O Flamengo entrou no gramado do Kléber Andrade sabendo a responsabilidade que carregava nas costas. Com 100% em Cariacica e um péssimo retrospecto na Sul-Americana, o Mais Querido enfrentou o Figueirense na noite desta quarta-feira (31) e apesar de sair atrás no placar, jogou a vida e conseguiu a virada, vencendo por 3 a 1 e passando para a próxima fase.


Muitos acreditavam que seria impossível conquistar a virada, mas não é bem isso que o Flamengo está acostumado a mostrar. Sabendo que precisava se dedicar exclusivamente ao confronto, os comandados de Zé Ricardo foram a campo sem muitas surpresas. No lugar de Guerrero, que está com a seleção, Leandro Damião entrou; além dele, outra novidade, mas esta no banco de reservas, já que Emerson Sheik voltou a ser relacionado.

Antes da bola rolar, uma atitude emocionante. No início da semana, os flamenguistas e torcedores de diversos times se comoveram com a história de Alison Gabriel, um menino de 14 anos que faleceu durante uma aula de educação física e era apaixonado pelo Flamengo. O clube ouviu os apelos pelas redes sociais e prestou homenagem ao jovem, dando um minuto de silêncio antes da bola rolar.

Primeiro tempo

O Flamengo começou tentando se organizar, mas essa reação demorou demais. Logo aos 5 minutos, a zaga falhou e entregou a bola para Rafael Silva, que não desperdiçou e mandou direto para dentro da rede. Na comemoração, o jogador tirou a camisa e provocou a torcida, levando cartão amarelo. O Mais Querido não se abalou e partiu para cima com tudo, marcando pouco tempo depois com um golaço de Éverton por cobertura, deixando o placar igual em 1 a 1.

Depois do empate, o rubro-negro pressionou bastante e deixou o Figueirense preso em seu próprio campo, tentando muito com Diego e Leandro Damião. Entre faltas perigosas e um pênalti não marcado no camisa 18, Jorge resolveu diminuir a angústia flamenguista aos 26 minutos e chutou uma bomba de fora da área, marcando o gol mais bonito da noite e dando esperança ao time.

Com a virada, o Flamengo continuou buscando o resultado e o Figueirense percebeu que precisava fechar sua defesa. Entretanto, os planos de fazer uma substituição foram cancelados quando, aos 29 minutos, Rafael Silva fez falta duríssima em Jorge, levou cartão amarelo, seu segundo do jogo e acabou expulso. O Mais Querido seguiu arriscando e correndo bastante, mas acabou não conseguindo fazer mais um gol no primeiro tempo.

Segundo tempo

A segunda etapa teve ainda mais pressão do Flamengo, que continuou mandando cada vez mais bolas na área adversária. Precisando se defender e sem muito espaço para armar jogadas, o Figueirense quase não assustou Muralha, sem exigir defesas difíceis. Do outro lado, Gatito Fernandez precisou fazer milagres, principalmente depois que Zé Ricardo optou por tirar Márcio Araújo e colocar Alan Patrick, deixando a equipe toda avançada.

Aos 22 minutos, Zé fez outra alteração e tirou Éverton, colocando Fernandinho em seu lugar. Dois minutos depois, Gabriel teve uma chance incrível e quase marcou, mas o melhor estava guardado para o lance seguinte. Recém substituído, Fernandinho fez jogada individual muito boa, passou por todo mundo, entrou na área em velocidade e mandou no canto da trave de Gatito Fernandez, marcando o terceiro do Flamengo e o gol da classificação.

Graças ao resultado, o Figueirense precisou ir para cima e tentou bastante marcar, mas o Flamengo queria mais e seguiu tentando controlar a posse de bola. Sem forças para reagir, os adversários conseguiram assustar Muralha apenas duas vezes, mas não foi suficiente. O apito do árbitro selou a classificação rubro-negra na raça.

FICHA TÉCNICA

Flamengo 3×1 Figueirense

Local: Estádio Kleber Andrade, Cariacica – ES

Horário: 21h45

Árbitro: Daniel Fedorczuk (URU)

Auxiliares: Mauricio Espinosa (URU) e Nicolas Taran (URU)

Flamengo: Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz, Jorge; Márcio Araújo (Alan Patrick), Willian Arão; Gabriel (Emerson Sheik), Diego, Éverton (Fernandinho); Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo


Figueirense: Gatito Fernández; Ayrton, Werley, Bruno Alves, M.Pedroso; Renato (Nirley), J.Caucaia, Ferrugem (Jefferson), Carlos Alberto (Ermel); Rafael Moura e Rafael Silva. Técnico: Tuca Guimarães

*Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!