O Flamengo conquistou mais uma vitória na tarde deste domingo (31) e segue colado na disputa pelo G4 do Campeonato Brasileiro. Após a partida, os jogadores do Mais Querido comentaram sobre o resultado e exaltaram o trabalho coletivo que vem sendo feito até aqui.

Com três gols em três jogos, Paolo Guerrero vive um momento especial no Flamengo. O peruano que abriu o placar no Couto Pereira, falou sobre o sacrifício do grupo pelo bem da equipe: “O importante é ter chances de gol. Graças a Deus na primeira oportunidade que o Mancuello teve para enfiar a bola eu tinha olhado a posição do goleiro, tentei chutar e foi gol. O mérito desse time é o sacrifício. A equipe entendeu que quem joga é o Flamengo e não tem que ter vaidade, que todos jogamos por um objetivo. Todo mundo entendeu isso, agora estamos lutando dentro do campo e as coisas estão dando certo. Estou muito feliz“.

Marcelo Cirino, autor do segundo gol rubro-negro, destacou o trabalho em grupo do Mais Querido e o resultado: “A gente sai feliz com a vitória. A comemoração foi para a minha esposa, que está grávida. É importante estar ali. Agora tem confronto direto com o Santos, não pode deixar desgarrar muito. Mas com os pés no chão a gente chega lá. A equipe que decidiu a partida. Aqui é um grupo, trabalhamos em prol do Flamengo, não pensando individualmente. Mas no futebol temos que superar e trabalhar assim até o final“.

Outro jogador que também foi destaque foi Willian Arão, que comentou sobre a vitória após o duelo. “Sabíamos que seria difícil a partida. Competimos bastante, as chances que tivemos, aproveitamos. Uma vitória importante. Pecamos muito no último passe. Eles não tinham perdido aqui no Brasileiro. Nos portamos muito bem. Agora é descansar para poder vencer e ficar cada vez mais perto dos líderes“, afirmou.

O goleiro Alex Muralha, pouco exigido durante os 90 minutos, exaltou o constante apoio da Nação Rubro-Negra que sempre está presente para apoiar o Flamengo: “A força vem da torcida. Esse ano estamos com dificuldades em ter um lugar fixo, mas, onde a gente vai, a torcida empurra“.


*Foto: Giuliano Gomes / PR Press