com todos nós sabendo que o time pode render mais do que apresentou até então. Uma preguiça absurda em alguns jogos, faltou vontade de vencer em diversos momentos durante essas 15 rodadas, e hoje o Flamengo foi punido pelo seu freio de mão puxado.

O JOGO

Mesmo podendo garantir o título da GB dependendo só de si, o Flamengo entrou em campo como se estivesse com uma enorme vantagem, e fez um primeiro tempo de dar inveja a qualquer bicho preguiça. Apenas duas chances claras de gol com Mugni, que na primeira isolou dentro da área e na segunda o zagueiro cortou em cima da linha. Fora isso, muito toque pra lá e pra cá e praticamente nenhuma objetividade, um time completamente apático e aparentemente conformado com o empate sem gols.

O Nova Iguaçu, dentro de suas limitações, só queria se defender. Enquanto nós ficávamos com toquezinhos pro lado e com nenhuma vontade de agredir o adversário, o Botafogo abria o placar contra o Macaé no Engenhão e nos ultrapassava. Gabriel em péssima noite, parece que esqueceu o futebol que apresentou em 2014. Não acertava absolutamente nada, enquanto Marcelo Cirino e Alecsandro eram quase nunca acionados e não estavam numa noite inspirada. E a tranquilidade no time continuou, como se o jogo contra o pior time do carioca não valesse taça. E fomos para o intervalo com um 0 x 0.

A segunda etapa vem, e alguns no time pareciam acordar de um sono profundo. Mais ligado, o Flamengo criou uma boa chance com Marcelo Cirino, que sozinho na área mandou a bola por cima da meta. O Nova Iguaçu também tentou, e quase marcou em uma falha bizarra de Paulo Victor, que soltou a bola em cima da linha mas teve agilidade para evitar o gol do time da baixada. Aos 9′ a primeira mudança no time, saiu Mugni, que jogou um pouco mais recuado como segundo volante, dando lugar a Eduardo, mais um que esqueceu seu futebol no ano passado, e que parece penar fisicamente, consegue entrar cansado no segundo tempo. O Flamengo continuava completamente disperso no segundo tempo, sem conseguir criar absolutamente nenhuma jogada.

E Eduardo da Silva teve dois cruzamentos para empurrar a bola pra rede, mas faltou velocidade pra chegar a tempo. Aos 20′, Matheus Sávio entrava no lugar do péssimo Gabriel, e o Fla começava a pecar pelo nervosismo. Muitos erros na frente, e a incapacidade de balançar a rede de um time que levou vinte seis gols ao longo de quinze jogos nesse campeonato. E depois dos 27′, o chuveirinho imperou. Bola voando pra lá e pra cá, e nenhum perigo. Aos 29′, já na tática do bumba-meu-boi, um bate e rebate incrível na área com finalizações de Eduardo, Alecsandro e Wallace, com todos parando na defesa do Nova Iguaçu.

Completamente desorganizado, o Flamengo tentava pressionar e ir pro abafa. Aos 37′, Cirino vai até a linha de fundo e cruza para Matheus Sávio que entraria sozinho para fazer o gol, se não escorregasse no gramado.Aos 44′, Eduardo livre dentro da área, carimbou o goleiro adversário. Já era tarde pra correr atrás, dali em diante, sem nenhuma organização o Fla foi pra cima e aos 46′ após chute de Marcelo Cirino em cima do goleiro, a bola sobra para Alecsandro, que praticamente embaixo da trave, carimba o travessão.

Final de jogo no Moarcyrzão. O Flamengo conseguiu empatar com o time de pior campanha nesse péssimo campeonato carioca. O Flamengo entrou em campo pedindo para não vencer, e conseguiu.

Um resultado tão patético, que esperamos que o elenco seja cobrado. E que entre com vontade de vencer nessa reta final de Carioca.