Na Arena Pantanal, em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, Flamengo e Santos se enfrentaram em uma partida eletrizante, apesar do resultado. O Flamengo teve boas chances de marcar, mas parou nas boas defesas de Vanderlei; o Santos jogou nos erros do rubro-negro e teve algumas chances de gol. No fim, o empate acabou sendo bom para o clube paulista que dorme na liderança. Após mais um empate jogando bem, o Flamengo segue na 5ª posição podendo ser ultrapassado pelo Atlético-MG.



PRIMEIRO TEMPO

O primeiro ataque foi do Flamengo com Marcelo Cirino depois que o Santos saiu errado e a bola sobrou para Everton que deu um bom passe para o camisa 7 bater cruzado mas a bola foi na rede pelo lado de fora. Pouco depois os santistas conseguiram um escanteio e a defesa rubro-negra afastou o perigo. No contra-ataque, Pará partiu em velocidade pela direita e cruzou na cabeça de Guerrero, porém, o atacante mandou por cima.

Mais uma vez pela direita, agora com Cirino, o Flamengo chegou com perigo e quase abriu o placar, entretanto, o zagueiro Luiz Felipe tirou e quase marcou contra. O Mais Querido dominava a partida. Aos 15 minutos, Everton limpou e arriscou um belo chute de fora da área, exigindo boa defesa de Vanderlei. A primeira substituição do jogo ocorreu logo aos 23 minutos, quando Cirino sentiu a coxa esquerda e foi substituído por Fernandinho.

O Santos chegou pela primeira vez com perigo aos 25 minutos. Victor Ferraz recebeu e cruzou bem para Jean Mota cabecear firme, Muralha estava bem posicionado e fez a defesa tranquilamente. O Flamengo seguia melhor na partida e insistia nas jogadas pelo lado direito. Fernandinho avançou e tentou o cruzamento, mas a zaga abafou e a bola sobrou sem perigo para Vanderlei. O Peixe mais uma vez tentou pela direita e Vitor Bueno quase marcou quando chutou cruzado com muito perigo e a bola bateu na trave. Foi a melhor chegada santista que quase abriu o placar.

Aos 42 minutos, após falta cobrada por Alan Patrick, a defesa santista afastou, Márcio Araújo cabeceou para a área na sobra e Réver tentou a finalização com um voleio, mas a bola foi pra fora. Na sequência, o Santos deu a resposta com Copete, que tentou surpreender o goleiro Muralha arriscando do meio de campo, porém, a bola foi por cima. Após nova falta cobrada por Alan Patrick, agora aos 46 minutos, Réver mandou de cabeça para a área, Fernandinho tentou, entretanto, Luiz Felipe mandou para escanteio. O juiz deu 7 minutos de acréscimo por causa dos atendimentos e substituição, e a primeira etapa terminou empatada. Zero a zero.

Foi um primeiro tempo muito bom, com o Flamengo melhor na partida, tendo mais chances e não deixando o Santos jogar. Apesar da baixa com a lesão de Marcelo Cirino, o time soube se portar e neutralizar as subidas do adversário; a equipe paulista teve duas boas chances pela direita e a melhor oportunidade da primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações, já que os treinadores gostaram do que viram e buscaram manter o ritmo. Como na primeira etapa, o Flamengo iniciou melhor, trocando mais passes na defesa santista e dominando o adversário. Aos 7 minutos, Chiquinho recebeu boa bola e cruzou com muito perigo, obrigando Vanderlei a fazer boa defesa. Pouco depois, o Santos conseguiu sair da pressão do Mais Querido e trocou passes até chegar nos pés de Rodrigão que limpou e bateu firme nas mãos de Muralha.

Aos 14 minutos, mais uma boa chegada do Santos, de novo com Rodrigão. O atacante recebeu livre na área, deixou o zagueiro Réver no chão e bateu em cima do goleiro Muralha. No rebote, Willian Arão mandou para escanteio. A primeira finalização do Flamengo foi aos 17 minutos com Everton, que recebeu bom passe de Rafael Vaz e obrigou Vanderlei espalmar para escanteio. Após a cobrança, Pará cruzou e o lance sobrou para Fernandinho, que mandou para a área com muito perigo, a bola passou por todo mundo.

Aos 20 minutos, Réver quase deixou os santistas na frente quando bobeou e entregou a bola para Rodrigão, mas o atacante se enrolou, perdeu a bola e a chance de abrir o placar. O técnico Zé Ricardo mexeu pela segunda vez aos 24′, tirando Alan Patrick para a entrada de Mancuello. O argentino entrou e já cobrou escanteio com perigo, mas a zaga do Santos tirou. Os paulistas cresceram no jogo e tentaram a subida mais vezes. Após boa jogada individual de Vitor Bueno, Willian Arão cometeu falta perigosa na entrada da área, porém, o jogador mandou por cima da trave de Muralha na cobrança. O Flamengo tentou com Fernandinho pela direita, mas o atacante foi parado com falta e Caju levou o cartão amarelo.

O técnico Zé Ricardo queimou a última substituição ao colocar Adryan no lugar de Everton, que havia tomado cartão por reclamação; no Santos, saiu Jean Mota para a entrada de Joel e Rodrigão deu lugar a Elano. Aos 42 minutos, o Peixe chegou mais uma vez com Vitor Bueno, mas o meia foi parado por Rafael Vaz que recebeu amarelo em seguida. O Flamengo respondeu com Mancuello que arriscou da entrada da área e a bola explodiu no travessão.

A melhor chegada do Flamengo foi aos 46 minutos. Adryan fez ótima jogada individual e encontrou Mancuello em ótima condição, o argentino bateu na saída de Vanderlei, mas a bola explodiu no goleiro, bateu no meia e saiu pela linha de fundo. Dorival ainda mexeu pela última vez, tirando Vitor Bueno e colocando Yuri. Em seguida, outra boa chegada rubro-negra. Após confusão na área, Guerrero cruzou, Fernandinho cabeceou e a bola bateu na mão de Luiz Felipe, porém, o árbitro que estava perto do lance, não marcou nada e apitou o fim do confronto. As duas equipes tentaram bastante e fizeram boa partida, mas pararam nas boas defesas.

Com o empate, o Flamengo segue na 5ª posição, agora com 31 pontos; o Santos dorme na liderança com os mesmos 33 pontos do Corinthians, que perdeu para o Atlético-PR por 2 a 0. Na próxima rodada, o Mais Querido enfrenta o Atlético-PR, dia 06/08, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica. A partida está marcada para às 18h30.

FICHA TÉCNICA

Santos 0x0 Flamengo

Data: 03/08/2016

Horário: 21h45

Local: Arena Pantanal, Cuiabá – MT

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva

Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Helcio Araújo Neves

Flamengo: Muralha, Pará, Réver, Vaz e Chiquinho; M. Araújo, Arão, Alan Patrick (Mancuello) e Everton (Adryan); Cirino (Fernandinho) e Guerrero.


Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Jean Mota (Joel), Leo Cittadini e Vitor Bueno (Yuri); Copete e Rodrigão (Elano).

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!