Por Mariana Sá e Matheus Soares



A relação torcida organizada e clube pode ser muito conturbada e quando ocorre algo que possa complicar os times, fica ainda mais difícil de resolver. A confusão entre “torcedores” de Flamengo e Palmeiras na partida realizada em Brasília, no Estádio Mané Garrincha, gerou uma punição bastante contestada fosse dada ao Mais Querido pelo tribunal desportivo.

Nesta quarta-feira (7), o clube se pronunciou sobre caso em nota oficial: “O Clube de Regatas do Flamengo esclarece que devido à punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), não exercerá o direito de solicitar carga de 10% dos ingressos disponíveis nos jogo contra o Esporte Clube Vitória, neste sábado (10), contra a Sociedade Esportiva Palmeiras, na próxima quarta-feira (14), e contra o São Paulo Futebol Clube, no dia 1º de outubro“.

O Clube de Regatas do Flamengo, sem desistir do recurso já interposto contra a decisão do STJD, como clube-cidadão, tem a obrigação de dar exemplo no cumprimento de todas as regras, acordos e punições vigentes. Zelar pelo interesse de seus torcedores e, cada vez mais, propagar a mensagem de um futebol melhor“, finalizou o clube.

LEIA A NOTA OFICIAL COMPLETA

A briga entre torcidas de Flamengo e Palmeiras foi no último duelo entre as equipes em Brasília. O rubro-negro sofreu quatro penas: três jogos sem direito a torcida visitante; três partidas sem torcida organizada e 20% do estádio fechado como mandante; 10 jogos sem qualquer representação de torcidas organizadas (faixas, camisas, bandeiras etc); multa de R$ 30 mil.

O diretor jurídico do Flamengo, Bernardo Accioly, conversou com o Mundo Rubro Negro e explicou o posicionamento do clube, além de comentar sobre a decisão e afirmar que o time entrou com um recurso que possa permitir a entrada da torcida rubro-negra nos jogos como visitante, deixando fora apenas as organizadas. Accioly explicou que apesar da decisão do STJD ser correta pelo evento, foi injusta e exagerada, já que o tribunal usou o caso para servir de exemplo para julgamentos futuros.

Entretanto, existe uma parte da punição que ainda gera muita discussão e o clube recorrerá. Segundo o julgamento, o Flamengo fica impedido de ter a carga de 10% dos ingressos como visitante para venda antecipada, já que o tribunal interpreta erroneamente que o clube pode repassá-los às torcidas organizadas. Porém, é passível de interpretação se é permitido que o clube venda ingressos para torcedores comuns ou não, o que deixaria as partidas com torcida única fora de casa.

Diante do Vitória, neste sábado (10), o clube baiano já havia vendido os 3.500 ingressos para rubro-negros, deixando punição restrita apenas às torcidas organizadas, permitindo a Nação visitante assistir o confronto normalmente. Entretanto, o Palmeiras deve acatar de outra forma, utilizando torcida única no Allianz Parque no próximo dia 14, quarta-feira. Mesmo discordando da punição, o Flamengo não pode mais recorrer da decisão do STJD, podendo apenas pedir um recurso para esclarecer a parte sobre a torcida visitante.

Os casos de brigas entre torcidas organizadas não são de hoje e muitos clubes já foram punidos. Um levantamento recente feito pela ESPN mostrou quais equipes foram prejudicadas com perdas de mando de campo desde 2011. Neste período, o Flamengo havia recebido a sentença de mandar um jogo fora do Rio de Janeiro e a partida foi realizada na Arena das Dunas, em Natal, contra o Fluminense; já o Palmeiras realizou um confronto com portões fechados.

Dezessete clubes que estiveram na Série A entre 2011 e 2016 receberam punições que variavam entre perda de mando de campo a jogos em uma certa distância das suas sedes. O líder do ranking é o Atlético-PR, com perda de onze jogos. Em 2013, o clube foi prejudicado pela torcida organizada em confronto com a torcida do Vasco.

O ranking conta com os seguintes clubes:


Atlético-PR, 11 jogos
Corinthians, 9 jogos
Goiás, 6 jogos
Vasco, 5 jogos
Palmeiras, 5 jogos
Cruzeiro, 3 jogos
Figueirense, 3 jogos
Atlético-MG, 2 jogos
Ponte Preta, 2 jogos
São Paulo, 2 jogos
Atlético-GO, 1 jogo
Bahia, 1 jogo
Coritiba, 1 jogo
Grêmio, 1 jogo
Joinville, 1 jogo
Sport, 1 jogo
Flamengo, 1 jogo

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!