Na tarde deste domingo (22), o Flamengo entrou em campo na Arena do Grêmio, em Porto Alegre e saiu com mais uma derrota na mala. Após o duelo, os jogadores e o treinador Jayme de Almeida repercutiram a derrota e lamentaram o momento difícil que o time passa. Além disso, Jayme falou também das mudanças no time e do nervosismo de Guerrero, que lhe rendeu outro cartão amarelo por reclamação.

Paulo Victor, um dos melhores em campo contra o Grêmio, comentou sobre a responsabilidade de todos da equipe e que tem esperança de dias melhores: “É um momento difícil, todos têm que assumir essa responsabilidade. Estamos devendo muito, mas só juntos vamos sair dessa. Temos que agradecer à torcida que veio e nos apoiou hoje. É com esse grupo que vamos sair dessa. Não vão sair 11 jogadores e não vão contratar 22“.

Rodinei foi outro que declarou a tristeza pelo resultado na Arena: “Estamos vivendo um momento difícil, mas se a gente vencesse seria mérito nosso. Agora é continuar o trabalho forte e pensar na próxima partida“.

Perdendo muitos gols e em incômoda má fase, o atacante Paolo Guerrero se mostrou chateado com a situação do time agora: “Todo mundo sabe que é um momento difícil, mas estamos trabalhando, fazendo de tudo para que tudo possa dar certo. Acho que não merecíamos perder, mas perdemos. As coisas não estão saindo com queremos. Isso nos deixa tristes“. O peruano desfalcará o Fla por um longo período, já que, a partir desta segunda-feira, estará a disposição de Ricardo Gareca e da seleção peruana para a Copa América.

“Pressão sempre tem. Não tem que ter desespero, tem que ter calma, o time foi bem. Podemos reverter com trabalho. Mudamos e o time reagiu bem. A derrota de hoje não apaga o que fizemos em campo. Jogar aqui é sempre difícil e a equipe se comportou bem com a pressão da derrota de quarta-feira. Perder para um time como o Grêmio aqui no Brasileirão não é problema nenhum. No Brasileiro tem que vencer em casa e fora jogar pelo empate. Ganha ou perde e ninguém morre por isso. Para chegar ao título a formula é essa”, Jayme de Almeida após a derrota contra o Grêmio.

Mais uma vez Guerrero foi abaixo do esperado e decepcionou em campo com a falta de gols. Além disso, o atacante peruano levou mais um cartão amarelo após reclamar de uma falta não marcada em cima dele. Jayme avaliou a situação: “Guerrero está um pouco ansioso porque luta muito e sofre faltas. Com a ansiedade, extravasa de forma muito “teatral” para a torcida e os juízes ficam com raiva. Não gosto de falar de arbitragem, mas esse cartão do Guerrero não existe. Não digo que fomos prejudicados nem nada, hoje não tinha motivo nenhum para o árbitro aplicar o cartão. Foi meio exagerado. Temos pessoas no Flamengo para darem tranquilidade, não só para o Guerrero como para os outros jogadores“.


A grande surpresa da tarde ficou por conta das saídas de Willian Arão e Mancuello do time titular. Além de Gabriel, que entrou no lugar de Emerson Sheik, liberado para resolver problemas pessoais, Márcio Araújo e Alan Patrick acabaram começando a partida. Sobre isso, Jayme explicou: “Foi pelo aspecto do jogo. É circunstancial, então não quer dizer que eles não vão jogar mais. A gente precisava de dois jogadores que marcassem muito, como Márcio Araújo e Cuéllar. Deu resultado“.