Abril foi péssimo, as seguidas eliminações e desempenho ruim do time apontavam a necessidade de mudanças, antes que o pior acontecesse. As eliminações garantiram tempo para Muricy treinar, 10 dias só de trabalho, mas ainda assim perdeu para o Fortaleza no jogo de ida e depois foi eliminado em casa por nova derrota. O Campeonato Brasileiro começou com tabela fácil, porém resultados não tão bons.

Muricy, que vinha muito pressionado não só pelos resultados, mas pelo péssimo desempenho do time, voltou a sofrer com arritmia e ficou de licença médica. Jayme assumiu interinamente e fez jogos ruins, mexeu mal no time, tornando o ambiente ainda pior. Os resultados dos exames e a pressão da família fizeram Muricy pedir demissão para cuidar da saúde, os resultados ruins de Jayme fizeram a direção de futebol improvisarem Zé Ricardo, do juniores, como treinador interino.

O planejamento mal feito do departamento de futebol ainda deixou o Flamengo com 2 zagueiros no plantel e foi preciso chamar de volta César Martins, que tem contrato de empréstimo até o fim do mês. No comando, parece não haver consenso sobre nomes de novos treinadores e o bom trabalho de Zé Ricardo começa a chamar a atenção e pode indicar que será efetivado.

Time mais escalado

Paulo Victor – Rodinei, Léo Duarte, Juan, Jorge – William Arão, Cuéllar (Márcio Araújo), Alan Patrick – Cirino, Guerrero, Éverton

%


Os destaques individuais nos principais fundamentos, considerando todas as competições, foram:

Gols

Felipe Vizeu

2 jogos de 6 disputados

Flamengo: 7

Alan Patrick

5 jogos disputados de 6

Flamengo: 7

Assistências: 2

Flamengo: 3

William Arão

6 jogos de 6 disputados

Passes p/ Finalização

Flamengo: 29

Desarmes

Flamengo: 116

Jorge

6 jogos de 6 disputados

Cruzamentos

Certos

Errados

Rodinei

6 jogos de 6 disputados

Passes Errados

Flamengo: 218

Faltas Cometidas

Flamengo: 82

Guerrero

3 de 6 jogos disputados

Clique nas imagens abaixo e veja mais detalhes dos jogos realizados em maio.